Linha 1-Azul tem trecho interrompido nesta quinta-feira (30)

Uma falha no sistema de energia elétrica interdita um trecho da Linha 1-Azul do Metrô de São Paulo. A ocorrência teve início por volta das 17h00 e até as 18h00 não havia previsão de normalização. 

Os trens não circulam entre as estações Santana e Tucuruvi. Entre Jabaquara e Santana, as composições operam com velocidade reduzida e maior tempo de parada. Por consequência do problema, a velocidade foi reduzida também na Linha 3-Vermelha.

As 18h10 registros nas redes sociais davam conta que outras estações da Linha 1 tinha sido fechadas.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô antecipa início da operação na segunda-feira (4)

Na próxima segunda-feira (4), retorno do feriado prolongado do Dia do Trabalho, o Metrô terá estratégia especial de operação. Nesse dia, para atender aos que retornam para a Capital, a abertura das estações será antecipada para as 4 horas da manhã nas linhas 1-Azul e 3-Vermelha, por onde desembarcam os usuários que chegam pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara e Barra Funda. A medida também será adotada nas linhas 2-Verde, operada pelo Metrô, e 4-Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro. Já na Linha 5-Lilás, a operação ocorrerá no horário habitual, ou seja, a partir das 4h40. 

Na sexta-feira (1º), feriado do Dia do Trabalho, em função da redução de demanda, a frota de trens em circulação será equivalente à utilizada num domingo. No fim de semana, todas as linhas operadas pelo Metrô terão operação normal. 

Para mais informações sobre a rede metroviária, os usuários têm à disposição a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), que atende diariamente, das 5h30 às 23h30. Já a Central de Atendimento da ViaQuatro atende pelo 0800 770 7100 de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22 horas e aos sábados e domingos, das 8 às 18 horas.

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras na Linha 4 – Amarela fecham duas estações neste domingo (3)

Neste domingo (3), as estações Luz e República da Linha 4 - Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro, permanecerão fechadas durante todo o dia para a execução de obras na estação Higienópolis-Mackenzie. Já no trecho entre as estações Paulista e Butantã a circulação dos trens será normal.

Em função da interdição, os usuários só poderão fazer transferência entre a Linha 4 - Amarela e o Metrô na estação Consolação da Linha 2-Verde (Vila Prudente - Vila Madalena).  

Os passageiros que precisarem acessar a estação Luz, poderão fazê-lo pela Linha 1-Azul (Jabaquara - Tucuruvi) e o acesso para a estação República poderá ser feito pela Linha 3-Vermelha (Palmeiras/Barra Funda - Corinthians/Itaquera). 

A ViaQuatro, concessionária que opera a Linha 4-Amarela, informará os passageiros sobre essa mudança na operação por meio de mensagens nos monitores dos trens e estações, além de banner em destaque no site. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30, ou na Central de Atendimento da concessionária ViaQuatro (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h; sábado e domingo, das 8h às 18h. 

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

No dia do Ferroviário, homenagem aos funcionários que mantêm a família nos trilhos

Nesta quinta-feira, 30 de abril, Dia do Ferroviário, há centenas de personalidades para homenagear em todas as áreas que integram a CPTM. Mas, há alguns que, mais do que representar um setor específico, destacam-se pela capacidade de perpetuar a tradição ferroviária por várias gerações. Carlos Alberto Fraga, Roosevelt Louro e Marcos Antônio Galvão fazem parte de famílias de ferroviários que garantiram a transmissão ininterrupta da dedicação à ferrovia.

O supervisor geral da Estação Grajaú, Carlos Alberto Fraga, há 29 anos na ferrovia, é o representante da quarta geração de uma família invicta, que ostenta 78 anos sem intervalos nessa tradição. Seu bisavô Antônio Manoel foi o precursor dessa linhagem que seguiu incólume pelas gerações seguintes. Das lembranças que traz do bisavô, Fraga guarda na memória a atividade exercida por ele -era o responsável por completar a água do reservatório das locomotivas, movidas a carvão, estacionadas na estação.

O avô, João Batista Fraga, chefe da Estação Osasco na antiga Estrada de Ferro Sorocabana, e o pai Waldemar Aparecido Fraga, inspetor de estações da Sorocabana e, posteriormente, da Fepasa, repassaram os valores que mantiveram em sua conduta profissional. Ética, justiça, honestidade, prestação de serviço e responsabilidade são alguns dos traços comuns que unem as quatro gerações. A convivência com os trilhos vem desde a vida intrauterina. "Meus pais fizeram a viagem de lua-de-mel por trem, que, naquela época dispunha de cabine. Nasci após exatos nove meses", conta reticente, dando margem a livres interpretações.

Na infância, morando em vila ferroviária, foi contaminado com o modus operandi ferroviário. "Na Operação não tem rotina. Há situações que você tem que resolver, não dá aguardar orientação". Identificado com essa atitude, cita o parto que fez na Estação Osasco em maio de 2009. Com a ajuda do agente operacional Ivanildo Fernandes, hoje Líder de Estação, atendeu uma grávida no banheiro da estação. Apesar da inexperiência com o procedimento, não hesitou em responder aos apelos de socorro: "tá nascendo, aqui, no banheiro". As condições precárias -ambiente e trajes inadequados, prematuridade e posição fetal invertida [o bebê nasceu pelos pés]-, também não foram impedimento para o parto bem-sucedido.

A capacidade de discernimento foi aplicada em outras ocasiões, como aquela vivida no ano passado, quando dois trens ficaram parados na plataforma durante 30 minutos. "Eram 7h30, dia útil, quando o CCO avisou: "A circulação na Linha 9 está temporariamente interrompida. As estações deverão ser evacuadas e fechadas...". Apesar de todos os problemas -6 mil usuários na estação e uma hora e meia com indisponibilidade de trem na linha -não tivemos nenhum registro de vandalismo. O dinamismo na emissão de avisos e o atendimento exemplar dos funcionários permitiram o sucesso da empreitada", ressalta, atribuindo à equipe o resultado alcançado.

Dinamismo e relacionamento

A falta de rotina também é o motivo que atrai o supervisor geral da Estação Júlio Prestes, Marcos Antônio Galvão, à ferrovia. Filho e neto de ferroviários, desde criança aprendeu a gostar e admirar o trabalho que identifica a família. Os avôs, ambos funcionários da Estrada de Ferro Sorocabana, e o pai, chefe da Oficina de Presidente Altino, transmitiram essa identificação que se alastrou pelas gerações seguintes. Tios, primos e os irmãos, Carlos Henrique Galvão e José Tadeu Galvão, também são funcionários da CPTM.

"Muito antes de ingressar na Fepasa, em 1981, na função de ajudante geral, a ferrovia fazia parte da minha vida. Recordo quando, nas madrugadas, acordávamos assustados, com as fortes batidas na porta do nosso apartamento. Era o Batista, conhecido como "o chamador", convocando a Turma do Socorro para atender as vítimas de ocorrências. Meu pai era plantonista, atendia o trecho de Júlio Prestes a Amador Bueno. No Trem do Socorro, tinha o carro-cozinha e um cozinheiro que servia refeições durante os serviços de reparo até o pleno restabelecimento da circulação", lembra, saudoso, desse acolhedor ambiente de trabalho.

Dessa época, Galvão recorda-se também do prédio da Estrada de Ferro Sorocabana, em Carapicuíba, onde morou, e, especialmente do armazém instalado pátio da Barra Funda, no qual os ferroviários faziam as compras do mês e o valor era registrado em caderneta para desconto no mês seguinte. As conversas em família ou entre colegas de seu pai também estão impressas em sua memória. "O Trem Carmem Miranda quebrou na estação" ou "O Trem Pau-de-Arara descarrilou", ou "No Trem Japonês colocamos mão-francesa para a ferragem não cair", e por assim vai.

A dinâmica dos serviços aliada ao exercício da inteligência emocional é outro fator que uniu as diferentes gerações. "O nosso dia-a-dia é puro relacionamento humano, diz Galvão. "A estação é o local onde se faz contato direto com diversos públicos: usuário, segurança, maquinistas, prefeitura. "Um dia é diferente do outro. Aprendi a valorizar a vida humana e a dar mais valor à família. Tenho muito a agradecer. Tudo que tenho devo à ferrovia", conclui.

Colecionador e ferrofã

O dialeto ferroviário também faz parte do vocabulário da família de Roosevelt Louro, 18 anos na CPTM, dos quais 15 como maquinista das linhas 7 e 10. Neto e filho de ferroviários, ele também se orgulha de preservar os costumes que vivenciou com seus antepassados, entre os quais o gosto por compartilhar histórias sobre o dia a dia, hábito que prossegue até hoje entre seus primos e irmãos, também ferroviários da CPTM. "Todo dia tem um episódio", diz.

Sendo também condutor do Expresso Turístico, Roosevelt orgulha-se dessa versatilidade. "Um dia estou no trem metropolitano, outro na locomotiva". Seu pai gostava tanto da ferrovia que o batizou com nome de estação, hoje conhecida como Brás, que acabou se tornando seu apelido entre os colegas.

Entre as curiosidades do mundo dos trilhos que conta, está o modo singular da comunicação entre controladores operacionais e maquinistas. "Dependendo do par de linha, há diferentes traduções para `andar na via principal¿: se for nas linhas 7 e 10, a expressão correspondente é `rodar à direta¿ ; e, se for nas linhas 8 e 9, o equivalente é trocado por `rodar na reta¿, exemplica. A expressão que confirma o entendimento de mensagens recebidas também é diferenciada. "Nas linhas 7 e 10, usa-se o tradicional `positivo¿; nas linhas 8 e 9, um simples `boa¿ sintetiza o diálogo com o CCO", complementa.

Roosevelt coleciona diversos artigos relacionados a trilhos, tração, estação, sinalização, pneumática. Em uma estante da sala de sua casa, reúne 74 miniaturas de trem, cerca de 30 DVD´s com documentários e relatos de ferroviários, livros, peças de trem e manuais técnicos de operação de diversas companhias, principalmente as que operavam o trecho Santos-Jundiaí, sua preferida, pela ligação com a família.

Nesse acervo, destaca-se um lampião a gás, de 1920, usado para iluminar a estação e os trens. Ele conta que esse instrumento era tão emblemático que, ao se aposentar, o ferroviário podia tomar posse dele, presente que alegrava o time dos apaixonados pela ferrovia. O manual original da SP Railway, de 1932, também está entre as relíquias do arquivo. Trata-se da publicação que dava instruções sobre como deveria ser a operação: horário de estações e circulação dos trens, funcionamento da sinalização e critérios para contratação de funcionários. Placas de identificação de quilometragem dos trechos da Rede Ferroviária Federal e diversas miniaturas de trens estão também entre os itens colecionados. 

Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens neste fim de semana prolongado (01, 02 e 03)

Neste fim de semana prolongado, por conta do feriado do Dia do Trabalho [01/05], a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] intensificará as obras de modernização em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 7-Rubi [Luz - Francisco Morato - Jundiaí]

Sexta-feira: das 4h às 17h30, a circulação de trens ficará interrompida entre as estações Francisco Morato e Campo Limpo Paulista. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão. As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas na área interna das estações. O intervalo médio será de 35 minutos entre as estações Campo limpo Paulista e Jundiaí.

Das 4h à meia-noite, os trabalhos estarão concentrados no sistema de rede aérea nas proximidades da Estação Franco da Rocha. O intervalo médio será de 24 minutos entre Caieiras e Franco da Rocha.

Sábado: a partir das 23h, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Lapa. O intervalo médio será de 24 minutos entre as estações Luz e Francisco Morato.

Domingo: das 4h às 17h, a circulação de trens ficará interrompida entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Caieiras. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão, com paradas intermediárias para embarque e desembarque na Estação Pirituba. As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas na área interna das estações. O intervalo médio será de 21 minutos entre as estações Luz e Palmeiras-Barra Funda e 30 minutos entre Caieiras e Jundiaí.

Das 7h às 17h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Botujuru e Campo Limpo Paulista.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno]

Sexta-feira: das 4h à meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Barueri e Itapevi. O intervalo médio será de 20 minutos entre essas estações.

Domingo: das 9h às 19h, haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Santa Terezinha e Barueri. O intervalo médio será de 18 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda [Osasco - Grajaú]

Domingo: das 4h à meia-noite, os trabalhos serão executados no sistema de rede aérea entre as estações Santo Amaro e Jurubatuba. O intervalo médio será de 18 minutos em toda a linha.

Linha 10-Turquesa [Brás - Rio Grande da Serra]

Domingo: das 8h às 17h, os serviços ocorrerão nos equipamentos de via permanente entre as estações Mauá e Rio Grande da Serra. O intervalo médio será de 24 minutos entre essas estações.

Linha 11-Coral / Expresso Leste [Luz - Guaianases]

Sexta-feira: das 4h às 16h, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Luz e Brás. O intervalo médio será de 20 minutos entre essas estações.

Linha 11-Coral/Extensão [Guaianases - Estudantes]

Sexta-feira: das 4h à meia-noite, serão executadas obras de infraestrutura nas proximidades da Estação Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio será de 15 minutos entre Guaianases e Estudantes.

Sábado: a partir das 23h, serão retomados os serviços de infraestrutura da Estação Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio será de 15 minutos entre Guaianases e Estudantes.

Domingo: das 4h às 17h, prosseguirão os trabalhos de infraestrutura na região da Estação Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio será de 15 minutos entre Guaianases e Estudantes.

Linha 12-Safira [Brás - Calmon Viana]

Sexta-feira: das 4h à meia-noite, haverá serviços de infraestrutura nas proximidades da Estação Engenheiro Goulart. O intervalo médio será de 25 minutos em toda a linha.

Sábado: a partir das 23h, os trabalhos ocorrerão no sistema de rede aérea na região da Estação Engenheiro Manoel Feio. O intervalo médio será de 30 minutos em toda a linha.

Domingo: das 4h às 17h, a circulação de trens ficará interrompida em toda a linha. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão, que percorrerão os seguintes itinerários.
 
  1. Tatuapé - Itaim Paulista: os ônibus farão paradas intermediárias para embarque e desembarque nas estações USP Leste e São Miguel Paulista.
     
  2. Itaim Paulista - Poá: os ônibus farão paradas intermediárias para embarque e desembarque nas estações Itaquaquecetuba e Aracaré.
     
  3. Brás - Tatuapé: os usuários deverão utilizar os trens do Expresso Leste, na Linha 11-Coral.

As senhas para utilização dos ônibus deverão ser retiradas na área interna das estações.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Tráfego na Av. Eng. Luiz Carlos Berrini será alterado para obras da Linha 17 - Ouro do Metrô

Para dar continuidade às obras da Linha 17- Ouro do Metrô, em sistema monotrilho, o Consórcio Monotrilho Integração solicitou à CET a interdição da Avenida Engenheiro Luiz Carlos Berrini, sentido Morumbi, junto ao cruzamento com a Avenida Jornalista Roberto Marinho. 

A alteração no tráfego será realizada dias 29 e 30 de abril e 04 e 05 de meio, sempre no período entre 23h e 5h, para possibilitar a execução de serviços na estrutura das vigas da futura linha.

Agentes da CET cuidarão da orientação aos motoristas e da sinalização viária no local no período de interdição.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

BRT Cajamar-Barueri deve ter projeto concluído este ano

Mais uma etapa para que o BRT Cajamar – Santana do Parnaíba – Baruei saia do papel deve ser concluída este ano. De acordo com a EMTU, o projeto básico deve ser concluído em três meses. Atualmente, o novo corredor de ônibus está com o projeto funcional em fase de consolidação.

Depois disso, a EMTU pede licença prévia à Cetesb para que possa ser lançado o edital paraa escolha da empresa que fará a obra. Já o projeto executivo deve terminar em dezembro. Apesar disso, a obra ainda não tem data para começar.

O projeto do novo BRT conta com a construção de dois terminais de integração, um em Polvilho, na cidade de Cajamar, e um novo terminal em Santana de Parnaíba, além da implantação de 16 estações de embarque e desembarque. O corredor terá 12,7km de extensão.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Empresas de ônibus “boicotam” mais uma vez licitação da Área 5 da EMTU no ABC

Licitação da área 5 do ABC novamente foi esvaziada, nenhuma proposta foi apresentada e região continua enfrentando transportes problemáticos.

Pela sexta vez, desde o ano de 2006, a EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos tenta sem sucesso licitar as linhas de ônibus intermunicipais que ligam as sete cidades do ABC Paulista e a capital.

A audiência pública de licitação que ocorreu na última sexta-feira, dia 24 de abril, foi esvaziada pelas empresas de ônibus. Não houve apresentação de nenhuma proposta.

A área 5, que corresponde ao ABC, é a única que opera em regime de permissões precárias, contrariando a Constituição de 1988 e a Lei 8666, de 1993, que determinam que todo o serviço público prestado por empresas particulares seja concedido após disputa pública por meio de licitação.

A região possui 153 linhas de ônibus intermunicipais, que transportam por mês 7,78 milhões de passageiros em 947 veículos.

Por causa do impasse entre empresas e EMTU, o ABC Paulista é a área da região metropolitana de São Paulo que possui a frota mais antiga: 9,2 anos de média de idade.

Além disso, os itinerários são desatualizados e as empresas não operam em forma de consórcio, como nas outras regiões, dificultando até mesmo a fiscalização. Hoje são 19 operadoras de transportes.

Quebras de ônibus, lotação, atrasos são algumas das principais queixas dos passageiros.

Além disso, empresas como EAOSA, Viação Ribeirão Pires, Urbana e São Camilo estão com problemas judiciais e trabalhistas. Se o regime fosse de concessão por licitação, como ocorre nas outras quatro áreas da Grande São Paulo, elas poderiam ser impedidas até mesmo de continuar os contratos.

Os empresários de ônibus alegam que as condições de operação e os salários dos motoristas e cobradores do ABC, que são mais altos, não permitem aceitar os termos exigidos pela EMTU. Eles dizem também que as empresas aguardam as conclusões das obras do monotrilho do ABC para ver o impacto do novo modal nas linhas da região.

Os contratos das outras quatro áreas terminam no ano que vem. A EMTU, oficialmente, não deve fazer uma nova licitação só para a área 5 da Grande São Paulo.

Fonte: Blog Ponto de Ônibus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

EMTU divulga novos vídeos de suas obras


A EMTU divulgou 3 novos vídeos de suas obras em andamento no Estado de São Paulo: VLT da Baixada Santista, Corredor Vereador Biléo Soares e Corredor Itapevi – São Paulo.









Fonte: Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Editora distribui livros que servem como Bilhete Único

Em São Paulo algumas ações no Metrô são pensadas para que as viagens sejam feitas com menor estress, como o incentivo a leitura.

Pegando gancho nesta ação, a editoria L&PM distribuiu livros que servem como bilhete Único, graças a um chip instalado em suas capas. Basta o passageiro aproximar o livro nos bloqueios para a liberação da passagem. 

A ação foi no dia Do Livro e contemplou 1.500 unidades distribuídos gratuitamente dos quais 300 permitiam o ingresso no sistema metroviário. 

Os chamados “Ticket Books” não possuem prazo de validade e podem ser recarregados. Os livros usados como bilhete único foram A Arte da guerra, Sun Tzu; Assassinato no Beco, Agatha Christie; Hamlet, William Shakespeare; Cem sonetos de amor, Pablo Neruda, entre outros.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Serviço de trólebus completa 66 anos no Brasil

Imagem: Ricardo Milani

No dia 22 de Abril o sistema trólebus completou 66 anos de existência no Brasil, sendo que em São Paulo a primeira linha foi inaugurada ligando o centro ao bairro da Aclimação.

Ao longo destes 66 anos, 15 localidades já implantaram a tecnologia, sendo elas: Araraquara (SP), Belo Horizonte (MG), Campinas (SP), Campos (RJ), Fortaleza (CE), Niterói (RJ), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Rio Claro (SP), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Santos (SP), além da região Metropolitana de São Paulo que correspondem a 2 sistemas, o da capital e o metropolitano do corredor São Mateus-Jabaquara. Atualmente apenas o sistemas da RMSP e da Baixa Santista permanecem em operação.

Durante estas quase 7 décadas de operação, os trólebus já tiveram seus anos áureos e decadentes. Na última década o sistema da capital paulista teve cerca de 40% de sua malha suprimida, onde se cogitou a retirada de operação dos veículos.

Os veículos resistiram a turbulência, e ganharam uma sobrevida com a modernização da rede elétrica que resultou em uma queda de 83% no número de ocorrência que envolvem pane nas fiações. A frota também foi renovada. Entretanto, mesmo sendo comprovada sua eficacia, não existem projetos previstos para ampliação das redes por conta de uma falta de entendimento entre os órgãos competentes referente ao custo de energia.

Sem expelir gases nocivos na atmosfera por serem movidos a energia elétrica, os ônibus elétricos são mais silenciosos, contribuindo para a redução de um outro tipo de poluição: a sonora. Os veículos duram mais que os ônibus comum por apresentaram menores índices de trepidação. Os motores elétricos possuem alto índice de eficiência energética, confiabilidade e durabilidade.

No ABC, os trólebus pouparam 4,3 milhões de litros de diesel em 2013. Já em São Paulo, estes veículos evitaram que fossem lançadas no ar 13 mil toneladas de CO2 neste mesmo ano. Além disso, os ônibus elétricos pouparam 5,3 milhões de litros de diesel.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Via Quatro neste final de semana

Neste fim de semana, 25 e 26 de abril, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas e a Via Quatro interditará um trecho da Linha 4-Amarela. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos, alguns trechos serão interrompidos. Confira a programação e antecipe sua viagem.

Linha 4-Amarela [Luz - Butantã]

Domingo:
As estações Luz e República da Linha 4 - Amarela permanecerão fechadas neste domingo (26) durante todo o dia para a execução de obras na estação Higienópolis-Mackenzie. Já no trecho entre as estações Paulista e Butantã a circulação dos trens será normal. Assim, a transferência entre a Linha 4 - Amarela e o Metrô só será possível através da estação Consolação da Linha 2-Verde (Vila Prudente - Vila Madalena). Os passageiros que precisarem acessar a estação Luz, poderão fazê-lo pela Linha 1-Azul (Jabaquara - Tucuruvi) e o acesso para a estação República poderá ser feito pela Linha 3-Vermelha (Palmeiras/Barra Funda - Corinthians/Itaquera). Essa interdição parcial da Linha 4-Amarela será necessária para continuidade da montagem do mezanino metálico da estação Higienópolis-Mackenzie.

Linha 7-Rubi [Luz - Francisco Morato - Jundiaí]

Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Pirituba e Caieiras. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão. As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas nas estações. O intervalo médio será de 28 minutos entre as estações Luz e Pirituba, e de 30 minutos entre Caieiras e Jundiaí.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno]

Domingo: das 9h às 19h, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Carapicuíba e Antônio João. O intervalo médio será de 16 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

A partir das 23h, os serviços estarão concentrados nos equipamentos de via permanente no trecho entre Júlio Prestes e Itapevi. Durante este período, o intervalo médio será de 24 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda [Osasco - Grajaú]

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Jurubatuba e Grajaú. O intervalo médio será de 11 minutos entre as estações Osasco e Jurubatuba e 22 minutos entre Jurubatuba e Grajaú.

Linha 10-Turquesa [Brás - Rio Grande da Serra]

Domingo: das 4h às 18h, os trabalhos serão no sistema de rede aérea entre as estações Mauá e Guapituba. O intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Brás e Mauá e 30 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra.

Linha 11-Coral / Expresso Leste [Luz - Guaianases]

Domingo: das 8h às 20h, ocorrerá serviços de infraestrutura na Estação da Luz. No entanto, durante toda a operação comercial, o intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Luz e Guaianases, devido às obras realizadas no trecho entre Guaianases e Jundiapeba.

Linha 11-Coral/Extensão [Guaianases - Estudantes]

Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Guaianases e Jundiapeba. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão, com paradas intermediárias para embarque e desembarque nas estações Antônio Gianetti Neto, Calmon Viana e Suzano. As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas nas estações. O intervalo médio será de 15 minutos entre Jundiapeba e Estudantes.

Linha 12-Safira [Brás - Calmon Viana]

Sábado: a partir das 23h, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Engº Manoel Feio e Aracaré. O intervalo médio será de 30 minutos em toda a linha.

Domingo: das 4h às 12h, os trabalhos prosseguirão no sistema de rede aérea no mesmo trecho. Durante este período, o intervalo médio será de 15 minutos entre Brás e Jardim Romano e 30 minutos entre Jardim Romano e Calmon Viana.

Das 13h à meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea próxima à região da Estação USP Leste. O intervalo médio será de 25 minutos entre em toda a linha.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

A ViaQuatro, concessionária que opera a Linha 4-Amarela, informará os passageiros sobre essa mudança na operação por meio de mensagens nos monitores dos trens e estações, além de banner em destaque no site. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30, ou na Central de Atendimento da concessionária ViaQuatro (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h; sábado e domingo, das 8h às 18h.

Fonte: CPTM e Metrô/SP 

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Prefeitura lança PPP que poderá incluir recarga de energia em Pontos de ônibus

As paradas de ônibus da cidade de São Paulo poderão ter pontos de recarga para celulares através de painéis de captação da luz do Sol. Nesta quarta-feira, 22, será lançado um edital de licitação de parceria público-privada (PPP) para trocar 620 mil pontos de luz na cidade por luminárias de LED. 

O objetivo é economizar até 50% de energia elétrica com a substituição das luzes, de acordo com estudo feito pela Secretaria Municipal de Serviços. A expectativa é de que o contrato de concessão seja assinado ainda no segundo semestre deste ano.

Durante os cinco primeiros anos de concessão, a empresa terá de criar até 76 mil novos pontos de luz na cidade e desenvolver uma central de monitoramento remoto, que permitirá uma maior controle do serviço. A partir do sexto ano, terão de ser ampliados anualmente 1,3 mil pontos.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

EMTU anuncia operação do VLT de Santos para dezembro

Testes, sem cobrança de tarifa, terão início em maio. Anúncio aconteceu durante a visita técnica à estação no José Menino.

O presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), Joaquim Lopes, anunciou, nesta sexta-feira (17), que o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) começa a operar em dezembro, em Santos, no litoral de São Paulo. O anúncio aconteceu durante a visita técnica à Estação Nossa Senhora de Lourdes, no José Menino.

Segundo o presidente, a meta é assinar a parceria público-privada (PPP) em maio. A PPP irá operar do Sistema Integrado Metropolitano (SIM) da Baixada, incluindo ônibus, VLT, além do fornecimento de sistemas e de veículos, operação e manutenção nas nove cidades da Baixada Santista.

Os testes em Santos, chamados pela empresa de Operação Precursora, sem cobrança de tarifa, terão início em maio, no trecho de 1,2 km, entre as estações Nossa Senhora de Lourdes e Pinheiro Machado, das 13h às 17h. Ainda de acordo com a empresa, os três primeiros trens com fabricação nacional chegam à cidade no mês que vem, totalizando seis. Em dezembro, serão 17, e até março de 2016, 22. Segundo a EMTU, 60% das obras estão concluídas na cidade.

No dia 8 de abril, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) decidiu adiar a sessão pública de abertura e entrega de envelopes da licitação de pré-qualificação para obras do trecho Conselheiro Nébias – Valongo do VLT. Segundo a empresa, o adiamento aconteceu 'para que sejam analisados pedidos de esclarecimento recebidos'. Ainda não há uma data para a realização da nova sessão.

O VLT começa na Estação Barreiros, perto da Área Continental de São Vicente e chega a Santos pela Praia do Itararé. No José Menino, seguirá a antiga linha férrea, cruzará a Avenida Pinheiro Machado, seguirá pela Rua Marquês de São Vicente até a Francisco Glicério. Depois, cruzará o canal 2, Avenida Ana Costa até a Conselheiro Nébias. Entrará na Avenida Afonso Pensa e seguirá até a Rua Batista Pereira, no Macuco. O VLT deve transportar cerca 70 mil passageiros por dia em, aproximadamente, meia hora.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Operação diferenciada neste domingo na Linha 4-Amarela

Neste domingo, dia 19 de março, as estações República e Luz da Linha 4-Amarela ficarão fechadas durante o horário operacional (das 4h40 à meia-noite).

Os passageiros poderão utilizar o próprio sistema metroviário para realizar seus trajetos. Os usuários que entrarem nas estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho com destino às estações República e Luz  devem desembarcar em Paulista e seguir viagem usando a integração com a Linha 2-Verde.

Já os passageiros que estiverem na estação Luz devem utilizar a integração com a Linha 1-Azul do Metrô. Quem estiver na estação República pode fazer a transferência para a Linha 3-Vermelha do Metrô para prosseguir sua viagem pelo sistema.

As estações República (Linha 3-Vermelha) e Luz (Linha 1-Azul) do Metrô funcionam normalmente. A operação nas demais estações da Linha 4-Amarela no trecho entre as estações Paulista-Butantã será normal.

Informações adicionais podem ser obtidas na Central de Atendimento (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, e aos sábados e domingos, das 8h às 18h. Os passageiros também podem utilizar o Fale Conosco no endereço http://www.viaquatro.com.br/fale-conosco.

Fonte: Via Quatro

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô e Via Quatro terão operação diferenciada no feriado de Tiradentes

O Metrô terá estratégia diferenciada de operação na próxima terça-feira (21), feriado de Tiradentes. Nesse dia, em função da redução de demanda, a frota de trens em circulação será equivalente à utilizada num domingo. 

Na quarta-feira (22), para atender aos que retornam do feriado prolongado, a circulação dos trens será antecipada para as 4 horas da manhã nas linhas 1-Azul e 3-Vermelha, por onde desembarcam os usuários que chegam pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara e Barra Funda; e Linha 2-Verde. Na Linha 4-Amarela, que é operada pela ViaQuatro, o horário de abertura das estações também será antecipado para as 4 horas. Já na Linha 5-Lilás, a operação terá início no horário habitual, ou seja, a partir das 4h40.

Para mais informações sobre a rede metroviária, os usuários têm à disposição a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), que atende diariamente, das 5h30 às 23h30. Já a Central de Atendimento da ViaQuatro atende pelo 0800 770 7100 de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22 horas e aos sábados e domingos, das 8 às 18 horas.

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram a circulação dos trens da CPTM neste fim de semana prolongado

Neste fim de semana prolongado, por conta do feriado de Tiradentes [21/04], a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 7-Rubi [Luz - Francisco Morato - Jundiaí]

Sábado: a partir das 23h, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Lapa. O intervalo médio será de 24 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Domingo: das 4h até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Pirituba e Caieiras. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão. As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas nas estações.

Das 4h à meia-noite, haverá continuidade nas intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Lapa. O intervalo médio será de 28 minutos entre Luz e Pirituba, e de 30 minutos entre Caieiras e Jundiaí.

Segunda-feira: a partir das 23h, serão retomados os serviços no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Lapa. O intervalo médio será de 24 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Terça-feira: das 8h às 17h, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Francisco Morato e Jundiaí.

Das 4h às 17h, prosseguirão os serviços no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Lapa. O intervalo médio será de 24 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno]

Terça-feira: das 4h à meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Domingos de Moraes e Imperatriz Leopoldina.

Das 9h às 19h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre Carapicuíba e Antônio João.

O intervalo médio será de 22 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda [Osasco - Grajaú]

Sábado:
a partir das 23h, serão realizadas intervenções nos equipamentos de sinalização entre as estações Ceasa e Cidade Universitária. O intervalo médio será de 15 minutos em toda a linha.

Domingo: das 9h às 19h, devido aos serviços que serão realizados na Linha 8-Diamante, a circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino. Para prosseguir viagem, os usuários deverão utilizar os trens da Linha 8-Diamante.

Das 4h à meia-noite, os serviços estarão concentrados no sistema de rede aérea entre as estações Hebraica-Rebouças e Berrini. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Linha 10-Turquesa [Brás - Rio Grande da Serra]

Domingo:
das 8h às 18h, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Santo André e Capuava. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Terça-feira: das 8h às 17h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente no trecho entre Guapituba e Rio Grande da Serra. O intervalo médio será de 30 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra.

Linha 11-Coral/Expresso Leste [Luz - Guaianases]


Domingo: das 4h até meio-dia, a circulação ficará interrompida entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera. Para prosseguir viagem, os usuários deverão fazer conexão com a Linha 3-Vermelha, do Metrô. O intervalo médio de 24 minutos entre as estações Corinthians-Itaquera e Guaianases.

Terça-feira: das 4h às 17h, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Luz e Brás. O intervalo médio será de 20 minutos.

Linha 11-Coral/ Extensão [Guaianases - Estudantes]

Domingo: das 4h até meio-dia, haverá obras de infraestrutura da Estação Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio será de 35 minutos entre Guaianases e Estudantes.

Terça-feira:
das 4h às 17h, as obras de infraestrutura ocorrerão no trecho entre as estações Calmon Viana e Jundiapeba. O intervalo médio será de 22 minutos entre Guaianases e Estudantes.

Linha 12-Safira [Brás - Calmon Viana]

Domingo: das 4h até meio-dia, serão realizadas intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Engº Manoel Feio e Itaquaquecetuba. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Segunda-feira: a partir das 23h, os trabalhos estarão concentrados no sistema de rede aérea entre as estações Engº Manoel Feio e Calmon Viana. O intervalo médio será de 30 minutos em toda a linha.

Terça-feira:
das 4h às 17h, os serviços serão realizados no sistema de rede aérea entre as estações Jardim Romano e Itaquaquecetuba. O intervalo médio será de 15 minutos entre Brás e Jardim Romano, e de 30 minutos entre Engº Manoel Feio e Calmon Viana.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

EMTU deve assumir linhas interurbanas em São Roque

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) deve assumir o controle de linhas interurbanas na cidade de São Roque.

A reportagem do Jornal da Economia entrou em contato com a empresa e segundo nota, a diretoria da instituição participou recentemente da 3ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba. Na ocasião, o presidente Joaquim Lopes apresentou as ações da EMTU/SP nas quatro regiões já existentes e as primeiras ações da empresa na nova Região Metropolitana de Sorocaba, da qual São Roque faz parte desde maio de 2014.

Ainda de acordo com nota, o presidente afirmou que até o final deste mês de abril a EMTU/SP vai receber, oficialmente, as linhas da Artesp na região.

Técnicos da empresa poderão, então, elaborar estudos técnicos sobre as linhas, conhecendo os itinerários e possíveis seccionamentos, além da frota disponível e as tarifas praticadas na nova região metropolitana. Uma das primeiras providências, segundo Joaquim, será vistoriar as garagens, inspecionar a frota e implantar o novo padrão visual metropolitano, para que as pessoas possam identificar e diferenciar as linhas metropolitanas das municipais. “A partir de agora nós faremos reuniões mensais na região para tirar dúvidas e entender um pouco mais deste novo desafio que nos foi confiado”, destacou o presidente em nota.

A EMTU se comprometeu em realizar uma pesquisa de Origem e Destino. A ação consiste em avaliar quais são os destinos preferidos dos usuários e assim aumentar a oferta de linhas e ônibus, possibilitando, segundo a empresa, uma melhora na mobilidade dos moradores dos 26 municípios que compõem a Região Metropolitana de Sorocaba.

Fonte: JE Online

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

EMTU adia sessão pública sobre trecho do VLT em Santos

Empresa disse que precisa analisar 'pedidos de esclarecimento recebidos'. Ainda não há uma data para a realização da nova sessão.

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) decidiu adiar a sessão pública de abertura e entrega de envelopes da licitação de pré-qualificação para obras de um trecho do VLT, em Santos, no litoral de São Paulo. Ainda não há uma data para a realização da nova sessão.

De acordo com a EMTU, a sessão pública estava prevista para o dia 9 de abril e se referia a  pré-qualificação, que tem como objetivo pré-selecionar empresas qualificadas e que estejam aptas a participar da futura licitação de obras do trecho Conselheiro Nébias – Valongo do VLT.

Ainda segundo a empresa, o adiamento aconteceu 'para que sejam analisados pedidos de esclarecimento recebidos'. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 8 de abril.

O trecho Conselheiro Nébias Valongo tem 8 km de extensão e contará com um terminal (Valongo), uma Estação de Transferência (Conselheiro Nébias) e 13 estações de embarque/desembarque.

Em março, a EMTU não deu um prazo para a conclusão das obras. Na época, o percentual de obras concluídas estava em 95% em São Vicente e 60% em Santos.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Começam as escavações da Linha 6-Laranja do Metrô

Obra será totalmente subterrânea e deverá transportar 633 mil pessoas por dia; ponto de partida da escavação é a Avenida Otaviano Alves de Lima

As obras de escavação do VSE Tietê (poço de ventilação) da Linha 6-Laranja, que ligará a região noroeste da cidade ao centro (Brasilândia - São Joaquim), teve início nesta segunda, 13, pelo governador Geraldo Ackmin. A Linha 6-Laranja será totalmente subterrânea e deverá transportar 633 mil pessoas por dia. Além disso, o percurso que hoje é feito em até 1 hora e meia passará a ser feito em 23 minutos.

 a primeira PPP [Parceria Público-Privada] do país completa. O setor privado constrói a obra, compra os trens, faz a parte de energia, de motorização e opera por 19 anos a Linha 6. Vai integrar na Água Branca com a Linha 7 que vai para Jundiaí e a Linha 8 que vai para Osasco. Em Higienópolis com a Linha Amarela e integra com a São Joaquim e duas linhas de trem da CPTM", disse o governador Geraldo Alckmin.

Quando entrar em operação, a Linha 6-Laranja oferecerá quatro pontos de conexão com a rede metroferroviária: Linha 7-Rubi (Água Branca), Linha 8-Diamante (Água Branca), Linha 4–Amarela (Higienópolis/Mackenzie) e Linha 1-Azul (São Joaquim). Serão 32 frentes de trabalho, divididas em 15 estações, 17 postos de ventilação e um pátio de trens. As obras devem gerar cerca de nove mil novos postos de trabalho diretos e indiretos. 

As futuras estações da Linha 6-Laranja serão: Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca, Sesc Pompeia, Perdizes, PUC-Cardoso de Almeida, Angélica/Pacaembu, Higienópolis/Mackenzie, 14 Bis, Bela Vista, São Joaquim.

O ponto de partida da escavação é a Avenida Otaviano Alves de Lima, na Freguesia do Ó, na zona norte da capital. Um projeto de alta complexidade, pois utiliza o que há de mais moderno em mobilidade, tanto no ponto de vista de construção, quanto de gestão e operação. São 15,3 quilômetros subterrâneos em uma área bastante populosa. "Serão utilizados dois tatuzões, um para a Brasilândia e outro para a São Joaquim", explicou Alckmin.

A empresa responsável pela construção, operação e manutenção da Linha 6-Laranja do Metrô é a concessionária Move São Paulo. O valor do contrato para a construção da Linha 6-Laranja é de R$ 9,6 bilhões. "A obra tem que estar operando até 2020", finalizou o governador. 

Fonte: Portal do Governo do Estado

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram a circulação dos trens da CPTM neste fim de semana (11 e 12/04)

Neste fim de semana, 11 e 12 de abril, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 7-Rubi [Luz - Francisco Morato - Jundiaí]

Sábado: das 15h até o fim da operação comercial, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Pirituba. O intervalo médio será de 28 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Domingo: das 4h até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Pirituba e Caieiras. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão. As senhas para utilização dos ônibus de conexão deverão ser retiradas nas estações.

Das 4h às 14h, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Pirituba.

Das 8h às 20h, serão realizados serviços de infraestrutura na Estação da Luz.

Durante toda a operação comercial, o intervalo médio será de 28 minutos entre as estações Luz e Pirituba e 30 minutos entre Caieiras e Jundiaí.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno]

Domingo: das 9h às 19h, ocorrerão serviços nos equipamentos de sinalização entre as estações Barueri e Jandira. O intervalo médio será de 16 minutos entre Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda [Osasco - Grajaú]

Domingo: das 4h até meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea na região da Estação Autódromo.

Das 9h às 19h, os serviços estarão concentrados nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação Osasco. Neste período, a circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino. Para prosseguir viagem, os usuários deverão utilizar os trens da Linha 8-Diamante. O intervalo médio será de 15 minutos entre Presidente Altino e Grajaú.

Linha 10-Turquesa [Brás - Rio Grande da Serra]

Domingo: das 8h às 17h, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações São Caetano e Utinga. O intervalo médio será de 26 minutos em toda a linha.

Linha 11-Coral/ Expresso Leste [Luz - Guaianases]

Domingo: das 4h às 10h, haverá intervenções nos equipamentos de via permanente na região da Estação Brás. O intervalo médio será de 15 minutos entre Luz e Guaianases.

Linha 11-Coral/ Extensão [Guaianases - Estudantes]

Domingo: das 4h ao meio-dia, a circulação ficará interrompida entre as estações Guaianases e Jundiapeba. Para auxiliar os usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão, com paradas intermediárias em Antônio Gianetti Neto, Calmon Viana e Suzano, para embarque e desembarque. As senhas para utilização dos ônibus de conexão deverão ser retiradas nas estações. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Jundiapeba e Estudantes.

Linha 12-Safira [Brás - Calmon Viana]

Domingo: das 4h ao meio-dia, haverá obras no sistema de rede aérea e nos equipamentos de via permanente entre as estações Engº Manoel Feio e Itaquaquecetuba. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.


Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Trem da CPTM atropela duas pessoas na linha 12 - Safira

Acidente aconteceu por volta das 5h desta sexta-feira entre as estações Jardim Helena-Vila Mara e Itaim Paulista

Uma pessoa morreu e outra se feriu ao serem atropeladas por um trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) na manhã desta sexta-feira (10).

O acidente aconteceu por volta das 5h entre as estações Jardim Helena e Itaim Paulista, na linha 12-Safira, que liga o Brás a Calmon Viana. Uma das vítimas morreu na hora. O ferido foi levado ao Hospital Ermelino Matarazzo.

De acordo com a CPTM, as vítimas foram atropeladas após terem invadido a linha. Eles teriam pulado o muro e transitado em área proibida à circulação de pessoas.

Cinco equipes dos bombeiros participaram do trabalho de resgate, que durou cerca de 40 minutos e, segundo a companhia, teve baixo impacto para os usuários do sistema. O corpo foi colocado ao lado dos trilhos e só será removido após perícia.

Fonte: VEJA SÃO PAULO

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Prefeitura de São Paulo fará debates sobre o Plano de Mobilidade


A prefeitura de São Paulo realizará debates para discutir o Plano de Mobilidade na cidade em 2015. O evento ficará a cargo da Secretaria Municipal de Transportes, e será realizado neste sábado, 11 de abril. A reunião servirá para orientar as ações, projetos e investimentos em mobilidade urbana já em andamento ou previstos para os próximos anos na cidade.

Já foram realizados entre fevereiro e março, reuniões com os conselheiros participativos nas grandes regiões da cidade e com adesão da população em geral nas subprefeituras.

Quem não puder comparecer tem a oportunidade de interagir respondendo um levantamento de opinião entrando neste site, que estará disponível até o dia 17 de abril.

Veja a programação completa:
planmobfev2015_1427915219

Evento: “Frente de Debates Temáticos para a construção do PlanMob-SP/2015”
Dia: 11 de abril de 2015
Horário: às 9h00
Local: Uninove
End: Rua Vergueiro, 235 – auditório do 1º andar
Evento: Frente de Debate Pessoa com Deficiência
Dia: 11 de abril de 2015
Horário: às 13h00
Local: Expo São Paulo- Reatech
End: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Suspeito de estuprar funcionária no Metrô é detido na Zona Leste de SP

Funcionária de uma cabine de recarga do Bilhete Único foi estuprada dentro do seu posto de trabalho na Estação República

A Polícia Civil prendeu na Zona Leste de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (7), o suspeito de ter estuprado uma operadora de uma cabine de recarga de Bilhete Único da Estação República do Metrô, no Centro. O delegado Osvaldo Nico Gonçalves disse ao G1 que ele confessou ter cometido o crime.

O suspeito, de 20 anos, estava na Cohab Juscelino, de acordo com a polícia. “A vítima chegou a vê-lo e o reconheceu. Eu vou pedir a prisão temporária dele”, disse o delegado. O outro suspeito de participar do assalto foi identificado, mas ainda não foi detido.

A jovem de 19 anos é funcionária é contratada da Prodata Mobility, empresa que presta serviço de bilhetagem para o Metrô há quatro anos. Ela sofreu o ataque na noite de quinta-feira (2), durante uma tentativa de assalto a seu posto de trabalho. Ela deixava a cabine, localizada na Rua do Arouche, quando um dos criminosos invadiu o local e a violentou, segundo José Carlos Martinelli, diretor de contratos da Prodata.

O caso foi registrado no dia do crime. A empresa alega que desde então, está fornecendo as informações necessárias à polícia e apoio médico e psicológico à jovem. O diretor de contratos também afirma que quem determina o local onde as cabines são instaladas é o Metrô. E que tentativas de assalto já ocorreram em outros postos.

A vítima prestou depoimento na quinta (2) e novamente nesta segunda (6). Um outro funcionário da Prodata, que socorreu a operadora, também foi ouvido pela polícia.

Até as 15h40 desta segunda-feira (2), porém, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) não havia disponibilizado o boletim de ocorrência do caso.

Procurado pelo G1, o Metrô disse, por meio de nota, que a equipe de segurança da estação República fez o primeiro atendimento e providenciou o encaminhamento da funcionária da Prodata para a Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom), na noite de quinta-feira (2).

A Companhia ainda alega que "vem prestando todo o auxilio à Polícia, inclusive cedendo imagens dos circuitos de vigilância, para ajudar na investigação do caso." No texo, o Metrô diz ter mais de 1.100 agentes de segurança, que atuam uniformizados ou à paisana, e 3 mil câmeras distribuídas ao longo de suas linhas, nos trens e nas estações.

Na tarde de segunda-feira (6), o Sindicato dos Metroviários de São Paulo divulgou uma nota de solidariedade à jovem, e cobrou esclarecimentos das empresas envolvidas. “A Secretaria de Mulheres do Sindicato dos Metroviários, a diretoria do Sindicato, os funcionários e funcionárias do Metrô se sentem violentados, indignados e se solidarizam com a mulher trabalhadora que sofreu as consequências da violência machista e da insegurança, queremos dar todo apoio e solidariedade a ela nesse momento tão difícil.”

A nota ainda pede que a cabine onde o crime ocorreu seja fechada, e alega que o período noturno é carente de segurança. “Nós dizemos que faltam funcionários em todos os postos, principalmente na segurança à noite, onde o quadro é bastante reduzido, deixando usuários e funcionários expostos a fatos revoltantes como esse.”

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô terá operação especial no feriado de Semana Santa

O Metrô implantará estratégia diferenciada de operação durante o feriado prolongado da Semana Santa. Na sexta-feira (3), feriado da "Paixão de Cristo", a frota de trens em operação em todas as linhas metroviárias será equivalente a que circula num domingo. 

No final de semana, o horário de funcionamento de todas as linhas operadas pelo Metrô e da Linha 4-Amarela, que é operada pela ViaQuatro, não sofrerá alterações. 

Na segunda-feira (6), para atender aos que retornam do feriado prolongado, a circulação dos trens será antecipada para as 4 horas da manhã nas linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha, por onde desembarcam os usuários que chegam pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara e Barra Funda. A Linha 4-Amarela também antecipará o horário de abertura das estações. Na Linha 5-Lilás, a operação terá início no horário habitual, ou seja, a partir das 4h40. 

Para mais informações sobre a rede metroviária, os usuários têm à disposição a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), que atende diariamente, das 5h30 às 23h30. Já a Central de Atendimento da ViaQuatro atende pelo 0800 770 7100 de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22 horas e aos sábados e domingos, das 8 às 18 horas. 

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram a circulação dos trens da CPTM neste feriado

Neste fim de semana prolongado, por conta do feriado de Sexta-Feira Santa [03/04], a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 7-Rubi [Luz - Francisco Morato - Jundiaí]

Quinta-feira: a partir das 23h, serão iniciados os serviços no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Piqueri. O intervalo médio será de 24 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Sexta-feira: das 4h até meia-noite, as intervenções prosseguirão no trecho entre Água Branca e Piqueri. O intervalo médio será de 24 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Sábado: a partir das 23h, as intervenções serão retomadas no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Piqueri. O intervalo médio será de 24 minutos entre as estações Luz e Francisco Morato.

Domingo: das 4h até meia-noite, os trabalhos prosseguirão no sistema de rede aérea entre as estações Água Branca e Piqueri, dando continuidade aos trabalhos de sábado. O intervalo médio será de 24 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno]

Domingo: das 4h até meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Barueri e Engenheiro Cardoso. O intervalo médio será 20 minutos no trecho entre Barueri e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda [Osasco - Grajaú]

Sexta-feira: das 4h até meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Ceasa e Jurubatuba. O intervalo médio será de 30 minutos em toda a linha.

Domingo: das 9h às 19h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Ceasa e Cidade Universitária. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Linha 11-Coral/ Expresso Leste [Luz - Guaianases]


Sexta-feira: das 4h até meia-noite, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Corinthians-Itaquera e Guaianases. O intervalo médio será de 15 minutos entre Luz e Corinthians-Itaquera e 30 minutos entre Corinthians-Itaquera e Guaianases.

Domingo: das 4h até meio-dia, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente na região da Estação Tatuapé. O intervalo médio será de 15 minutos entre Luz e Guaianases.

Linha 11-Coral/ Extensão [Guaianases - Estudantes]

Sexta-feira: das 4h até meia-noite, haverá serviços no sistema de rede aérea entre as estações Jundiapeba e Brás Cubas. O intervalo médio será de 30 minutos entre Guaianases e Estudantes.

Sábado: a partir das 23h, serão realizadas intervenções de infraestrutura na região da Estação Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes.

Domingo: das 4h ao meio-dia, prosseguirão os trabalhos de infraestrutura na região da Estação Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes.

Linha 12-Safira [Brás - Calmon Viana]

Sexta-feira: das 4h até meia-noite, ocorrerão serviços no sistema de rede aérea e nos equipamentos de via permanente entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. O intervalo médio será de 20 minutos entre Itaquaquecetuba e Calmon Viana.

Domingo: das 4h ao meio-dia, os trabalhos estarão concentrados no sistema de rede aérea e nos equipamentos de via permanente entre as estações Comendador Ermelino e São Miguel Paulista. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô de SP abre concurso com vagas de nível médio

Remuneração inicial é de R$ 2.338,43 + vários benefícios como previdência privada, passagem gratuita no Metrô e CPTM

A Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô publicou edital de concurso público para preencher duas vagas de início imediato, além de oportunidades para formação de cadastro reserva (CR), no cargo de agente de segurança metroviário I masculino e feminino.

Para concorrer ao posto os candidatos devem ter ensino médio completo e altura mínima de 1,70m para o sexo masculino e de 1,65m para o sexo feminino.

Salário e benefícios
A remuneração oferecida pelo Metrô para a função de agente de segurança metroviário é de R$ 2.338,43 por mês para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, com turnos iniciando a partir das 4h e terminando até a 1h.

Além do salário, o Metrô de São Paulo oferece ao candidato que vier a ser contratado os benefícios que estiverem vigorando à época da admissão, como por exemplo: bilhete de serviço (acesso gratuito ao Metrô e CPTM), previdência suplementar, plano de saúde, auxílio alimentação, auxílio refeição e seguro de vida em grupo.

Atribuições do cargo
De acordo com edital do concurso do Metrô, o agente de segurança metroviário I será responsável por identificar e atender ocorrências de natureza social e as que contrariem a legislação, normas e procedimentos da empresa; tratar e encaminhar ocorrências e informações sobre segurança, bem como a documentação relativa às mesmas; abordar, atender e orientar usuários; registrar ocorrências; contatar áreas e órgãos de interface sobre a existência e o encaminhamento de ocorrências; apoiar as equipes de campo; atender acidentes graves; prestar primeiros socorros; atuar no combate ao comércio irregular dentro do sistema; preservar o patrimônio e a utilização correta das instalações/equipamentos; atender ocorrências de segurança (crime autoria conhecida – ac); dirigir e operar equipamentos/viatura; operar equipamentos de fluxo e auxiliar no embarque e desembarque; acompanhar e conduzir usuários com necessidades especiais; elaborar relatórios e boletins de ocorrências; – triar as ocorrências apresentadas; entrevistar as partes visando obter detalhes pormenorizados para solução de ocorrências; zelar pelo fluxo de documentos e manter a organização do posto; e fazer interface junto ao órgão externo (Delegacia de Polícia do Metropolitano – DELPOM).

Participação e provas
As inscrições no concurso do Metrô poderão ser realizadas a partir das 10h do dia 6 de abril pelo site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br). Os interessados terão até as 14h do dia 11 de maio para se cadastrar. As inscrições no concurso do Metrô só serão efetivadas após o pagamento da taxa no valor de R$ 95,50.

O processo seletivo para trabalhar na Companhia do Metropolitano de São Paulo contará com duas fases de avaliação. A primeira será caracterizada pela realização de uma prova objetiva de conhecimentos básicos (português, matemática e raciocínio lógico-matemático e atualidades) com 50 questões de múltipla escolha. O exame está previsto para ser aplicado no dia 14 de junho na cidade de São Paulo/SP e terá três horas de duração.

Os aprovados serão convocados para a segunda etapa do concurso, que consiste na aplicação de testes de aptidão física – TAF. Nesta etapa, os concorrentes serão submetidos a aferição de altura, além de testes de flexo-extensão de cotovelos, abdominal, corrida de 50 m e corrida de 12 minutos.

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras da Linha 18 serão iniciadas após finalização de financiamento

O Governador Geraldo Alckmin afirmou que aguarda finalização dos tramites de financiamento com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para dar início às obras do Monotrilho da Linha 18-Bronze.

“Só estamos aguardando o final do financiamento com o BNDES para uma nova linha, que é a 18, que vai para São Caetano, Santo André e chega até São Bernardo do Campo”, disse Alckmin. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (31), no Aeroporto Estadual Adhemar de Barros, em Presidente Prudente. 

A terceira 18 possuirá, na sua primeira fase, aproximadamente 15 km de extensão e 13 estações, transportando cerca de 314 mil passageiros por dia e ligará as estações Tamanduateí e Djalma Dutra, no centro de São Bernardo do Campo. A estimativa é que as construções tenham início no segundo semestre deste ano, e os trens do monotrilho estejam em operação em 4 anos. A linha 18-Bronze será tocada por meio de uma Parceria Público Privado (PPP), cujo a concessionária deverá construir e operar a linha durante 25 anos, sendo 4 para construção e 21 anos para operação

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários: