​Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Metrô neste final de semana (27 e 28 de junho)

Neste fim de semana, 27 e 28 de junho, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas e o Metrô interditará a Linha 5-Lilás. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos, alguns trechos serão interrompidos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 5-Lilás [Capão Redondo - Adolfo Pinheiro]

Domingo: No próximo domingo (28), para que possam ser executados serviços de manutenção programada na rede aérea de alimentação elétrica dos trens, todas as estações da Linha 5 - Lilás ficarão fechadas ao público das 4h40 às 9 horas. A atividade terá início ainda durante a madrugada, logo após o encerramento da operação comercial do sábado, e deverá se estender até o início da manhã do domingo.

Por conta da interferência, os usuários da Linha 5- Lilás serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) da SPTrans, que circularão ininterruptamente entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro até a reabertura das estações metroviárias. Os usuários provenientes da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pelo sistema PAESE.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí)

Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Pirituba e Caieiras, em razão de serviços de modernização no sistema de rede aérea. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão. As senhas para utilização dos ônibus deverão ser retiradas nas estações.

Das 4h às 8h, os serviços de manutenção preventiva estarão concentrados nos equipamentos de sinalização entre as estações Água Branca e Pirituba. Das 7h às 20h, serão realizados serviços de infraestrutura na Estação da Luz. Das 8h às 16h30, haverá  manutenção preventiva na via permanente entre as estações Pirituba e Piqueri. O intervalo médio será de 28 minutos entre as estações Luz e Pirituba, e de 30 minutos entre Caieiras e Jundiaí. 

​Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi – Amador Bueno)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão executados serviços de manutenção preventiva no sistema de rede aérea na região da Estação Carapicuíba. O intervalo médio será de 16 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Sábado: das 23h até o fim da operação comercial, as intervenções serão realizadas nos equipamentos de via permanente entre as estações Ceasa e Cidade Universitária. O intervalo médio será de 12 minutos em toda a linha. 

Domingo: das 9h às 19h, haverá manutenção preventiva nos equipamentos de via permanente entre as estações Osasco e Ceasa. A circulação ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco, para completar a viagem o usuário deverá usar os trens da Linha 8-Diamante. A partir das 23h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de rede aérea, entre as estações Ceasa e Cidade Universitária. O intervalo médio será de 24 minutos em toda a linha.

Linha 11-Coral/ Expresso Leste (Luz – Guaianases)

Domingo: das 4h à meia-noite, o intervalo médio será de 15 minutos em toda a linha devido aos serviços que serão realizados na extensão da Linha 11-Coral.

Linha 11-Coral/ Extensão (Guaianases – Estudantes)

Domingo: das 4h à meia-noite, em razão das obras de implantação da nova Estação Suzano, o intervalo médio será de 22 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação ficará interrompida, em função dos serviços no sistema de rede aérea e nos equipamentos de via permanente. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão, que percorrerão os seguintes itinerários:

  • Tatuapé – Itaim Paulista: os ônibus farão paradas intermediárias para embarque e desembarque nas estações USP Leste e São Miguel Paulista. 
  • Itaim Paulista – Poá: os ônibus farão paradas intermediárias para embarque e desembarque nas estações Itaquaquecetuba e Aracaré. 
  • Brás – Tatuapé: os usuários deverão utilizar os trens do Expresso Leste, na Linha 11-Coral. 

​As senhas para utilização dos ônibus deverão ser retiradas na área interna das estações. 

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.​

Para informar sobre a alteração na operação dessa linha, a partir de sábado, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens e colocará cartazes nas estações da Linha 5 -Lilás. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Fonte: CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Licitação dos ônibus em São Paulo sai na próxima semana

O edital de licitação dos transportes públicos na cidade de São Paulo deverá ser publicado na semana que vem, de acordo com o próprio prefeito Fernando Haddad, que também disse que a margem de lucro dos empresários será revista: “A licitação é de 20 anos é nós queremos uma taxa interna de retorno para os editais, garantindo que o lucro do empresário fique dentro (de limites aceitáveis)”, afirmou.

Haddad diz ainda que quer atrair empresário de fora do sistema, e lembrou das desapropriações das garagens: “Nós baixamos decretos de utilidade pública de todas as garagens da cidade … Quem ganhar vai poder pedir para desapropriar a garagem para ele entrar.” – disse. As declarações foram dadas em visita à Casa do Saber.


Atualmente operam oito consórcios e 11 cooperativas, mas com a nova configuração, a cidade deve ter SPE – Sociedade de Propósito Específico, uma entidade jurídica que responderá à prefeitura. Segundo informações do Blog Ponto de Ônibus, o mercado aposta em três ou quatro SPEs, sendo uma delas reunindo ex cooperativas.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Modernização da rede de trólebus segue em São Paulo, diz SPTrans

Recentemente muito se falou nas redes sociais e em fóruns de discussão sobre uma possível paralisação na modernização da rede elétrica de trólebus na cidade de São Paulo, sobretudo na região do Ipiranga.

No entanto, a SPTrans nega qualquer tipo de suspensão da reforma: “os serviços seguem em andamento, sendo que, até o momento, já foram executados 60% dos serviços de modernização de toda rede” – diz nota da empresa gerenciadora do transporte paulistano ao portal Via Trolebus.

De acordo ainda com a SPTrans, a região do Ipiranga deve receber uma Estação Transformadora Retificadora (ETR) para “equalizar o potencial elétrico da região, bem como a modernização de 14,9 km da Rede de Contato”. O prazo inicial para conclusão dos trabalhos na região é até o final deste ano. 

Terminal Vila Prudente
Continua indefinido o ponto final da linha 3160 (Terminal Vila Prudente – Terminal Parque dom Pedro II). O Terminal anexo às estações do Metrô e do Monotrilho deve ser inaugurado, porém de acordo com a SPTrans, não existe previsão de levar os trólebus ao local. 

Diminuição de panes
As panes na rede de trólebus caíram de 75 por mês em média no ano de 2012 para 13 registros no mês de setembro após o início dos trabalhos, representando 83% de redução nas falhas. 

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Licenciamento ambiental para segunda etapa do VLT de Santos está em andamento

Imagem: Emilio Pechini

De acordo com o Governador Geraldo Alckmin, o processo para licenciamento ambiental para a segunda fase do VLT da Baixada Santista já esta em andamento.

“Estamos liberando recursos para a conclusão de todas as obras da primeira etapa do VLT. Serão 19 estações e 15 km de percurso entre São Vicente e Santos. Já estamos terminando o projeto executivo e o licenciamento ambiental da 2ª fase, com mais 14 km e 16 estações”, disse o governador durante as inaugurações de novas estações, em Santos.

A declaração foi dada pelo governador no evento que ocorreu esta semana para a aasinatura do contrato da empresa que gerenciará o VLT.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Prefeitura de São Paulo vai recorrer para extinguir cargo de cobrador de ônibus

A prefeitura de São Paulo vai recorrer no Supremo Tribunal Federal, sobre a decisão que impedia a extinção dos cobrador de ônibus. A medida foi aprovada no fim do ano passado, mas o sindicato dos motoristas e cobradores obteve uma liminar na justiça em primeira instancia que impede a medida.

O sistema de ônibus da maior capital brasileira possuí cerca de 20 mil cobradores, porém 90% das viagens são pagas por meio do bilhete único.

A prefeitura de São Paulo diz que não existe uma decisão final sobre a saída dos cobradores do sistema, e que a medida abrange inicialmente as linhas que vão circular nos corredores de ônibus do tipo BRT (Bus Rapid Transit), onde a cobrança da tarifa será feita nas paradas, dando agilidade ao embarque. Em São Paulo, veículos menores do sistema local, como micro ônibus e mini ônibus já circulam sem cobradores.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Câmara aprova reforma do corredor Santo Amaro

Foi aprovado pela Câmara Municipal de São Paulo a revitalização da Avenida Santo Amaro. A reforma compreende o trecho entre a Avenida Juscelino Kubitscheck e a Avenida dos Bandeirantes. Os recursos serão provenientes da operação Faria Lima.

O corredor de ônibus será modernizado, além do recapeamento de vias, aterramento de fiação elétrica, qualificação das calçadas, nova sinalização, troca de semáforos e ajardinamento de canteiros.

O projeto ainda precisa da sansão do prefeito Fernando Haddad. “Aquele corredor de ônibus é antigo, desde a década de oitenta, e hoje está totalmente degradado. Muitos comércios foram à falência ou fecharam por conta disso. A revitalização vai gerar emprego, renda e melhorar o transporte de toda a população que se desloca do centro para a zona sul e da zona sul para o centro” – disse Arselino Tatto, líder do governo na câmara. 

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Governador Alckmin assina o contrato da PPP do VLT da Baixada Santista

Evento também teve entrega das estações e túnel José Menino, o primeiro VLT fabricado no Brasil e ônibus metropolitanos do SIM/VLT

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta terça-feira, 23, o contrato de PPP (Parceria Público Privada) com o Consórcio BR Mobilidade Baixada Santista, concedendo a operação do Sistema Integrado Metropolitano, que contempla as linhas metropolitanas regulares de ônibus e do VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, incluindo a expansão dos serviços em toda a região.

No evento, também foi entregue o primeiro VLT fabricado no Brasil e mais 100 ônibus metropolitanos novos. Alckmin anunciou, ainda, a entrega do Túnel José Menino e de mais  quatro estações - duas em São Vicente e duas em Santos, marcando a chegada do VLT na cidade de Santos e autorizou a publicação do edital de obras complementares ao  trecho Barreiros (São Vicente) – Conselheiro Nébias (Santos).

Assinatura do contrato da PPP
A operação do Sistema Integrado Metropolitano (VLT + reestruturação do sistema de ônibus intermunicipal) será por meio de Parceria Público Privada (PPP), com o Consórcio BR Mobilidade Baixada Santista. A concessão inclui a prestação de serviços de transporte intermunicipal, incluindo a operação do Veículo Leve Sobre Trilhos e operação dos ônibus urbanos do sistema metropolitano da Região Metropolitana da Baixada Santista, além do fornecimento de equipamentos e sistemas de controle operacional de veículos (ônibus e VLTs) e implantação da bilhetagem eletrônica, somando um investimento de mais de R$ 600 milhões. O contrato de PPP é de R$ 5,6 bilhões e terá vigência de 20 anos.

Inclusão de 100 ônibus novos
O Consórcio BR Mobilidade já adquiriu de 100 ônibus novos, o que reduzirá a idade média da frota da região para dois anos, conforme previsto em cláusula contratual.
Os novos veículos têm capacidade para 71 passageiros e são dotados de elevador, espaço para cão-guia, balaústres táteis direcionáveis, bancos reservados para pessoas obesas, idosos e com deficiência, atendendo, assim, às  normas de acessibilidade e de preservação do meio ambiente (motor EURO 5), de acordo com a legislação vigente.
 
Primeiro VLT fabricado no Brasil

O Consósio Tremvia Santos entregou hoje o primeiro VLT construído no Brasil na fábrica instalada em Três Rios, no estado do Rio de Janeiro. Três veículos fabricados na Espanha já fazem parte da operação precursora que está em funcionamento desde abril passado, atendendo sete estações concluídas em São Vicente, de Mascarenhas de Moraes até João Ribeiro.
O veículo tem 2,65m de largura por 44m de comprimento e 3,20m de altura; capacidade para 400 usuários; ar condicionado e piso 100% baixo, facilitando a movimentação de usuários com dificuldade de locomoção. O VLT circulará com  velocidade média de 25km/h e máxima de 80km/h. O consórcio é o responsável pela construção de 22 VLTs  que serão entregues até março de 2016, representando um investimento de R$ 233 milhões - R$ 10,6 milhões por veículo.
  
Estações e Túnel José Menino

A conclusão das Estações Nossa Senhora de Lourdes e Pinheiro Machado marcam a chegada do VLT na cidade de Santos por meio do Túnel José Menino que passou por  grande intervenção e foi ampliado para viabilizar a passagem dos veículos nos dois sentidos. Além dessas estações, o governo oficializou a entrega das estações Itararé e João Ribeiro, em São Vicente. A partir de agora os quatro VLT´s vão percorrer 6,1 km  na Operação Precursora, passando por nove estações do novo sistema de transporte da Baixada Santista.

Edital para execução de obras de Barreiros – Conselheiro Nébias

Trata-se da complementação do trecho entre Barreiros, em São Vicente, e Conselheiro Nébias, em Santos. O edital de concorrência tipo menor preço, no valor orçado de R$ 134,1 milhões, envolve a finalização do Terminal Barreiros, em São Vicente, e a construção das Estações Ana Costa, Washington Luis e Conselheiro Nébias, em Santos, com a implantação de aproximadamente 3 km de via permanente. A previsão é de que a assinatura do contrato com a empresa vencedora do certame ocorra no segundo semestre deste ano. As obras têm previsão de conclusão  para 2016.

Fonte: EMTU

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Tatuzão chega à futura estação Hospital São Paulo, da Linha 5-Lilás

Foto: A2 Fotografia / Edson Lopes Jr

Um dos três shields (conhecidos como “tatuzões”) que estão escavando túneis por onde irão passar os trens da Linha 5-Lilás no trecho entre a Estação Adolfo Pinheiro e a Chácara Klabin, chega nesta quinta-feira (25) à futura Estação Hospital São Paulo, na Vila Mariana, zona sul da capital.

Os prazos para as entregas das novas estações são:
– Primeiro semestre de 2017: Entrega das estações Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin;
– Segundo semestre de 2017: As demais estações, com exceção de Campo Belo, que será entregue em 2018;

O investimento na expansão da linha será de R$ 8,9 bilhões, incluindo a compra de 26 novos trens, que estão sendo fabricados pela Caf. A previsão é que 781 mil passageiros sejam transportados diariamente nessa linha quando a operação for plena. Quando estiver em funcionamento completo, a Linha 5-Lilás terá 19,9 quilômetros de extensão e 17 estações.

Foto de Alexandre Augusto Pisciottano:
frotap

Fonte: Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Monotrilho da Linha 15 terá ampliação do horário de operação, diz Metrô

A ampliação no horário do monotrilho da Linha 15-Prata deverá ocorrer no final deste mês, segundo estimativa do Metrô em reportagem do jornal “Folha de São Paulo” que falou, mais uma vez, sobre os atrasos nas obras.

O texto relata a afirmação do diretor de engenharia da companhia, Walter Castro, que da conta de que o adiamento ocorreu devido a atrasos de empresas, entre elas a Bombardier, que produz os trens e não liberou novas composições para circulação.

A Bombardier por sua vez disse que “trabalha para atender as necessidades do Metrô, mesmo considerando as limitações de infraestrutura impostas por outras empresas contratadas pelo próprio Metrô.”

O novo horário de operação do monotrilho entre Vila Prudente e Oratário deverá ser entre 7h e 19h. Segundo ainda a reportagem, três estações novas devem ser entregues em 2016.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação nas linhas da CPTM neste final de semana (20 e 21/06)


Neste fim de semana, 20 e 21 de junho, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno)

Domingo:
das 9h às 19h, haverá manutenção preventiva equipamentos de sinalização entre as estações Jardim Belval e Jandira. O intervalo médio será de 20 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Osasco - Grajaú)

Sábado:
a partir das 23h até a 00h, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Pinheiros e Berrini. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Domingo:
das 9h às 19h, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente na região da Estação Pinheiros. O intervalo médio será de 15 minutos em toda a linha. A circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino, para prosseguir viagem, utilize a Linha 8-Diamante. A partir das 19h, haverá serviços de manutenção preventiva nos equipamentos de sinalização na região da Estação Santo Amaro.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 8h às 17h, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. O intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Brás e Mauá, e 30 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea e de manutenção preventiva nos equipamentos de via permanente entre as estações Itaquaquecetuba e Calmon Viana. O intervalo médio será de 10 minutos entre Brás e Itaquaquecetuba, e de 20 minutos entre Itaquaquecetuba e Calmon Viana.
Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.


Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.


Fonte: CPTM


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM e Metrô funcionam ininterruptamente durante Virada Cultural 2015

A operação especial é para facilitar os deslocamentos dos usuários

O Metrô, a ViaQuatro e a CPTM vão atender de forma ininterrupta a partir do início da operação comercial de sábado, dia 20, até a meia-noite do domingo, dia 21. A operação especial é para facilitar os deslocamentos dos usuários pela cidade durante a realização de mais uma edição da Virada Cultural, que acontece neste fim de semana.

Para facilitar a entrada nas estações.
Todas as 66 estações metroviárias da cidade de São Paulo nas linhas 1-Azul (Jabaquara – Tucuruvi), 2-Verde (Vila Prudente – Vila Madalena), 3-Vermelha (Corinthians-Itaquera – Palmeiras-Barra Funda), 4-Amarela (Butantã – Luz) e 5-Lilás (Capão Redondo – Adolfo Pinheiro) estarão abertas para embarque e desembarque dos usuários, das 4h40 de sábado até a meia-noite de domingo.

Na CPTM, que vai operar das 4h de sábado até a meia-noite de domingo, as 92 estações ficarão abertas. Durante a madrugada do dia 20 para o dia 21, a Companhia vai operar com trens extras, em todas as linhas, com intervalos de 20 minutos para atender a possíveis demandas de usuários.

Bilhetes Antecipados.
As empresas recomendam aos usuários a compra antecipada dos bilhetes, preferencialmente usando dinheiro trocado, para facilitar o acesso às estações. Nas máquinas de autoatendimento, o carregamento de créditos nos bilhetes eletrônicos poderá ser feito em qualquer estação do Metrô que possua o equipamento. Além disso, as estações Sé, Anhangabaú, República, Santa Cecilia, São Bento e Luz terão cabines com atendentes para efetuar o carregamento de crédito nos cartões durante todo o evento.

Acesso de ciclistas ao sistema metroviário.
Para os ciclistas que quiserem usar o sistema metroferroviário em seus deslocamentos, o acesso pode ser feito a partir das 14h do sábado até a meia-noite de domingo, sempre considerando o limite de 4 bikes por trem e o embarque no último vagão.

Estações do Metrô com Wi-fi.
Os usuários do Metrô que quiserem poderão usar o serviço gratuito de Wi-fi nas estações Sé, Jabaquara, Paraíso, Ana Rosa, Vila Prudente e Tamanduateí. As áreas onde o serviço está disponível estão devidamente identificadas com adesivos e placas. Para usar o serviço, o usuário deve pesquisar a rede “wifi_metro_sp” e cadastrar seu e-mail. Após aceitar o “Termo de Condições de Uso”, estará habilitado a usar a internet. A conexão atende a 200 usuários simultaneamente. Cada pessoa poderá utilizar a rede por, no máximo, 20 minutos, com intervalos de 15 minutos.

Informações aos usuários do sistema metroferroviário
Outros esclarecimentos podem ser obtidos nos canais de atendimentos das empresas:
Central de Informações do Metrô (0800 770 7722): funciona diariamente das 5h30 às 23h30;
Central de Atendimento da concessionária ViaQuatro (Linha 4-Amarela) (0800 770 7100): de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, e no sábado e domingo, das 8h às 18h,
Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) da CPTM (0800 055 0121): funciona 24 horas. O Posto de Atendimento da Estação da Luz ficará aberto no sábado, das 8h até meia-noite e, no domingo, das 8h.

Fonte: CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

São Paulo apresenta ônibus com novo padrão visual e tomadas para celular

Imagem: Tatiana Santiago/G1

A prefeitura de São Paulo apresentou novos ônibus com padrão visual diferenciado, e que circularão em corredores exclusivos a partir do mês de julho.

Os veículos possuem cor cinza e são do modelo Superarticulado, de carroceria Caio, com capacidade de 171 passageiros. “O objetivo dos BRTs é andar em linhas retas. Como nós vamos criar linhas circulares nos bairros, não tem sentido um ônibus desse entrar em um bairro. O ônibus circular irá descarregar o passageiro no corredor”, afirmou o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

“Assim você tem uma rede quase que rígida em São Paulo com esses ônibus. Essa é a base do transporte na cidade. A partir daí você atende a necessidade do usuário que é o transporte entre bairros, circular dentro do bairro e fazer com que ele chegue até o corredor”, completou Tatto.

Os novos ônibus seguem o padrão de outros veículos já em circulação, como a existência de uma segunda catraca para acelerar o embarque, ar-condicionado, wi-fi, computador de bordo e câmeras. Serão instalados carregadores de celulares para uso dos passageiros. 

A prefeitura quer 2.500 veículos desse tipo em circulação nas ruas, que custam cerca de R$ 1 milhão cada.
“Nós temos que compreender que o transporte sobre pneus tem um futuro longo ainda, tem muitas décadas pela frente. O transporte coletivo sobre superfície está sendo cada vez mais a regra do que a exceção no mundo”, disse o prefeito Fernando Haddad.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

EMTU promete licitação da Área 5 para 2016

Imagem de Adamo Bazani

Uma nova promessa para a licitação da Área 5 da EMTU. Segundo o presidente da empresa que regula as linhas intermunicipais, Joaquim Lopes, a nova licitação deve ser lançada apenas no primeiro trimestre de 2016.

“O modelo do Grande ABC é muito perverso, pois ainda é regido pela constituição antiga. A ideia é que até o fim do ano se feche projeto e que se aprove o modelo de concessão. Com isso, esperamos que se publique no primeiro trimestre do ano que vem uma nova licitação”, disse Lopes, durante lançamento dos ônibus a Hidrogênio.

O presidente da EMTU diz ainda que nada será colocado em prática na área no decorrer de 2015. “Resta para a gente somente a gestão do dia a dia, acompanhando os problemas e tentando contorná-los da melhor forma possível”, explicou. 

A Área 5 abrange as seguintes empresas: Auto Viação ABC, Auto Viação Triângulo, EAOSA (Empresa Auto Ônibus de Santo André), EUSA (Empresa Urbana de Santo André), Expresso São Bernardo (Expresso SBC), MobiBrasil, Publix, Rigras, Viação São José de Transportes, Parque das Nações, TransBus, Tucuruvi, Viação Imigrantes, Viação Riacho Grande, VIPE (Viação Padre Eustáquio), Viação Ribeirão Pires, Viação Santa Paula e Viação São Camilo. As viações operam 153 linhas que abrangem os municípios de Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e São Paulo.

Desde 2006 o governo vem tentando lançar a concorrência, onde a área opera em regime de permissões. A operação dos serviços são considerados defasados com um grande número de reclamações.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 18-Bronze: Alckmin diz que aguarda verbas da União

O Governador Geraldo Alckmin afirmou nesta segunda-feira (15) que aguarda liberação de recurso do governo federal para dar andamento em duas frentes de trabalhos referentes ao transporte metroferroviário na Região Metropolitana de São Paulo.

Uma das frentes é a reforma de estações da Linha 10-Turquesa da CPTM. A outra diz respeito a desapropriações para a instalação do Monotrilho da Linha 18-Bronze, que vai ligar a estação Tamanduateí até São Bernardo do Campo:

“A Linha 18 está aguardando aprovação do financiamento do Ministério da Fazenda, na Secretaria do Tesouro Nacional, para poder acelerar as desapropriações. Esperamos que agora no início do segundo semestre liberem o montante para que possamos acelerar o processo para as obras. Já a Linha 10 também esperamos que resolva até o próximo semestre. Nesse caso, estamos aguardando os recursos do PAC.” – afirmou o governador.

O Ministro das cidades, Gilberto Kassab, admitiu que haveria um “alongamento” no prazo a respeito dos recursos:

“Tudo aquilo que ficou estabelecido da nossa parte para Santo André, São Bernardo e São Caetano neste sentido continuará mantido, só que haverá alongamento em algumas coisas (áreas). Nós honraremos. E certamente o aporte terá novo cronograma”, disse o ministro e ex-prefeito de São Paulo.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

EMTU apresenta ônibus que emitem vapor d’água em vez de fumaça

Nesta segunda-feira (15) foram entregues pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) três novos ônibus movidos a células de hidrogênio, junto com uma nova estação de abastecimento.

Segundo o Blog Ponto de Ônibus, os ônibus possuem inovações em relação ao modelo apresentado em 2009 que circulou em testes no Corredor ABD, onde os tanques para a geração de energia e as baterias ocupavam área destinada aos passageiros. Na nova configuração os componentes ficam no teto do veículo.

A grosso modo, os ônibus são movidos a partir de combustível feito de água, onde não há emissão de poluentes na operação e o nível de ruído é considerado baixo. As células de hidrogênio são obtidas através de eletrólise, pelo qual, há a separação do Hidrogênio do Oxigênio da água (H2O). A partir do componente obtido pela processo, é gerada a energia elétrica que traciona o veículo. 

O projeto é fruto de um consórcio internacional com a participação do Governo do Estado de São Paulo, Governo Federal, a Metra que vai operar os veículos no corredor São Mateus – Jabaquara e a extensão Diadema – Brooklin, a Marcopolo, e o Grupo Tutto, que faz a integração dos sistemas de propulsão a célula de combustível.

Atualmente ônibus a hidrogênio operam em países como Estados Unidos, Alemanha, Japão e China.

adamo2

Fonte: Via Trolebus e Blog Ponto de Ônibus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Franco da Rocha terá desconto na tarifa entre ônibus e trem

Foto: A2 Fotografia/Diogo Moreira

Os moradores de Franco da Rocha até o final do ano terão desconto na tarifa entre o sistema municipal de ônibus da cidade e os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, a CPTM.
 
O convênio foi firmado nesta semana em reunião entre o deputado estadual Alencar Santana e o Secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni. Os valores, no entanto, ainda não foram definidos.

O município localizado a 45 km de distância da capital paulista, possui um pouco mais de 100 mil habitantes, segundo dados do IBGE de 2010. A cidade é atendida pela Linha 7-Rubi da CPTM, que liga a estação da Luz na cidade de São Paulo, até o município de Francisco Morato, além da extensão até Jundiaí.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM melhora proposta e deve evitar greve de ferroviários

Proposta final da empresa foi de 8,25% de reajuste salarial e nos benefícios, mais 3,4% no vale-alimentação e 1,6% no vale-refeição em outubro

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) melhorou a proposta de reajuste salarial aos trabalhadores, em reunião de conciliação na tarde de hoje (11) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª Região. Com isso, a greve marcada para amanhã (12) deve ser suspensa nas assembleias que serão realizadas a partir das 18h, pelos três sindicatos que organizam os ferroviários – Central do Brasil (linhas 11-Coral e 12-Safira), São Paulo (linhas 10-Turquesa e 7-Rubi) e Zona Sorocabana (linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda) e pelo Sindicato dos Engenheiros de São Paulo.

A reunião durou apenas 45 minutos. Como a proposta apresentada de início foi considerada ruim pelos trabalhadores e pela desembargadora Ivani Bramante, o governo paulista, controlador da companhia, voltou a ser consultado por seus representantes na audiência. Para Ivani, seria possível a empresa melhorar para 10% de reajuste nos benefícios, mantendo 8,25% de aumento salarial. “O tempo de paralisação que a categoria fez na quarta-feira passada custou mais caro à empresa do que chegar a esse reajuste”, disse, lembrando a posição do desembargador Walter Fernandes, que mediou negociação na semana passada.

Após duas horas de tratativas entre governo e representantes, o resultado foi uma proposta de 8,25% de reajuste – 6,65% referente à inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fipe, acrescido de 1,5% de aumento real – e em todos os benefícios: vales alimentação e refeição, auxílio-creche e programa de participação nos resultados (PPR). Em outubro, haverá novo reajuste de 3,4% no VA e de 1,6% no VR.
Assim, os trabalhadores terão imediatamente o aumento da PPR mínima de R$ 3.548 para R$ 3840,71, no VR de R$ 600 para R$ 649,50 e no VA de R$ 247 para R$ 267,38. O auxílio-creche vai ser aumentado de R$ 263,91 para R$ 285,68. A correção é retroativa a março, data-base da categoria. Em outubro, os valores dos benefícios de alimentação e refeição passam para R$ 276,50 e R$ 660, respectivamente.

“Vamos levar para assembleia e fazer as ponderações. Essa é a proposta final da empresa e sabemos que um acordo é sempre melhor que um julgamento de dissídio”, avaliou o presidente do Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, Eluís Alves de Matos.

Para a desembargadora, a proposta é uma alternativa que não atende inteiramente aos dois lados. "Mas ao menos foi conquistado o aumento de benefícios escalonado, que é benéfico aos trabalhadores", afirmou.
A princípio, a empresa havia recolocado as duas propostas apresentadas anteriormente, com pequenas alterações. O índice de 8,25% de reajuste linear, para salário e benefícios, ou 7,72% de reajuste salarial, mais 10% no vale-refeição (VR), de R$ 600 para R$ 660, 17,42% no VA, que iria a R$ 290, ante os atuais R$ 247, e auxílio-creche de R$ 300. Sob alegação de que a situação financeira da empresa e o momento do econômico do país estão difíceis. 

Os trabalhadores rejeitaram essa proposta, sob argumento de que o ganho salarial é mais importante que o dos benefícios, porque resulta em um valor aplicável sobre todas as remunerações salariais do trabalhador. “São 8,25% que ressoam sobre horas-extras, adicionais, aposentadoria. Se o valor do benefício não difere muito, compensa mais para o trabalhador ter o reajuste no salário”, explicou Matos.

Na semana passada, os sindicalistas chegaram a pedir 9,29% de reajuste e equiparação dos benefícios aos pagos ao Metrô. Mas indicaram uma possível aceitação pela categoria sobre o índice de 8,5%, apresentado pelo tribunal.

Na véspera do feriado da semana passada, os trabalhadores das linhas 11-Coral, 12-Safira, 10-Turquesa e 7-Rubi paralisaram as atividades no período da manhã para pressionar a CPTM a melhorar a proposta.

Fonte: Rede Brasil Atual

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

​Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Via Quatro neste fim de semana (13 e 14 de junho)

Neste fim de semana, 13 e 14 de junho, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas e a Via Quatro interditará um trecho da Linha 4-Amarela. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos, alguns trechos serão interrompidos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 4-Amarela [Luz - Butantã]

Domingo: As estações Luz e República da Linha 4 - Amarela permanecerão fechadas neste domingo (26) durante todo o dia para a execução de obras na estação Higienópolis-Mackenzie. Já no trecho entre as estações Paulista e Butantã a circulação dos trens será normal. Assim, a transferência entre a Linha 4 - Amarela e o Metrô só será possível através da estação Consolação da Linha 2-Verde (Vila Prudente - Vila Madalena). Os passageiros que precisarem acessar a estação Luz, poderão fazê-lo pela Linha 1-Azul (Jabaquara - Tucuruvi) e o acesso para a estação República poderá ser feito pela Linha 3-Vermelha (Palmeiras/Barra Funda - Corinthians/Itaquera).


Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí)
 
Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Pirituba e Caieiras, devido aos serviços de modernização no sistema de rede aérea. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão. As senhas para utilização dos ônibus deverão ser retiradas nas estações.
 
Das 7h às 20h, serão realizados serviços de infraestrutura na Estação da Luz.  Das 8h às 18h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Várzea Paulista e Jundiaí. Também haverá manutenção preventiva no sistema de sinalização entre as estações Água Branca e Lapa. 
O intervalo médio será de 28 minutos entre Luz e Pirituba, e de 30 minutos entre Caieiras e Jundiaí. 
 
Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)
 
Domingo: das 4h à meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Antônio João e Jandira. Das 10h às 15, também estão programados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Comandante Sampaio e General Miguel Costa. O intervalo médio será de 20 minutos entre Júlio Prestes e Itapevi.
 
Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)
 
Sábado: a partir das 23h até o fim da operação comercial, serão realizadas intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Ceasa e Cidade Universitária. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.
 
Domingo: das 9h às 19h, os trabalhos ocorrerão nos equipamentos de via permanente entre as estações Osasco e Ceasa. A circulação ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco, para completar a viagem o usuário deverá usar os tens da Linha 8. A partir das 23h, haverá manutenção preventiva no sistema de sinalização na região da Estação Santo Amaro. O intervalo médio será de 12 minutos em toda a linha. 
Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)
 
Domingo: das 8h às 18h, haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Guapituba e Ribeirão Pires. O intervalo médio será de 10 minutos entre Brás e Mauá, e de 30 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra. 
 
Linha 11-Coral/ Expresso Leste (Luz – Guaianases)
 
Domingo: das 4h às 18h, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente na região da Estação Tatuapé. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Luz e Guaianases durante toda a operação comercial.
 
Linha 11-Coral/ Extensão (Guaianases – Estudantes)
 
Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Guaianases e Jundiapeba, devido às obras das novas estações Suzano e Ferraz de Vasconcelos e aos serviços no sistema de rede aérea. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão, com paradas intermediárias para embarque e desembarque nas estações Antônio Gianetti Neto, Calmon Viana e Suzano. As senhas para utilização dos ônibus deverão ser retiradas nas estações. O intervalo médio será de 15 minutos entre Jundiapeba e Estudantes. 
 
Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)
 
Domingo: das 4h à meia-noite, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea e de manutenção preventiva nos equipamentos de via permanente entre as estações Itaquaquecetuba e Calmon Viana. O intervalo médio será de 10 minutos entre Brás e Itaquaquecetuba, e de 20 minutos entre Itaquaquecetuba e Calmon Viana. 
 
Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.
 
A ViaQuatro, concessionária que opera a Linha 4-Amarela, informará os passageiros sobre essa mudança na operação por meio de mensagens nos monitores dos trens e estações, além de banner em destaque no site. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30, ou na Central de Atendimento da concessionária ViaQuatro (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h; sábado e domingo, das 8h às 18h.

Fonte: CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM deve receber novo trem da CAF ainda este ano

Uma das primeiras imagens do novo trem da CPTM foi divulgada no grupo de discussão do Facebook intitulado “Sociedade Amigos da CPTM“. O trem da série 8500 aparece nas dependências da empresa CAF, em Hortolândia ao lado de um trem da frota P, este que por sua vez foi fabricado para operar na linha 5-lilás do metrô de São Paulo.

A CAF esta em processo de produção de 35 composições da mesma série, com 8 carros cada,  passagem livre entre os carros. A mascara do trem é bastante semelhante das frotas 7000, 7500 e 8000, também produzidos pela empresa espanhola, com alterações nas laterais.

A composição deverá ser entregue para Companhia Paulista de Trens Metropolitanos ainda em 2015, e então deverá passar por bateria de testes antes de integrar à frota dos trens metropolitanos. Foram adquiridos ao todo 65 novos trens, contando com estes 35 e mais 30 encomendados da empresa Hyundai Rotem. A previsão é que os novos trens substituam composições mais antigas da empresa.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Hyundai Rotem se prepara para fabricar trens em Araraquara

A fábrica que a Hyundai Rotem está construindo em Araraquara está a pleno vapor e tem previsão de inauguração no primeiro semestre de 2016. Enquanto a planta não fica pronto, a Hyundai já esta fabricando seus trens em barracões da Iesa, incluindo parte da encomenda da CPTM.

O presidente da Hyundai Rotem, André Han, informou que a chegada dos primeiros equipamentos a Araraquara está prevista para julho assim como a entrega da primeira remessa fabricada na cidade, que será composta por oito vagões (duas composições), ao metrô de Salvador, o que deve acontecer em novembro. Para o metrô baiano, no total, serão produzidos 112 carros.

A empresa sul coreana também já tem contrato assinado para a fabricação de mais 240 carros para a CPTM.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
1 Comentários

1 comentários:

EMTU inicia estudos de linhas na Região Metropolitana de Sorocaba

O transporte intermunicipal em 26 municípios que formam a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) estão agora sob jurisdição da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, a EMTU. 

Estão sendo feitos estudos para definição de novos itinerários, tarifas e equipes de fiscalização. “A EMTU/SP está estudando os itinerários repassados pela Artesp na região. A partir desses dados, irá elaborar estudos técnicos sobre as linhas, conhecendo os itinerários e possíveis seccionamentos (cortes), além da frota disponível e as tarifas praticadas na região metropolitana”, diz nota da empresa publicada no jornal “Cruzeiro do Sul

Garagens devem ser vistoriadas, assim como frotas, que devem receber o novo padrão visual metropolitano. “A EMTU/SP está preparando uma pesquisa de origem e destino para identificar os itinerários preferidos dos usuários e assim aumentar a oferta de ônibus, melhorando a mobilidade dos moradores dos 26 municípios que compõem a nova RMS“, informou a assessoria.

Entre os municípios da RMS estão: Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve na CPTM: Ferroviários fazem assembleia na quinta (11)

Apesar da suspensão da paralisação, os ferroviários da CPTM ainda permanecem em estado de greve, e devem participar de uma reunião no TRT, às 13 horas desta quinta-feira (11). No mesmo dia, às 18 horas, a categoria deverá avaliar em assembleia o resultado da reunião e decidir os rumos da paralisação. 

No último dia 3, parte dos ferroviários paralisaram as atividades: Durante toda a manhã e começo da tarde os trens das Linhas 10 e 12 não prestaram serviços. Na linha 7, a operação ocorreu entre Luz e Francisco Morato, porém com maiores intervalos. Já na 11, apenas o Expresso Leste operou. No final da tarde do mesmo dia, todos os trens voltaram a circular, e a categoria suspendeu a greve até o próximo dia 11.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Alckmin libera mais R$ 20mi para Linha 4 - Amarela

Imagem de Rafael Narchi

Após ter parte do contrato rompido com o consórcio que toca a obra da Linha 4 – Amarela do Metrô, o Governo de SP surpreendeu e liberou mais R$ 20 mi para que a obra seja concluída.

O aditivo, assinado em abril, com o consórcio Isolux-Corsán-Corviam, prevê a conclusão das estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire e o patio de manobras da Vila Sônia.

Em nota ao jornal do Estado de São Paulo, o Metrô informou que o aditivo pago no primeiro lote será usado no “tratamento de solo no entorno do poço de escavação do acesso (da Rua) Piauí para recompor o terreno fragilizado” na Higienópolis-Mackenzie e na “ampliação das salas técnicas para adequar os equipamentos a serem instalados” na Oscar Freire. As duas estão previstas agora para 2016.

O Metrô diz que esta verba extra é para “alteração do tipo de estaqueamento dos blocos de manutenção e do processo construtivo” no pátio da Vila Sônia, que já abriga os trens da Linha 4-Amarela, operados pela empresa privada ViaQuatro, do Grupo CCR.

Lembrando que as estações São Paulo-Morumbi e Vila Sônia saíram do atual contrato e uma nova licitação deve ser feita. As obras nestas duas estações estão paradas.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ciclovia Rio Pinheiros ganha ciclopassarela na estação Jurubatuba

Imagem: Divulgação/CPTM

A CPTM inaugurou um nova ciclopassarela que possibilita acesso da ciclovia Rio Pinheiros para a Estação Jurubatuba. A nova estrutura possuí piso em concreto e largura de 2,40 metros. A extensão do equipamento é de 130 metros.

A Ciclovia que margeia o Rio Pinheiros conta com seis acessos: pela av. Miguel Yunes e os demais juntos às estações Jurubatuba, Santo Amaro, Vila Olímpia, Cidade Universitária, além da ciclopassarela municipal nas proximidades da ponte Cidade Jardim (Parque do Povo).

A via possui 21,2 quilômetros de extensão e funciona diariamente, das 5h30 às 18h30, inclusive feriados. De acordo com a companhia, a média de utilização é de 3.800 ciclistas aos domingos, 2.400 aos sábados e cerca de 900 nos demais dias. 

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ciclovia da Paulista ficará pronta no dia 27 deste mês

Imagem de Moacyr Junior | Folhapress

A prefeitura de São Paulo já tem uma data de inauguração da ciclovia na Avenida Paulista. De acordo com informação do consórcio responsável pela obra, ao jornal SPTV da TV Globo, a via fica pronta no dia 27 de junho. A conclusão dos trabalhos será entre a Rua da Consolação e a Praça Oswaldo Cruz. O trecho da Avenida Bernardino de Campos será entregue no dia 25 de julho.

De acordo com o Secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto, a ciclovia permitirá acesso ao Centro, região do Estádio do Pacaembu, Avenida Brasil, Parque Ibirapuera, além do Metrô Jabaquara. “Para ir pra região central, ele [ciclista] já tem a opção da Rua Vergueiro, e agora vai ter a opção da Rua Frei Caneca. Ele vai ter a opção da continuação da Paulista pela Rua Itápolis chegando até a FAAP ou o estádio do Pacaembu”, informou na época do início das obras.

“Do lado direito, sentido bairro, tem a opção via Haddock Lobo e Bela Cintra conectando à região da Avenida Brasil. E também vai ter uma outra conexão da Pamplona com o parque Ibirapuera. E sem contar aquela conexão que vai no sentido Jabaquara, que nós vamos dar continuidade para chegar até a estação Jabaquara do Metrô”, completou o secretário.

ciclpaul

Fonte: Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô antecipa início da operação na segunda-feira (8)

Na próxima segunda-feira (8), retorno do feriado prolongado de Corpus Christi, o Metrô terá estratégia especial de operação para atender aqueles que retornam para a Capital. A abertura das estações será antecipada para as 4 horas da manhã nas linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha, por onde embarcam os usuários que chegam pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara e Barra Funda. A medida também será adotada na Linha 4-Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro. A Linha 5-Lilás não terá alterações na operação e começará a funcionar no horário habitual, a partir das 4h40.

Na quinta-feira (4), feriado, em função da "Marcha para Jesus", o Metrô reforçará a frota de trens em circulação nas linhas 1, 2 e 3, para atender a demanda dos usuários que irão ao evento. Na Linha 5-lilás a oferta de trens será igual à que circula em um domingo típico.

Na sexta-feira (5), ponte do feriado, e no sábado (6) a oferta de trens em todas as linhas será a habitual.

No domingo (7), a oferta de trens será ampliada nas linhas 1, 2 e 3 para atender aos usuários que participarão do evento "Parada do Orgulho LGBT". Na Linha 5-lilás a circulação dos trens será igual à que circula em um domingo típico.

Para mais informações sobre a rede metroviária, os usuários têm à disposição a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), que atende diariamente, das 5h30 às 23h30. Já a Central de Atendimento da ViaQuatro atende pelo 0800 770 7100 de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22 horas e aos sábados e domingos, das 8 às 18 horas.

Fonte: Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Via Quatro neste feriado

Neste fim de semana prolongado, por conta do feriado de Corpus Christi (04/06), a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] intensificará as obras de modernização e manutenção preventiva em suas linhas e a Via Quatro interditará um trecho da Linha 4-Amarela. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos, alguns trechos serão interrompidos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 4-Amarela [Luz - Butantã]

Quinta: As estações Luz e República da Linha 4 - Amarela permanecerão fechadas neste domingo (26) durante todo o dia para a execução de obras na estação Higienópolis-Mackenzie. Já no trecho entre as estações Paulista e Butantã a circulação dos trens será normal. Assim, a transferência entre a Linha 4 - Amarela e o Metrô só será possível através da estação Consolação da Linha 2-Verde (Vila Prudente - Vila Madalena). Os passageiros que precisarem acessar a estação Luz, poderão fazê-lo pela Linha 1-Azul (Jabaquara - Tucuruvi) e o acesso para a estação República poderá ser feito pela Linha 3-Vermelha (Palmeiras/Barra Funda - Corinthians/Itaquera). 

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h às 11h30, a circulação de trens ficará interrompida entre as estações Pirituba e Perus. Para atender aos usuários, serão disponibilizados ônibus de conexão, As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas nas estações.  O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Luz e Pirituba e 21 minutos entre Perus e Jundiaí.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)


Quarta-feira: das 23h à meia-noite, os serviços ocorrerão no sistema de rede aérea entre as estações Cidade Universitária e Pinheiros. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Quinta-feira: das 23h à meia-noite, os serviços ocorrerão no sistema de rede aérea na região da Estação Cidade Universitária. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.
Sexta-feira: das 23h à meia-noite, os trabalhos estarão concentrados no sistema de rede aérea entre Vila Olímpia e Berrini. O intervalo médio será de 20 minutos em toda a linha.

Domingo: das 9h às 19h, a circulação ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco, em razão de manutenção preventiva na via permanente na região da Estação Osasco. Para completar a viagem, usuário deve utilizar os trens da Linha 8-Diamante.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 8h às 17h, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Guapituba e Rio Grande da Serra. O intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Brás e Mauá e 30 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra.

Linha 11-Coral/Expresso Leste (Luz – Guaianases)

Quinta-feira: das 8h às 20h, haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Corinthians-Itaquera e Guaianases. O intervalo médio será de 30 minutos entre as estações Luz e Guaianases.

Domingo: das 4h às 17h, as intervenções nos equipamentos de via permanente ocorrerão entre Luz e Guaianases O intervalo médio será de 20 minutos entre as estações Luz e Guaianases

Linha 11-Coral/ Extensão (Guaianases – Estudantes)

Quinta-feira: das 4h à meia-noite, haverá obras de infraestrutura da nova Estação Suzano. O intervalo médio será de 35 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes.

Domingo: das 4h às 17h30, a circulação de trens ficará interrompida entre as estações Guaianases e Jundiapeba. Para atender aos usuários serão disponibilizados ônibus de conexão com paradas intermediárias para embarque e desembarque nas estações Antônio Gianetti Neto, Calmon Viana e Suzano.

As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas nas estações. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Jundiapeba e Estudantes.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Quinta-feira: das 4h à meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Itaquaquecetuba e Calmon Viana. O intervalo médio será de 20 minutos no trecho entre Itaquaquecetuba e Calmon Viana.

Domingo: das 4h à meia-noite, os trabalhos no sistema de rede aérea serão retomados entre as estações Itaquaquecetuba e Calmon Viana. O intervalo médio será de 20 minutos no trecho entre Itaquaquecetuba e Calmon Viana. 

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas. Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

A ViaQuatro, concessionária que opera a Linha 4-Amarela, informará os passageiros sobre essa mudança na operação por meio de mensagens nos monitores dos trens e estações, além de banner em destaque no site. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30, ou na Central de Atendimento da concessionária ViaQuatro (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h; sábado e domingo, das 8h às 18h.

Fonte: CPTM e Metrô/SP  

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ferroviários suspendem greve em SP e linhas devem voltar gradativamente

Paralisação afetou quatro das seis linhas de trens nesta terça. CPTM entrou na Justiça pedindo para que greve seja considerada ilegal.

Ferroviários decidiram suspender a greve iniciada na madrugada desta quarta-feira (3) em São Paulo. Quatro das seis linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foram afetadas.

Segundo o  Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, as linhas 7-Rubi e 10-Turquesa voltarão a funcionar gradativamente nesta terça. O Sindicato dos Trabalhadores da Central do Brasil fez assembleia na tarde desta quarta e decidiu normalizar a circulação das linhas 11-Coral e 12-Safira.

Desde o início da manhã, estavam paradas totalmente as linhas 12 Safira (Brás/Calmon Vianna) e 10 Turquesa (Brás/Rio Grande Da Serra). Funcionavam parcialmente, com número reduzido de trens, a 7-Rubi (Luz, Francisco Morato, Jundiaí): entre Barra Funda e Francisco Morato; e 11-Coral (Luz, Guaianases, Estudantes): entre Luz e Guaianases. Funcionavam normalmente a 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi) e 9-Esmeralda.

A CPTM encaminhou ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) pedido de abusividade da greve, aplicação de multa e julgamento de dissídio. Segundo o governo, a paralisação é ilegal porque não atendeu uma liminar que definia o mínimo de 90% do efetivo de maquinistas em horário de pico e de 70% dos trabalhadores das demais atividades em caso de greve.

O desembargador Wilson Fernandes, vice-presidente judicial do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), determinou que se os sindicatos descumprissem a ordem, levariam multa diária de R$ 100 mil.

Em nota, a CPTM afirma que considera "irresponsável" a decisão dos dois sindicatos. "Embora respeite o direito de greve, a CPTM ressalta que a paralisação do sistema prejudicará quase 3 milhões de usuários que utilizam diariamente a rede da CPTM para chegar ao trabalho, a escola, ao médico, a rede hospitalar, entre outros inúmeros compromissos assumidos."

Os engenheiros que trabalham na companhia informaram que a categoria não aceitou a proposta oferecida pela empresa e que está em estado de greve. Ao contrário dos ferroviários, os engenheiros decidiram, porém, continuar trabalhando. Eles vão aguardar nova rodada de negociações no dia 11 de junho.

Negociação
A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e os sindicatos que representam os ferroviários se reuniram nesta terça-feira (2), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), mas não chegaram a um acordo quanto ao reajuste salarial da categoria. A CPTM ofereceu duas propostas.

Esta foi a terceira audiência de conciliação no TRT. Os ferroviários reivindicam 7,89% de reajuste salarial mais 10% de aumento real.  A próxima reunião no TRT está marcada para o dia 11, às 13h.

A companhia propôs reajuste salarial com base no IPC, de 6,6527%, com adicional de 1% e reajuste de 10% sobre os benefícios. A segunda oferta é de reajuste linear de 8,25% sobre salário e benefícios. O conselho de conciliação do TRT sugeriu ainda um reajuste de 6,6527% (IPC) + 1% de reajuste e 15% de aumento nos benefícios.

Durante a reunião, a CPTM chegou a oferecer 8,5% de reajuste salarial e de benefícios, mas, durante o recesso da audiência, a diretoria da empresa foi contra a proposta.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Nova lei incentivará moradias em avenidas com maior oferta de transporte

A Prefeitura entregou nesta terça-feira (02) para a Câmara Municipal o projeto da nova lei de zoneamento. Segundo diretrizes da administração pública, o documento incentivará mais pessoas a morarem em avenidas com maior oferta de transporte.

Segundo o site da prefeitura, a ação visa rever os padrões de uso e ocupação de cada bairro, quarteirão ou lote da cidade. A nova lei permite o comércio em área residencial e libera creches em zonas verdes, além de determinar novos limites para as construções e exigências ambientais. 

Segundo o Prefeito Fernando Haddad, há uma preocupação de que avenidas, hoje, subutilizadas à noite passem a ter atividades de comércio. As zonas estritamente residenciais, a lei abre brecha para pequenos estabelecimentos em corredores.

Mobilidade Urbana
A nova proposta não exige vagas de automóvel para usos residenciais, nem para usos não residenciais em lotes pequenos. Em paralelo, o projeto traz a exigência de número mínimo de vagas de bicicleta, exigência de vestiário para usuários de bicicleta, o alargamento de calçada, além de oferecer incentivos à construção de edifício garagem.

A mudança na lei será discutida em quarenta e quatro audiências públicas e precisa da aprovação de 37 dos 55 vereadores em duas votações.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Governo ameaça cortar ponto e demitir grevistas da CPTM


Secretaria dos Transportes Metropolitanos e companhia vão pedir à  Justiça do Trabalho que decrete a ilegalidade da paralisação 


O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, ameaça cortar ponto dos funcionários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que estão parados nesta quarta-feira, 3. O governo de São Paulo vai pedir à  Justiça do Trabalho que decrete a ilegalidade da greve para até o fim do dia tentar retomar o funcionamento dos ramais.  

Caso a justiça acate o pedido de considerar a greve ilegal, a CPTM vai, segundo o secretário, até demitir funcionários de sindicatos que pararam e cobrar uma multa de R$ 100 mil das entidades que representam os trabalhadores.

Segundo ele, a CPTM tem 9 mil funcionários, que se revezam em três turnos durante as 24 horas do dia - 500 aderiram à paralisação na manhã desta quarta-feira.

Pelissioni defendeu a proposta feita pela CPTM e criticou a decisão dos sindicatos de parar. "Em tempos de crise econômica e desemprego, é complicado atender todos os pedidos, mas estamos fazendo todos os esforços", afirmou. "Vamos cortar pontos, mas esperamos que isso não seja preciso", disse.

No ano passado, o ex-secretário Jurandir Fernandes adotou a mesma política com os funcionários do Metrô que pararam por cinco dias.

Negociações
Pelissioni disse que a queda de arrecadação causada por dificuldades financeiras influencia a negociação com os sindicatos dos ferroviários. "Além da reposição inflacionária, a Justiça do Trabalho sugeriu que os funcionários tivessem ganho de 1,5% (por produtividade). O governo concordou. Nesse momento de desemprego de muitos setores, é uma proposta bastante positiva diante do quadro em que vivemos", disse.

Em nota, a CPTM disse que considera a paralisação "irresponsável". "A decisão vai contra a recomendação da Justiça de continuar as negociações sem paralisação dos serviços até o próximo dia 11 de junho, quando haverá nova reunião no Tribunal Regional do Trabalho", informou o texto.

O Tribunal Regional do Trabalho da 2.ª Região (TRT-2) fez na tarde desta terça-feira a terceira audiência de conciliação entre a CPTM e quatro sindicatos de trabalhadores. O encontro terminou com duas novas propostas feitas pela empresa: a primeira de reajuste salarial com base no Índice de Preços ao Consumidor (IPC/Fipe) mais 1% por produtividade - total de 7,72% - e 10% de reajuste para os demais benefícios (vale-refeição, vale-alimentação e auxílio-maternidade). A segunda, de 8,25% de reajuste linear (para salário e benefícios). A categoria reivindica 7,89% de reajuste mais 10% de aumento real.

Uma nova assembleia dos ferroviários está marcada para as 14 horas desta quarta-feira, quando os sindicatos vão avaliar uma eventual nova proposta da empresa e decidir se continuam com a paralisação.

Fonte: Estadão

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM aciona Justiça e pede que greve de ferroviários seja considerada ilegal

Estação Franco da Rocha da CPTM, linha 7-Rubi, amanhece fechada devido à greve dos ferroviários, em Franco da Rocha (SP). A categoria decidiu em assembleias paralisar 4 das 6 linhas da CPTM, em reivindicação a 7,89% de reajuste (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão Conteúdo)

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) informou no fim da manhã desta quarta-feira (3) que entrou com pedido na Justiça do Trabalho para que a greve dos ferroviários seja considerada ilegal. Os funcionários da CPTM paralisam parcialmente as linhas 7 e 11, e totalmente as linhas 10 e 12, desde a madrugada na capital paulista a cidades da Grande São Paulo.

O Tribunal Regional de Justiça (TRT) disse, por meio da assessoria de imprensa, que até o começo da tarde não havia recebido o pedido da CPTM. A companhia afirmou que pediu abusividade da greve, aplicação de multa e julgamento de dissídio.

Segundo a CPTM, a paralisação é ilegal porque não atendeu uma liminar que definia o mínimo de 90% do efetivo de maquinistas em horário de pico e de 70% dos trabalhadores das demais atividades em caso de greve.

A companhia no entanto, não informou se vai descontar o dia parado na folha de pagamento, mas busca na Justiça retomar a circulação de todas as linhas ainda nesta quarta-feira.

Depredação
Quem depende dos trens da CPTM na capital e Grande São Paulo para ir ao trabalho ou a escola reclamou da greve. Em protesto contra a paralisação, passageiros depredaram a estação Francisco Morato, na Linha 7- Rubi.

Reivindicações
Os ferroviários reivindicam 7,89% de reajuste salarial mais 10% de aumento real. A próxima reunião no TRT está marcada para o dia 11, às 13h. Já a CPTM propôs reajuste salarial com base no IPC, de 6,6527%, com adicional de 1% e reajuste de 10% sobre os benefícios. A segunda oferta é de reajuste linear de 8,25% sobre salário e benefícios.

Estação Francisco Morato da CPTM (Foto: Carolina Dantas/G1)Estação Francisco Morato, da CPTM, após ser depredada durante greve (Foto: Carolina Dantas/G1)

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários: