Energia é cortada em obra da Linha 4 do Metrô por falta de pagamento

Conta de luz ficou 3 meses sem pagamento na Estação Oscar Freire. Valor da dívida era de R$ 7.096,00; de tarde, a luz foi religada.

O canteiro de obras da futura Estação Oscar Freire do Metrô ficou sem luz nesta quarta-feira (29) por falta de pagamento. A empresa responsável pela construção na Linha Amarela enfrenta problemas financeiros, informou o SPTV.

A energia elétrica na estação foi cortada pela manhã. A conta de luz não é paga há três meses. Na conta de setembro consta que desde julho a empresa não faz o pagamento. O valor da dívida é de R$ 7.096,00.

Os técnicos da Eletropaulo também estiveram em outra obra do Metrô para cortar a luz, mas o corte foi suspenso após a reportagem da SPTV entrar em contato com as empresas envolvidas.

Os funcionários da empresa de energia disseram que receberam uma ordem para interromper a operação porque a Eletropaulo e a construtora iriam fazer um acordo.

A empresa que está devendo é a Isolux-Corsan, que foi contratada pelo Metrô para fazer as obras das cinco estações que ainda não foram entregues da Linha 4-Amarela. O valor do contrato das obras é de R$ 386.254.033,00.

A construtora também tem dívidas no mercado. A reportagem do SPTV teve acesso a uma lista com dezenas de fornecedores que não receberam o pagamento de produtos e serviços já entregues. Alguns fornecedores informaram que ainda aguardam o pagamento. Outras empresas disseram que cansaram de esperar e, por isso, entraram na Justiça para receber a dívida.

A IsoluxCorsan é responsável por muitas obras de infraestrutura no país. Em São Paulo, além de construir a Linha 4 do Metrô, a empresa também é responsável pelo sistema elétrico do monotrilho.
No final da tarde desta quarta-feira, a Isolux-Corsan disse que o corte de luz na Estação Oscar Freire foi por um problema administrativo, que já foi resolvido. A empresa informou ainda que não houve impacto no andamento da obras.

A Eletropaulo disse que fez o corte de luz no canteiro de obras da estação Oscar Freire do Metrô, depois de repetidos contatos com o cliente e informou que as contas em aberto só foram pagas depois do corte. A luz voltou no fim da tarde.

O Metrô confirmou que as obras não foram paralisadas e disse que, se houver atraso, a empresa será penalizada de acordo com o contrato.As estações que já estão prontras da Linha 4 são: Butantã, Pinheiros, Faria Lima, Paulista, República e Luz.

Em obras: Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, Fradique Coutinho, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia.

A Fradique Coutinho será a próxima estação a ser inaugurada no dia 15 de novembro. Nesta terça-feira (28), o governador Geraldo Alckmin esteve no local.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 4 - amarela ficará fechada totalmente neste domingo, 02/11



Devido a testes nos sistemas de sinalização e controle de trens, todas as seis estações da Linha 4- Amarela (Butantã, Pinheiros, Faria Lima, Paulista, República e Luz) ficarão fechadas no próximo domingo, dia 2 de novembro. Estes testes estão entre os últimos eventos programados na implantação da estação Fradique Coutinho antes da abertura ao público no dia 15 de novembro.

No dia 2 a concessionária ViaQuatro, que opera a Linha 4-Amarela, colocará ônibus à disposição dos passageiros para o transporte entre as estações Butantã, Pinheiros e Faria Lima até a estação Clínicas, da Linha 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena). As viagens de ônibus serão gratuitas.

Os usuários da CPTM que desembarcarem na estação Pinheiros, da Linha 9- Esmeralda (Osasco-Grajaú),  e que não poderão se transferir para a Linha 4- Amarela, também serão atendidos por ônibus. Serão distribuídas senhas na área paga da Estação Pinheiros, próximo aos bloqueios. Estas senhas possibilitarão aos usuários seguirem viagem até a Estação Clínicas, da Linha 2-Verde. No sentido inverso, as senhas serão distribuídas também na área paga da Estação Clínicas, perto dos bloqueios.

Esta senha garante somente a transferência entre as estações Pinheiros e Clínicas e vale apenas para este domingo, 2 de novembro, dia da interdição.

As linhas 1- Azul (Jabaquara-Tucuruvi), 2- Verde, 3- Vermelha (Corinthians-Itaquera/Palmeiras-Barra Funda) e 5- Lilás (Capão Redondo-Adolfo Pinheiro) funcionarão normalmente no dia 2, com abertura do sistema às 4h40 e fechamento à meia-noite.

Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30, ou na Central de Atendimento da concessionária ViaQuatro (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h00; sábado e domingo, das 8h00 às 18h00.

Estação Fradique Coutinho
A nova estação é a sétima da Linha 4- Amarela. Ela será entregue ao público no dia 15 de novembro e funcionará até o encerramento da operação comercial, à 1h de domingo (16). No domingo, ela permanecerá em operação durante todo o horário comercial (das 4h40 à 0h). Entre os dias 16, segunda-feira, e 21, sexta, a estação Fradique Coutinho prestará serviço em horário reduzido, das 10h às 15h. A partir do dia 22, ela começa a operar integralmente, da mesma forma como operam as estações das linhas 1- Azul, 2- Verde, 3- Vermelha, 4- Amarela e 5- Lilás, entre 4h40 e meia noite em todos os dias, com a exceção dos sábados, quando a operação comercial se encerra a 1h da manhã do domingo.

Em horário de funcionamento integral, a previsão é que a estação Fradique Coutinho receba mais de 15 mil passageiros por dia, em média.

Fonte: Via Quatro/CMSP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

OBRAS DE MODERNIZAÇÃO ALTERAM CIRCULAÇÃO NAS LINHAS DA CPTM NESTE FINAL DE SEMANA

Neste fim de semana, 01 e 02 de novembro, a CPTM prosseguirá com as atividades de implantação de obras e serviços de manutenção em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 7-Rubi [Luz - Francisco Morato - Jundiaí]

Domingo: das 4h até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Perus, em razão de obras no sistema de rede aérea. Para atender os usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Perus, com parada na Estação Pirituba para embarque e desembarque. As senhas para utilização dos ônibus de conexão deverão ser retiradas nas estações.

Das 4h às 19h, também serão realizados serviços de manutenção no sistema da rede aérea entre as estações Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista e, das 8h às 17h30, nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação de Francisco Morato. O intervalo médio será de ¬¬21 minutos entre Luz e Palmeiras-Barra Funda e de 30 minutos entre Perus e Jundiaí.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno]

Sábado: das 22h até o fim da operação, haverá serviços de manutenção no sistema de sinalização entre as estações Barueri e Jandira. O intervalo médio será de 20 minutos entre Júlio Prestes e Itapevi

Linha 9-Esmeralda [Osasco - Grajaú]

Domingo: das 4h até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino, em razão dos serviços no sistema de telecomunicação, no trecho; e haverá serviços de manutenção no sistema de rede aérea entre as estações Presidente Altino e Villa Lobos-Jaguaré. Para completar a viagem, será necessário fazer a transferência para os trens da Linha 8-Diamante. O intervalo médio será 20 minutos entre Presidente Altino e Grajaú.

Das 9h às 19h, ocorrerá manutenção nos equipamentos de via permanente, na região da Estação Santo Amaro, e serviços na passarela metálica, entre as estações Hebraica-Rebouças e Cidade Jardim.

*A Linha 4 do Metrô terá seu funcionamento interrompido. Os usuários que descerem na Estação Pinheiros da CPTM [Linha 9- Esmeralda] e desejarem fazer a transferência de linha receberão senhas para utilização dos ônibus de conexão, próximo ao bloqueio.

Linha 10-Turquesa [Brás - Rio Grande da Serra]

Domingo: das 8h às 18h, serão realizados serviços de manutenção na passarela metálica próxima à Estação Guapituba e nos equipamentos de via permanente entre as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. O intervalo médio será de 10 minutos entre Brás e Mauá e 30 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra.

Linha 11-Coral / Expresso Leste [Luz - Guaianazes]

Domingo: das 4h até meio-dia, haverá serviços de manutenção nos equipamentos de via permanente entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera. O intervalo médio será de 15 minutos no trecho entre as estações Luz e Guaianases.

Linha 11-Coral / Extensão [Guaianazes - Estudantes]

Domingo: das 4h até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Guaianazes e Jundiapeba, devido às obras nos sistemas de rede aérea, nos equipamentos de via permanente, construções das novas estações Poá e Ferraz de Vasconcelos e de segregação das vias da CPTM / MRS. O intervalo médio será de 15 minutos entre Jundiapeba e Estudantes.

Para atender os usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão entre as estações Guaianases e Jundiapeba, com parada nas estações Antônio Gianetti Neto, Calmon Viana e Suzano para embarque e desembarque. As senhas para utilização dos ônibus de conexão deverão ser retiradas nas estações.

Linha 12-Safira [Brás - Calmon Viana]

Domingo: das 4h até meio-dia, haverá obras no sistema de rede aérea na região da Estação Aracaré. A partir das 12h até meia-noite, os serviços prosseguirão e estarão concentrados entre as estações Comendador Ermelino e Jardim Helena- Vila Mara. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição a Central de Atendimento ao Usuário, no telefone 0800- 0550121.

Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Motoristas fecharam terminal Campo Limpo nesta quarta-feira (29)

Motoristas e cobradores fecharam nesta manhã o Terminal Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo. Segundo com a São Paulo Transporte (SPTrans), o terminal ficou fechado entre 9h20 e 9h55. 

O motivo do protesto é sobre a morte do motorista John Carlos Soares Brandão, que faleceu há uma semana após ter 80% de seu corpo queimado quando criminosos atearem fogo ao ônibus que dirigia, no Jaraguá.

Na ultima terça-feira, 28, uma passeata promovida pelo sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus já havia reivindicado mais condições de segurança nos veículos e rigor na apuração da morte de Brandão. 

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Fotos do interior da estação Fradique Coutinho

O repórter da Rádio Jovem Pan, Thiago Uberreich, registrou algumas imagens nesta terça-feira (28 de outubro de 2014) da nova estação de metrô Fradique Coutinho, que será inaugurada em novembro, na zona oeste de São Paulo. Confira as  imagens: 












 Fonte: Rádio Jovem Pan

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ponte da Casa Verde recebe ciclovia

O Portal Mobilize divulgou imagens da ciclovia montada na ponte da Casa Verde, na Zona Norte de São Paulo. A obra faz parte de um pacote que contempla inicialmente 12 pontes sobre os rios Tietê e Pinheiros. De acordo com o portal, as obras não estão completas.
Imagens de Regina Rocha:

ImagemHandler (2)

ImagemHandler (3)

ImagemHandler (5)

Confira a lista de pontes que vão receber as ciclovias:
A prefeitura de São Paulo deve instalar ciclovias em 12 pontes sobre as Marginais do Tietê e Pinheiros. Confira a lista:
– Viaduto Domingos Franciulli Neto (General Milton Tavares de Souza) – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no acostamento, na lateral do sentido Rodovia Fernão Dias
– Ponte Presidente Jânio Quadros (Vila Maria) – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional central
– Ponte Júlio de Mesquita Neto (Pompéia) – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional central
– Ponte Vitorino Goulart da Silva – Sobre o Rio Pinheiros, passarela com ciclovia bidirecional, na lateral do sentido Interlagos
– Ponte Doutor Miguel Arraes (Aricanduva) – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no canteiro central
– Ponte Flávio Cavalcanti (Vila Guilherme) – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no canteiro central
– Ponte Cruzeiro do Sul – Sobre o Rio Tietê, ciclovia unidirecional central em ambos os sentidos
– Ponte das Bandeiras – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional sobre o passeio, na lateral do sentido Santana
– Ponte Jornalista Walter Abraão (Casa Verde) – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional sobre o passeio, na lateral do sentido Centro
– Ponte Adhemar Ferreira da Silva (Limão) – Sobre o Rio Tietê, ciclovia bidirecional no canteiro central
– Ponte Remédios – Carmen Fernandes Neves – Sobre o Rio Tietê, ciclovia unidirecional central em ambos os sentidos
– Ponte Jurubatuba – Sobre o Rio Pinheiros, passarela com ciclovia bidirecional central
Existem estudos para implantação de ciclovias em outras 16 pontes. Confira a lista:
– Ponte Imigrante Nordestino – Sobre o Rio Tietê
– Ponte Deputado Ricardo Izar (Tatuapé) – Sobre o Rio Tietê
– Complexo Viário Prefeito Olavo Egydio Setúbal (Anhanguera) – Sobre o Rio Tietê
– Ponte Engenheiro Ary Torres – Sobre o Rio Pinheiros
– Ponte Octávio Frias de Oliveira (Estaiada) – Sobre o Rio Pinheiros
– Ponte Caio Pompeu de Toledo (Morumbi) – Sobre o Rio Pinheiros
– Ponte João Dias – Sobre o Rio Pinheiros
– Ponte Transamérica – Sobre o Rio Pinheiros
– Ponte Freguesia do Ó – Sobre o Rio Tietê, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Centro
– Ponte do Piqueri – Sobre o Rio Tietê, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Bairro
– Ponte Hirant Sanazar (Jaguaré) – Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional entre as pontes
– Ponte Cidade Universitária – Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional ao lado do sentido Bairro
– Ponte Eusébio Matoso – Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional ao lado do sentido Bairro
– Ponte Engenheiro Roberto Rossi Zuccolo (Cidade Jardim) – Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Bairro
– Ponte Laguna – Em construção sobre o Rio Pinheiros
– Ponte Santo Dias da Silva (Socorro) – Sobre o Rio Pinheiros, construção de ciclopassarela bidirecional na lateral do sentido Bairro.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras do Monotrilho avançam em São Mateus – Parte II

Continuando as atualizações sobre as obras do Monotrilho da Linha 15-Prata, através das imagens de Sergio Mazzi, seguem as imagens do avanço na linha em São Mateus.

A linha atualmente opera apenas aos finais de semana das 10h da manhã às 15h00. O ramal completo terá 26,6 km de extensão e 18 estações, e, quando totalmente pronta, ligará os distritos do Ipiranga e Cidade Tiradentes, através dos bairros de Vila Prudente, Parque São Lucas, Sapopemba,São Mateus, Iguatemi, entre outros. Atenderá uma demanda estimada em 550 mil passageiros por dia e integrará os Terminais de ônibus de Vila Prudente, Sapopemba, São Mateus e Cidade Tiradentes, além das linhas 2-Verde do Metrô e 10-Turquesa da CPTM.

15008028413_5d7420b156_b

15008042173_d07d8dbdea_b

15441568309_fbced09515_b

15441580829_eed8b467dd_b

15442094088_f36287ae23_b

15442215227_e310d3d06b_b

15442220287_9c2f6808b6_b

15604494256_17d6d402e3_b

15625530501_2cec18dbf6_b

15628201035_7f8c82d411_b 

Fonte: Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Faixa exclusiva de ônibus chega a Rua Augusta

Foto: Adamo Bazani

A partir desta segunda-feira (27) a Rua Augusta terá faixa exclusiva para ônibus. A estrutura vai da Rua Martins Fontes, no sentido Bairro, entre a Rua Maria Paula e a Rua Álvaro de Carvalho e segue pela Rua Augusta, no sentido Bairro, entre a Rua Fernando Albuquerque e a Av. Paulista; e no sentido Centro, no trecho compreendido entre a Alameda Itu e a Av. Paulista.

A nova faixa exclusiva vai funcionar de segunda a sexta-feira das 6 às 20 horas. Com estes 1,1 km a malha viabilizada pela atual gestão chegará a 361,9 km de faixas exclusivas para ônibus na capital paulista. De acordo com estudos da CET, pelas ruas Martins Fontes e Augusta passam cinco linhas de ônibus municipais, transportando 42 mil passageiros em média por dia útil, numa frequência média, no horário de pico, de 31 ônibus/hora.

O motorista do carro que desrespeitar a via recebe multa prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), considerada infração leve, com perda de três pontos na carteira e multa de R$ 53,20.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Usuários fazem campanha contra assédio na CPTM

Adesivo encontrado em vagão traz mensagem enfática contra o assédio.

Usuários da CPTM colaram em vagões dos trens adesivos com mensagens enfáticas contra o assédio sexual no transporte público. Encontrada nesta quarta-feira, a imagem, de autoria do Movimento Subversius, mostra em uma ilustração de uma mulher segurando nas barras do veículo com um homem logo atrás dela.

"Não encoxe, FDP! Procure ajuda psiquiátrica porque você tem um grave problema mental. Se não resolver, castração física é uma ótima alternativa! (sic)", dizia o adesivo encontrado na CPTM no começo do dia.

Usuárias de transporte público sofrem recorrentemente assédio sexual, especialmente nos horários de pico, quando vagões e veículos estão lotados. Medidas como um vagão exclusivo para mulheres são algumas das alternativas buscadas pelas autoridades para diminuir a incidência do crime.

Fonte: Terra

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM distribuirá milhares de exemplares na 9ª Edição do Livro Livre


Programa de incentivo à leitura será realizado entre os dias 28 e 31 de outubro em mais de dez estações da Companhia
 
Em comemoração ao Dia Nacional do Livro, celebrado no dia 29 de outubro, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] promoverá, na próxima semana, uma corrente de leitura entre os usuários das seis linhas da companhia. Trata-se do Livro Livre CPTM, iniciativa que propõe estimular o hábito da leitura, a partir da adesão à proposta de ler e passar adiante os livros adquiridos nas estações participantes do projeto.

Romances, contos, crônicas, poesias e revistas para todas as idades poderão ser consultados nas prateleiras das estantes instaladas nas estações contempladas, que terão ainda a participação de facilitadores e contadores de histórias para orientar os usuários na escolha dos títulos disponíveis. As estações participantes do projeto são: Luz, Jundiapeba, Brás, Braz Cubas, Rio Grande da Serra, Palmeiras-Barra Funda, Mogi das Cruzes, Osasco, Estudantes, Piqueri, Francisco Morato, Vila Olímpia e Ribeirão Pires.

O "Bookcrossing", movimento que inspirou o Livro Livre CPTM, ocorre em vários lugares do mundo com um convite sedutor: deixar o livro em locais públicos, como uma estação ou banco de trem, para que outro leitor o encontre e, após a leitura, faça-o circular, ampliando o acesso ao conhecimento. Na CPTM, além de funcionar como ponto de entrega de livros doados por editoras, livrarias e iniciativa pessoal, as estações servirão também para recebimento e troca de títulos. Os exemplares são identificados com selo e acompanhados de orientações sobre a dinâmica da ação.

Além da troca e circulação dos livros, haverá uma série de atividades lúdicas e culturais, incluindo encontros com escritores e editores convidados pela CPTM em várias estações [confira programação abaixo]. Nesta edição, confirmaram participação os autores Maurício Paraguassú, Andréia G. Garcia, Joaquim Maria Botelho, Clau Assi, Vania Clares, Rosana Banharoli, Alonso Alvarez, Angelo Romero, Giulia Moon, Sidney Leal, entre outros.

Intervenções, saraus e performances de grupos teatrais também estão previstos em algumas das estações, por meio da participação da Associação Cultural Literária do Brasil, Museu da Língua Portuguesa, Biblioteca Municipal Monteiro Lobato, Lions Clube Itapety, Poetas Ambulantes, Troupe Parabolandos, Comunidade All the stories are true, entre outros parceiros.

A ação é realizada pela CPTM desde 2006. No total, já foram distribuídos mais de 114 mil livros. Para quem quiser contribuir com a iniciativa, as doações podem ser feitas durante todo o ano nas estações da CPTM. As obras doadas são organizadas pela Biblioteca Mário Covas - CPTM.

Confira a programação:

Distribuição de Livros e encontros com autores:
Data: 28/10, terça-feira
Estação da Luz - 11h às 15h

Bate-papo com Mauricio Paraguassu, Antonio Paraguassu Lopes, Andréia G.Garcia, Alonso Alvarez, Joaquim Maria Botelho, Gabrielle da Costa Silva e performances dos Poetas Ambulantes e da Troupe Parabolandos
Estação Jundiapeba - 7h30 às 9h e 16h às 17h30
Apresentações do Lions Clube Itapety, de Mogi das Cruzes

Data: 29/10, quarta-feira
Estação Brás [Espaço Cultural CPTM] - 10 às 15h

Apresentações do Centro Cultural de Adolescentes e Jovens - São João Batista e da Companhia Oriximina [dança]. Bate-papo com as autoras Rosana Banharoli, Clau Assi e Penélope Martins. Performances dos Poetas Ambulantes e da Troupe Parabolandos.
Estação Braz Cubas - 7h30 às 9h e 16h às 17h30
Apresentações do Lions Clube Itapety, de Mogi das Cruzes
Estação Rio Grande da Serra - 9h30 às 10h30 e 14h30 às 15h30
Diversas ações em parceria com a Prefeitura Municipal de Rio Grande da Serra

Data: 30/10, quinta-feira
Estação Palmeiras-Barra Funda - 10h às 15h

Sarau da Associação Cultural Literária do Brasil; bate-papo com os autores Marco Antonio Tremonti e Vania Clares e performance dos Poetas Ambulantes e da Troupe Parabolandos
Estação Mogi das Cruzes - 10h às 16h
Ações em parceria com o Lions Clube Itapety, de Mogi das Cruzes
Estação Rio Grande da Serra - 9h30 às 10h30 e 14h30 às 15h30
Ações em parceria com a Prefeitura de Rio Grande da Serra

Data: 31/10, sexta-feira
Estação Osasco- 10h às 15h

Contação de histórias e bate-papo com os escritores Giulia Moon, Sidney Leal e Angelo Romero [da Academia Brasileira de Poesia]. Performances dos Poetas Ambulantes e da Troupe Parabolandos.
Estação Estudantes - 11h às 13h
Ações em parceria com o Lions Clube Itapety, de Mogi das Cruzes
Estação Rio Grande da Serra - 9h30 às 10h30 e 14h30 às 15h30
Ações em parceria com a Prefeitura de Rio Grande da Serra

Distribuição de Livros:
28 a 31/10, das 10h às 15h

Bibliotecas fixas das estações Piqueri, Francisco Morato, Vila Olímpia e Ribeirão Pires

Para mais informações acesse: www.facebook.com/livrolivreCPTM
Fonte: CPTM
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Neste segundo turno das eleições, frota de ônibus terá reforço em SP

Em virtude do segundo turno das eleições marcado para este domingo (26), a SPTrans informou que a frota operacional terá reforço neste dia. A operação será a mesma de um sábado, com 10.500 ônibus nas ruas, ou 70% da frota operacional. 

O corpo técnicos da SPTrans será reforçado nos 29 terminais municipais da cidade e no terminal intermunicipal de São Mateus. Nos nove corredores de ônibus, a circulação de veículos particulares seguirá a portaria SMT 076/14 que libera os carros durante o domingo tendo a velocidade máxima fixada em 50km/h nesses viários.

Já sobre o transporte sobre trilhos, não estão programadas obras nas linhas da CPTM, tão pouco na linha 4-Amarela. Geralmente as empresas usam o final de semana para interromper trechos em decorrência de obras de modernização e expansão.

O horário para votação neste domingo é das 8 horas da manhã até as 17 horas.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ciclovias de SP terão asfalto com maior aderência aos pneus

Na imagem, o asfalto para ciclovias deve ter o mesmo método utilizado na Holanda

A prefeitura de São Paulo deve contratar uma empresa para pavimentar as ciclovias com asfalto especial. Trata-se de um pavimento pigmentado na cor vermelha, e que oferecer maior aderência aos pneus. “Você tira aquela capinha de dois ou três centímetros [de asfalto] e aí põe a massa asfáltica pigmentada. Não tem mais o problema [do desgaste] da pintura e você prepara a própria sarjeta e a guia”, declarou ao jornal “O Estado de São Paulo” o secretário Municipal de Transportes da cidade, Jilmar Tatto.

Este novo material deve proporcionar uma melhorar aderência em situações de chuva, além de aumentar muito a vida útil da sinalização horizontal, aquela da cor vermelha que segue um padrão internacional de ciclovias.

De acordo com o site “Vá de Bike“, a Holanda também utiliza este tipo de asfalto pigmentado em ciclovias. Em Amsterdã, 40% da população vai trabalhar diariamente de bicicleta, enquanto apenas 20% se dirige até o local de trabalho de carro.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Motoristas prometem suspender operação de linhas na Zona Leste de SP

Segundo informação do perfil @UsuarioSPTrans, linhas de ônibus da Zona leste podem ficar sem operação no sábado para o domingo por conta de segurança pública. De acordo com o perfil editado por Adilson Silva, motoristas e fiscais relataram que alguns prestadores foram agredidos, roubados e já houve ameaça de vandalismo, com incêndio em veículos.

Segundo comunicados fixados nas cabines de fiscalização, as seguintes linhas terão horário alterado:

Linha 2714/10 Vila Rui Barbosa x Vila Matilde: Fim da operação as 22h00 do sábado, e retornará com a circulação às 9h00 do domingo.

Linha 3731/10 Shopping Aricanduva x Vila Matilde: Inicio da operação no domingo às 8h00.

2014-10-24 (1)



Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

SP atinge 100 km de ciclovias com inauguração de via na Zona Leste

Jardim Helena, bairro com mais ciclistas da cidade, ganha 11,9 km de vias. Meta é implantar 400 km de ciclovias em SP até o fim de 2015.
Ubirajara Lavor compara ciclofaixa de Moema com as novas ciclovias (Foto: Caio Prestes/G1)

A Prefeitura de São Paulo inaugurou na manhã desta quinta-feira (23) a ciclovia do Jardim Helena, na Zona Leste da capital, com 8,2 km de extensão. Com esse novo trecho, a cidade passa a ter 100 km de vias exclusivas para bicicletas.

A meta da administração municipal é criar 400 km de ciclovias na cidade até o fim de 2015. O projeto faz parte do Plano de Metas apresentado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) para ser implantado durante sua gestão.

Segundo estimativas, o custo total das obras é de R$ 80 milhões, ou seja, R$ 200 mil por quilômetro. Parte dos recursos devem ser disponibilizados pelo Fundo Municipal do Meio Ambiente (Fema).

O primeiro trecho da ciclovia do Jardim Helena foi inaugurado na semana passada com 3,7 km. Agora a via segregada para bikes terá um total de 11,9 km e vai ligar o Jardim Helena à São Miguel Paulista, integrando a estação da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e a passarela local.

De acordo com a pesquisa Origem e Destino do Metrô, realizada em 2007, o Jardim Helena é o bairro com o maior número de usuários de bicicleta da cidade. O deslocamento para o trabalho aparece como um dos principais motivos das viagens realizadas.

Ciclovias
De acordo com a Prefeitura, o cumprimento da meta deixará São Paulo com total de ciclovias próximo do que há em outras cidades do mundo. O levantamento da administração municipal aponta que Berlim lidera o ranking com 750 quilômetros. Além dos 400 km do novo plano, há previsão de inauguração de 150 quilômetros de ciclovias que devem ser implantadas junto aos futuros corredores de ônibus, além de outros 63 km já existentes até 2013.

A instalação de ciclovias é uma das estratégias apontadas por especialistas em trânsito para oferecer outras opções para o transporte na cidade.

Além disso, a construção de ciclovias é uma demanda de diversos setores, incluindo cicloativistas que se articulam na cidade em associações e promoveram ao longo de anos intervenções e protestos por mais respeito às bicicletas no trânsito. O número de ciclistas mortos em acidentes de trânsito caiu entre 2005 e 2013, período disponível no levantamento da CET. Em 2005, foram 93 casos. Em 2013, o total de mortes foi de 35.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Cartão Bom substitui bilhetes de integração entre Metrô e EMTU

Os usuários que ainda possuem os bilhetes unitários EMTU/METRÔ e METRÔ/EMTU poderão utilizá-los nas estações metroviárias e nos ônibus intermunicipais até 31 de janeiro de 2015. A partir do dia 1º de fevereiro de 2015 estes bilhetes perderão a validade e não poderão ser trocados nem reembolsados.

Por conta da modernização do sistema, no último dia 11, o Metrô deixou de comercializar os bilhetes de papel unitários e o cartão eletrônico BOM passou a ser aceito em todas as estações do Metrô.

Para mais informações sobre o cartão eletrônico BOM, acesse o site do Metrô e da EMTU ou ligue para a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Fonte: Governo do Estado

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô demite de novo 10 funcionários após greve

Trabalhadores que haviam retornado graças a liminar foram desligados nos últimos dois dias.


O Metrô de São Paulo demitiu novamente dez funcionários que participaram da greve de junho, uma das maiores da história dos metroviários. As rescisões ocorreram na quarta-feira, 22, e na quinta-feira, 23, - entre os demitidos há seguranças, operadores de trem e supervisores. Esses empregados haviam sido readmitidos no início de setembro após uma liminar da Justiça do Trabalho em seu favor.

O Sindicato dos Metroviários já entrou com recurso para tentar reverter a decisão concedida pela desembargadora Iara Ramires da Silva de Castro. Para ela, a reintegração foi dada antes da audiência inaugural, o que teria feito o Metrô não ter tido tempo para ampla defesa. A apreciação do caso está prevista para ser retomada em novembro no Tribunal Regional do Trabalho da 2.ª Região (TRT-2).

Em decisão publicada em agosto, o juiz do Trabalho Thiago Melosi Sória, da 34.ª Vara do TRT-2, entendeu que "houve aparente vício formal na prática dos atos das dispensas e que as provas produzidas pela ré (o Metrô de São Paulo) ainda neste momento inicial do processo não revelam a prática das faltas graves atribuídas aos empregados dispensados".

Outros 23 funcionários readmitidos por meio de outro processo continuam trabalhando na empresa.

De acordo com o Metrô, os demitidos - que integram um grupo de 42 pessoas, duas das quais posteriormente reabsorvidas pela própria empresa - se envolveram em quebra-quebra na Estação Ana Rosa, quando a Tropa de Choque da Polícia Militar invadiu o local para dispensar os manifestantes. A força policial fez uso de cassetetes e bombas.

Além disso, o Metrô alegou que funcionários haviam impedido o fechamento das portas de um trem na Estação Tatuapé, durante a greve. Mas imagens de câmeras de segurança da própria empresa revelam, de acordo com o texto da primeira decisão judicial, que os trabalhadores, embora "estivessem na plataforma, não aparecem impedindo o fechamento das portas".

A advogada dos metroviários, Eliana Lúcia Ferreira, disse ontem que os dez funcionários passam a ficar sem vínculos com a empresa. "E isso é contraditório, porque o Metrô está precisando de gente. Do ponto de vista do dinheiro público, é até mais correto que essas pessoas ficassem. Porque se ao fim do processo a Justiça determinar que os funcionários estão corretos, como já ocorreu, o Metrô terá que pagar os salários de todo o período, com os juros. É melhor deixarem as pessoas trabalharem."

Em um documento enviado aos dez trabalhadores, o Metrô pede que devolvam crachás e uniformes. O sindicato acusa o governo Geraldo Alckmin (PSDB) de perseguição política, já que a maioria dos demitidos eram ativos representantes da entidade, como diretores. A categoria informa que nunca foram apresentadas provas concretas que indicassem a participação dessas pessoas, especificamente, nos atos de vandalismo.

Um dos dez funcionários novamente desligados do Metrô disse que não sabe o que acontecerá com ele e seus colegas, mas que o Metrô tentou impedi-los de usar um broche da campanha da readmissão dos demais metroviários demitidos enquanto estavam trabalhando.

Por meio de nota, o Metrô de São Paulo informou apenas que TRT "cassou (suspendeu) a decisão judicial de 1.ª instância que determinou a reintegração de 10 empregados demitidos em 9 de junho deste ano" e que, "dessa forma, está mantido o desligamento dos funcionários".


Link da matéria - Fonte: Estadão

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô e Senai abrem concurso para aprendiz

A partir desta segunda-feira (27), o Metrô abre as inscrições para o concurso público "Aprendiz Senai", visando o preenchimento de 31 vagas para o curso de "Assistente Administrativo".

Os interessados podem se inscrever até 31 de outubro (sexta-feira), das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h, exclusivamente na Escola Senai "Roberto Simonsen", rua Monsenhor de Andrade, 298 - Brás - São Paulo - SP.

O candidato deve possuir o ensino fundamental completo e ter 16 ou 17 anos em 17/01/2015, data de início das aulas. A jornada de trabalho é de 8 horas (8 às 17h20) e o curso oferece bolsa auxílio de R$ 724,00 mensais. O aprendiz receberá formação no Senai e a prática profissional em áreas do Metrô, com o objetivo de complementar o processo de aprendizagem.

A iniciativa é uma parceria entre o Metrô e o Senai. Saiba mais no Edital de Abertura de inscrições :Confira Aqui!

Fonte: Metrô/SP
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

4 terminais de ônibus em SP estão fechados por protestos de motoristas


Atualizado às 16h30 

O sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus fechou 4 terminais na tarde desta quinta-feira (23) em São Paulo. O objetivo da manifestação, segundo a categoria, é chamar a atenção para questões de seguranças. Nesta quinta morreu um colaborador da empresa Santa Brigida, após ser atingido por chamas quando criminosos atearam fogo em um coletivo.

“Vamos fechar os terminais Lapa, Cachoerinha, Pirituba e Casa Verde por cerca de 30 minutos. Temos que mostrar para as autoridades que do jeito que está não dá. Precisamos de segurança para trabalhar”, disse o secretário do sindicato, Edvaldo Santiago.

De acordo ainda com Santiago, na próxima terça-feira um novo protesto esta marcado na área central da cidade, nas imediações do Theatro Municipal. Os trabalhadores devem seguir em passeata até a sede da Secretaria de Segurança Pública.


Fonte: Via Trolebus/Folha de São Paulo
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

EMTU/SP realiza audiências públicas para dois trechos do VLT em São Vicente e Santos

EMTU/SP realizará nos dias 29 e 31/10 audiências públicas sobre trechos do VLT (Foto: Matheus Tagé/DL)

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo – EMTU/SP realizará nos dias 29 e 31/10, às 14h, audiências públicas sobre trechos do VLT da Baixada Santista que estão em projeto.
Em 29/10, a audiência acontece na Câmara Municipal de São Vicente e tem como objetivo apresentar o trecho Barreiros – Samaritá, com 7,4km de extensão. Em 31/10, será apresentado o trecho Conselheiro Nébias – Valongo, com extensão de 8km, na Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM), em Santos.

O VLT SIM RMBS - Veículo Leve sobre Trilhos do Sistema Integrado Metropolitano da Baixada Santista - tem como objetivo reestruturar o sistema de transporte público na Região Metropolitana da Baixada Santista por meio da implantação de linha estruturadora em VLT, priorizando o transporte de média capacidade. O empreendimento compreende terminais de passageiros, estações de embarque e desembarque cobertos, a racionalização das linhas de ônibus intermunicipais e integração das linhas municipais.

Fonte: Diário do Litoral

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Estações Sé e República do Metrô terão seções eleitorais para voto em trânsito para Presidente

Duas estações do Metrô de São Paulo receberão onze seções eleitorais para Voto em Trânsito no próximo domingo, dia 26 de outubro, dia do segundo turno das Eleições Gerais 2014.

A estação Sé, ponto de conexão das linhas 1- Azul (Jabaquara-Tucuruvi) e 3- Vermelha (Corinthians/Itaquera-Palmeiras/Barra Funda), contará com cinco urnas eletrônicas. A estação República, da Linha 3- Vermelha, terá seis urnas eletrônicas. As onze seções serão instaladas nos mezaninos das estações, em área livre (não paga).

As seções para voto em trânsito funcionarão das 8h às 17h e nelas votarão apenas os eleitores que solicitaram até o dia 21 de agosto a “Habilitação para Voto em Trânsito”.

Para votar, os eleitores inscritos devem apresentar o número do título de eleitor e um documento oficial com foto, como, por exemplo, carteira de identidade, passaporte, carteira de trabalho, certificado de reservista ou carteira nacional de habilitação.

Mais informações sobre o voto em trânsito nas estações Sé e República podem ser obtidas no site do TRE/SP ( www.tre-sp.jus.br ) ou  na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM, Metrô e ViaQuatro suspende obras neste domingo

No próximo domingo, 26, não haverá obras de modernização nas linhas da CPTM, Metrô e ViaQuatro, devido a realização das eleições para Presidente.

Sendo assim, as seis linhas do sistema - que atendem os 22 municípios da Região Metropolitana de São Paulo [RMSP] e do Aglomerado Urbano de Jundiaí [AUJ] - estarão funcionando normalmente, com intervalos regulares programados para os domingos.

As 4 linhas do metrô e a linha 4 - amarela também estarão funcionando normalmente, com intervalos regulares programados para os domingos.
Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

5 terminais de ônibus em SP ganham serviço de empréstimo de bikes

São Paulo possuí serviços de empréstimos de bike, onde por um determinado período o morador da capital pode usufruir do equipamento, inclusive usando o bilhete único. Um deles é o Bike Sampa, que a partir desta quinta-feira (23) vai inauguradas cinco novas estações de empréstimo, só que dessa vez dentro de terminais de ônibus. Nestas bases o passageiro pode também utilizar a cartão do transporte público. O objetivo é estimular a intermodalidade, onde o morador pode completar suas viagens por meio do ônibus e a bicicleta.

O serviço de empréstimo de bike foi lançado em 2012, fruto de uma parceria entre a Prefeitura do município, Samba/Serttel e Itaú e já contou com mais de 800 mil viagens realizadas. Com essas novas estações, a rede do Bike Sampa passa a ter 168 pontos em operação e mais de 1670 bicicletas à disposição dos usuários, todos os dias da semana, das 6h às 22h.

Como utilizar?
O passageiro que tiver interesse só precisa preencher um cadastro no site do Bike Sampa ou pelo aplicativo do projeto para smartphone. A bicicleta pode ser usada gratuitamente por 60 minutos e quantas vezes por dia o ciclista desejar. No intervalo de uma hora, é preciso que o usuário estacione o equipamento em qualquer estação por um intervalo de 15 minutos. Para continuar utilizando a bicicleta, sem fazer pausa, serão cobrados R$ 5 por cada 60 minutos subsequentes.

Terminais que vão receber o equipamento:
– Terminal Amaral Gurgel – Calçada interna do Terminal Amaral Gurgel, próximo ao acesso de pedestres do terminal / Esquina com a Rua Doutor Frederico Steidel
– Terminal Princesa Isabel – No jardim do Terminal Princesa Isabel, na Alameda Glete / Esquina com a Rua Guaianases
– Terminal Pedro II – Na Plataforma zero do Terminal Dom Pedro II / Entre as Ruas Fernão Sales e Rua Hercules Florence
– Terminal Bandeira – Na Plataforma do Terminal Bandeira / Esquina com a Rua Santo Amaro
– Metrô Pinheiros – Rua Gilberto Sabino, no acesso ao Terminal Pinheiros

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Governador Geraldo Alckmin entregou novo acesso à Estação São Miguel Paulista e bicicletário

O governador Geraldo Alckmin entregou, nesta terça-feira, 21, o novo acesso à Estação São Miguel da Linha 12-Safira da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos [CPTM], além de um bicicletário com capacidade para 208 bicicletas.

"O acesso sul já tinha sido entregue e hoje estamos entregando o acesso norte, além de um grande bicicletário. Estação novinha, com escadas rolantes, com elevadores, com toda acessibilidade para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, além de câmeras de vídeo, a mais moderna que nós temos. Acabou a divisão entre quem estava de um lado da estrada de ferro e quem está do outro lado, integrou os dois lados, é uma grande conquista para a região", destacou Alckmin.

O novo acesso, pelo lado norte, interligará o Jardim Lapenna à estação, facilitando a travessia dos moradores do bairro ao centro e vice-versa, permitindo o alcance desses moradores ao pólo comercial e serviços públicos da região, tais como o CRI [Centro de Referência do Idoso], o Hospital e Maternidade São Miguel, a Subprefeitura, postos bancários e igrejas.

A Estação São Miguel foi entregue à população em agosto de 2013, com acesso pela Praça do Forró, do lado sul, e agora ganha o acesso do lado norte, possibilitando também a transposição da via. A nova entrada foi construída em conformidade com as normas da acessibilidade, dispondo de um elevador e duas escadas rolantes. O acesso pelo lado sul é no nível da avenida e totalmente acessível.

A Estação São Miguel


Inaugurada em agosto de 2013, a Estação São Miguel, localizada na Linha 12-Safira [Brás-Calmon Viana], tem total acessibilidade e está dimensionada para atender à crescente demanda de passageiros. Conta com plataformas cobertas, elevadores, escadas rolantes, banheiros comuns [masculino e feminino] e adaptados para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. A obra incluiu melhorias no entorno da estação. Foram construídas calçadas com guias e sarjetas, além da instalação de sistema de drenagem e iluminação pública no entorno da estação.

A exemplo das outras unidades já inauguradas na mesma linha, a Estação São Miguel proporcionou a valorização da região e maior atratividade para a instalação de equipamentos públicos, de prestação de serviços e revitalização do comércio. O acesso pelo lado Sul, na esquina da Av. São Miguel com a Rua Beraldo Marcondes, em frente à praça Padre Aleixo Monteiro Mafra [Praça do Forró], foi revitalizado com serviços de jardinagem, paisagismo e iluminação pública.

O edifício é equipado com bilheteria com vidros blindados e displays digitais [PDT - Painel de Destino dos Trens] nas plataformas que informam o horário e o destino dos trens. Existem salas de apoio ao usuário, operacionais e técnicas e modernos sistemas elétricos, eletrônicos, hidráulicos, sonorização, telefonia, iluminação geral e de emergência, circuito fechado de TV, além de equipamentos de proteção e combate a incêndio. Atualmente, circulam pela estação cerca de 30 mil pessoas por dia útil.

Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linhas 8 e 9 da CPTM circularam com velocidade reduzida nesta quinta

Uma falha no sistema de energia prejudicou a Linha 8-Diamante.Na Linha 9-Esmeralda, um trem apresentou problema.
Usuários enfrentaram plataformas lotadas no começo da manhã desta quinta-feira (Foto: Reprodução/TV Globo).

As linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), circulam com velocidade reduzida no início da manhã desta quinta-feira (23). A linha 9 apresentou um problema em uma composição por volta das 4h30m o que interrompeu a circulação dos trens entre Presidente Altino e Osasco. Às 7h, o problema permanecia.

Quiser chegar a Osasco deve acessar a Linha 8-Diamante, que esá com a velocidade reduzida. Na lina 8, a circulação está prejudicada entre as estações Júlio Prestes e Itapevi devido a uma falha no sistema de energia. 

Passageiros relataram que os vagões dos trens esavam lotados, segundo o Bom Dia São Paulo.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Trecho da Praça Felisberto Fernandes da Silva será interditado para obras da Linha 15 - Prata

Para dar continuidade às obras da Linha 15 - Prata do Metrô, em monotrilho, o Consórcio Expresso Monotrilho Leste solicitou à CET a interdição de trecho na Praça Felisberto Fernandes da Silva, entre a Av. Sapopemba e a Av. Adélia Schohfi.

A alteração no tráfego está prevista para acontecer nos dias 22 e 23/10 (quarta e quinta-feira), sempre das 23h às 5h.

As intervenções tem o objetivo de possibilitar o lançamento de vigas para extensão desta linha metroviária.
O desvio do tráfego será orientado pela CET.

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Auditoria nos transportes de SP foi prorrogada para 10 de dezembro

Auditoria nos transportes públicos de São Paulo foi prorrogada para 10 de dezembro. Somente a partir da conclusão dos trabalhos é que deve ser elaborada a licitação dos transportes na Capital. Ritmo de renovação da frota diminui e ônibus estão mais velhos.

ADAMO BAZANI – CBN
A auditoria sobre as contas e a qualidade dos serviços dos transportes públicos da Capital Paulista só deve ficar pronta agora no dia 10 de dezembro.

A prorrogação foi pedida pela empresa contratada pela prefeitura após licitação, Ernest & Young.
A contratação da companhia custou aos cofres públicos aproximadamente R$ 4 milhões e foi anunciada pelo secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, no dia 13 de fevereiro deste ano.

Participaram da licitação também a FGV – Fundação Getúlio Vargas, Deloitte, KPMG.

A data inicial para a conclusão dos trabalhos era julho deste ano. Depois passou para outubro.

À Rádio CBN e ao Blog Ponto de Ônibus, nesta terça-feira, dia 21 de outubro de 2014, a SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema, afirmou em nota que a prorrogação, no entanto, não vai alterar o valor pago à empresa.

“A SPTrans informa que o contrato para a verificação independente do transporte público teve prazo prorrogado até 10 de dezembro deste ano. Isto ocorre em virtude de solicitação da empresa que executa o trabalho. Essa prorrogação não altera o valor do contrato.”

Com isso, a licitação do transporte coletivo na Capital Paulista deve atrasar. A prefeitura só deve abrir a concorrência depois de analisar os trabalhos da Ernest & Young.

Entre os itens verificados pela auditoria estão se o valor da tarifa é justo diante dos custos de operação dos transportes, a margem de ganhos das empresas e das cooperativas e os índices de qualidade dos serviços.
A licitação deveria ocorrer no ano passado quando venceu o prazo de dez anos dos contratos com cooperativas e empresas de ônibus assinados em 2003. A prefeitura chegou a apresentar um modelo que determinava a divisão dos serviços operados pelas empresas em apenas três SPEs – Sociedades de Propósito Específico – e a divisão dos serviços prestados pelas cooperativas aumentaria de oito para onze ou treze lotes, de acordo com o número de garagens.

Mas depois da série de protestos em junho de 2013contra o aumento no valor das tarifas de ônibus e por melhorias nos transportes coletivos, a prefeitura voltou atrás e cancelou a licitação.

Uma das consequencias diretas decorrente das incertezas de quando deverá de fato ocorrer a licitação é a queda no ritmo da renovação da frota.

Segundo os indicadores da SPTrans, a idade média da frota das empresas é de 5 anos e 8 meses e das cooperativas é de 4 anos e um mês.

Em relação às empresas é a frota mais velha desde 2006, quando a idade média dos ônibus das empresas chegou a ser de 5 anos e 11 meses. Já as cooperativas estão com a idade mais avançada da frota desde o início dos contratos, em 2003. Apenas em 2009, elas atingiram a mesma idade de agora: 4 anos e um mês para a frota.

Fonte: Blog Ponto de Ônibus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Alckmin fala em entregar linha 13 jade em um ano e meio

Ainda falando sobre a recente entrevista do Governador Geraldo Alckmin na Rádio Jovem Pan, onde foi discutido sobre prazos das obras do sistema metroferroviário, o governador reeleito também falou sobre a CPTM:

Novos trens na Linha 11
Alckmin disse que até sexta-feira, mais 2 composições entram em operação no Expresso Leste. Trata-se dos trens da série 9000, que ao todo somam 9 composições desta série.

Linha 9 até Varginha
Nas palavras de Alckmin, a extensão da Linha 9-Esmeralda até Varginha sai em 4 ou 5 meses, mantendo então a prromessa de entregar a obra no primeiro semestre de 2015.

Linha 13-Jade
Os passageiros não vão poder ir de trem de São Paulo até o Aeroporto de Guarulhos antes de um ano e meio. Este foi o prazo dado pelo governador. Portanto, uma nova promessa para a nova linha da CPTM, que era prevista para inicio de operação pelo menos em 2015. Cabe lembrar que alguns entraves burocráticos atrapalharam a execução das obras, conforme o próprio secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, nos contou. Relembre aqui

Alckmin finalizou a entrevista dizendo que 103 km de linhas estão em obras, divididos entre metrô, monotrilho, VLT e trem, e que espera deixar entregue até 2018 pelo menos 40 km de trilhos.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras do Monotrilho avançam em São Mateus

Seguem as obras do monotrilho da Linha 15-Prata rumo a Cidade Tiradentes. Um dos pontos importantes do ramal é no bairro de São Mateus, por onde o monotrilho vai cruzar, além do futuro BRT que ligará a Avenida Ragueb Chohfi, Guaianases, Cidade Tiradentes até Itaim Paulista, com o corredor de trólebus do ABC, que liga a capital a Santo André, Mauá, São Bernardo do Campo e Diadema.

A estação com nome de São Mateus será uma importante parada para a linha, prevista para ter 2 plataforma com 3 vias, a exemplo da parada Corinthians-Itaquera na Linha 3-vermelha, o que indica partidas do monotrilho da região rumo a Vila Prudente.

As imagens clicadas por Sergio Mazzi mostram o avanço das obras. O Governo do Estado ainda trabalha com as inaugurações do próximo trecho a partir de 2015.

Faltando um pouco menos de 2 semanas, também é prometido para este mês a extensão do horário de operação do primeiro trecho da linha 15, que hoje funciona apenas aos finais de semana das 10h às 15h.
sergiomazzi1

sergiomazzi2

sergiomazzi3

sergiomazzi4

sergiomazzi5


sergiomazzi6

Fonte: Via Trolebus / Fotos: Sérgio Mazzi
Comentários
0 Comentários

0 comentários: