Linha 1 Azul do Metrô tem lentidão nesta segunda-feira (31)

Passageiros da Linha 1-Azul do Metrô enfrentam problemas no final de tarde desta segunda-feira, 31 de Agosto. De acordo com o site da Companhia, uma interferência na via prejudicava a circulação dos trens em toda a extensão, e as composições circulam com velocidade reduzida e maior tempo de parada. 

O metrô informou que uma “falha na sinalização de via, gera interferência em toda a Linha 1-Azul. Por questões de segurança, a circulação dos trens é feita em velocidade reduzida”.

A situação foi normalizada as 18h02. A empresa informou também que equipes de manutenção atuaram para sanar o problema.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Edital de trens da Linha 13-Jade da CPTM sai em Setembro

O Governo de São Paulo deve lançar no mês de setembro um edital de licitação para compra de 8 composições para a operação da Linha 13-Jade da CPTM. O anúncio foi feito pelo Secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni.


“O edital dos trens deve ser licitado agora no mês de setembro. São oito trens novos que serão adquiridos”, afirmou. Segundo o secretário, os trens terão um modelo diferenciado dos demais e terão bagageiro.

Obras
Segundo o Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, as obras civis da nova linha devem ser concluídas no começo de 2017. Porém a administração estadual estima entregar o trem para operação apenas no final de 2017.

O Governador reclamou ainda da falta de recursos por parte do Governo Federal. “Temos R$ 250 milhões do PAC, mas não recebemos nenhum centavo. Então nós estamos tocando as obras exclusivamente com recursos do governo do estado”, afirmou.

Os anuncios tanto do governador quanto do secretário foram dados durante inauguração de um corredor de ônibus em Guarulhos.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Alckmin nega congelamento das obras de monotrilhos

O Governador Geraldo Alckmin negou a informação que havia paralisação de obras das linhas 15 – prata e 17-ouro: “Não há nenhum congelamento. Estamos com mais de 2.000 pessoas trabalhando. Isso é má informação”, disse, em evento em Cuiabá.

As duas linhas são “importantíssimas”, segundo o governador. “A linha 15, que vai até a zona leste, está toda em obras, com mais de 1.000 pessoas trabalhando; a linha 17, que é a do aeroporto de Congonhas, que está também toda em obras; e vamos começar a terceira linha, que é a 18, e vai para o ABC”, afirmou.

De acordo com Alckmin, bairros como Paraisópolis e Cidades Tiradentes serão atendidos pelo modal de transportes. “A primeira etapa da zona leste é de Vila Prudente até São Mateus. Depois chegará até Cidade Tiradentes. E também chegará até Paraisópolis.”. O governador não disse prazos para que as obras cheguem nestes bairros.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

São Paulo estuda instalar 160 estações de transferência para ônibus

Foto: Fernando Pereira / SECOM

A prefeitura de São Paulo estuda um novo modelo de parada de ônibus visando a integração das linhas, afim de criar uma rede de conexão. As paradas ficariam próximas as esquinas. Os pontos podem ser identificados pelas letras A, B, C e D, além da instalação de demarcações nas calçadas para auxiliar os passageiros. O projeto prevê 160 pontos de conexão.

O conceito é seguir o padrão de conectividade do Metrô, onde as paradas terão nomes alusivos ao local, inclusive com a instalação de totens maiores com mapas e relações de linhas que atendem ao local.
As novas paradas seguem a tendência dos serviços de Bus Rapid Transit (BRT) e Bus Rapid Service (BRS), com exceção de que o pagamento da passagem e integração continuara sendo feito por meio do Bilhete Único.

O projeto vem em um momento em que a administração do prefeito Fernando Haddad licita o novo sistema de transporte, onde é previsto que 30% das 1 mil 387 linhas de ônibus na cidade sejam alteradas ou canceladas. A medida deve trazer maior agilidade ao transporte, mas também aumentar o número de baldeações por parte dos usuários, justificando a implantação das novas estações de transferência.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve de ônibus em São Paulo descartada. Empresas podem parar dia 8

A ameaça de greve para esta terça-feira, 1º de Setembro, esta afastada segundo publicação do Blog Ponto de Ônibus, do jornalista Adamo Bazani. A publicação da conta de que uma reunião entre os empresários e o secretário Municipal de Transportes Jilmar Tatto, terminou a pouco.

A prefeitura pediu mais uma semana para analisar a reivindicação. Os empresários pedem reajustes nos contratos de 11,82%. A prefeitura havia anunciado na semana passada que o reajuste seria de 6,28%.

A paralisação afetaria o sistema local, na sua maioria em linhas dos bairros que atendem a aproximadamente 3 milhões de pessoas diariamente. Quase 6 mil ônibus cobrem estes trajetos.  Uma nova ameaça de greve esta marcada para o dia 8 de Setembro, caso as negociações não avancem.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Esclarecendo sobre Monotrilho em Cidade Tiradentes e Paraisópolis

Nesta quinta-feira (27), após uma reportagem do Jornal SPTV, da TV Globo, o âncora Cesar Tralli disse que em conversa com o secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, que o monotrilho da Linha 15-Prata não “iria mais até a Cidade Tiradentes”, e iria parar na Estação Iguatemi. Também o “corte” seria feito na Linha 17-Ouro que ficaria apenas no trecho que esta sendo construído, entre o Aeroporto de Congonhas e a estação Morumbi, excluindo as ligações do Jabaquara e de Paraisópolis, até a estação São Paulo Morumbi.

Imediatamente a informação viralizou nas redes sociais, e alguns blogs até chegaram a noticiar o corte. Mas, a assessoria do metrô tratou de corrigir a informação, e que as extensões apenas não serão priorizadas, o que não significa que os trechos não serão construídos. Na verdade, não existe nenhuma novidade, já que as obras não começaram nestas regiões.

A prioridade, segundo a Secretaria de Transportes Metropolitanos, será “concluir os trechos que já possuem obras avançadas antes de abrir novas frentes de trabalho”.

No caso da Linha 15-Prata, o entrave na extensão até a Cidade Tiradentes esta na duplicação da da av. Ragueb Chohfi, que carece de uma parceria com a prefeitura. Já na Linha 17-ouro, os problemas estão nas duas pontas. Do lado do Jabaquara, uma comunidade esta instalada por onde foi projetado o monotrilho. Do outro lado, há impasses ambientais de um empreendimento do Panamby.

Confira nota da STM na íntegra:
“A Secretaria dos Transportes Metropolitanos informa que, sobre os projetos dos monotrilhos das linhas 15- Prata e 17-Ouro, a prioridade é concluir os trechos que já possuem obras avançadas antes de abrir novas frentes de trabalho. Os trechos prioritários são a ligação do Aeroporto de Congonhas até o Morumbi (integração com a Linha 9 da CPTM) na Linha 17 e Vila Prudente a Iguatemi na Linha 15. Nos demais trechos, estão sendo equacionadas as questões referentes às ampliações viárias com a Prefeitura de São Paulo, levantamento de reassentamentos e desapropriações necessárias para o prosseguimento das obras, licenciamentos ambientais e novas fontes de financiamento”

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Gestão Alckmin não vai priorizar monotrilho nos extremos da cidade

17 das 36 estações foram congeladas, como Paraisópolis. Secretaria não informa quantidade de quilômetros suspensos.

A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu congelar a construção de 17 das 36 estações de monotrilho previstas para as linhas 17-Ouro, que está sendo construída na Zona Sul de São Paulo, e da Linha 15-Prata, na Zona Leste.

Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, “a prioridade é concluir os trechos que já possuem obras avançadas antes de abrir novas frentes de trabalho”. Diz ainda que, nas áreas que não serão atendidas agora, estão sendo equacionadas questões como ampliações viárias, reassentamentos e desapropriações. (veja abaixo resposta da Secretaria na íntegra) 

Questionada, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos não informou quantos dos 44,3 km anunciados ficam comprometidos com essa decisão.

Na Linha 17-Ouro, anunciada como serviço que atenderia o bairro de Paraisópolis, mas que não vai mais cruzar o Rio Pinheiros, são pelo menos 9,9 km congelados, segundo informações disponíveis no site do Metrô. A obra terá agora 7,7 km dos cerca de 17,7 km prometidos e ficará restrita ao trecho entre o Aeroporto de Congonhas e a Marginal Pinheiros.

A linha também vai perder o trecho que ligaria o aeroporto até a Estação Jabaquara, onde faria conexão com a Linha 1-Azul do Metrô.

A linha foi anunciada quando ainda se discutia o uso do Estádio do Morumbi para a Copa do Mundo de 2014. Ela chegou a ser prometida para 2013, mas só deve ficar pronta em 2017 e com extensão menor que a prevista.

Ficam de fora até segunda ordem as estações Panamby, Paraisópolis, Américo Mourano, Estádio do Morumbi, São Paulo-Morumbi, Jabaquara, Hospital Sabóia, Cidade Leonor, Vila Babilônia e Vila Paulista.

Zona Leste
Já a Linha 15-Prata seria a substituição do antigo Expresso Tiradentes. O chamado “Fura Fila”, projetado nos anos 90 para ir até o extremo leste, foi redesenhado depois para ser um serviço de ônibus elevado ligando o Centro à Vila Prudente. De lá, seguiria em sistema de monotrilho até Cidade Tiradentes.

Em 2013, o G1 mostrou que já havia um impasse na obra em razão de o trajeto prever a construção dos pilares do monotrilho na Avenida Ragueb Chohfi, via comercial e estreita e que é um dos principais acessos à região de Cidade Tiradentes. O impasse se dava em relação às inúmeras desapropriações previstas para a área.

Agora, a Secretaria de Transportes Metropolitanos decidiu congelar sete estações da linha 15:  Jequiriçá, Jacu-Pêssego, Érico Semer, Marcio Beck, Cidade Tiradentes e Hospital Cidade Tiradentes. Além dessas, a conexão com a Estação Ipiranga, da Linha 10-Turquesa, de 2,2 km, na outra ponta da linha.

A quilometragem total que não será priorizada neste momento não foi informada pela secretaria. A previsão inicial era que o monotrilho tivesse, no total, 26,6 km.

Secretaria
"A Secretaria dos Transportes Metropolitanos informa que, sobre os projetos dos monotrilhos das linhas 15- Prata e 17-Ouro, a prioridade é concluir os trechos que já possuem obras avançadas antes de abrir novas frentes de trabalho. Os trechos prioritários são a ligação do Aeroporto de Congonhas até o Morumbi (integração com a Linha 9 da CPTM) na Linha 17 e Vila Prudente a Iguatemi na Linha 15.

Nos demais trechos, estão sendo equacionadas as questões referentes às ampliações viárias com a Prefeitura de São Paulo, levantamento de reassentamentos e desapropriações necessárias para o prosseguimento das obras, licenciamentos ambientais e novas fontes de financiamento."

Linha Bronze
Há exatamente um ano o governo do estado assinou o contrato para construir a Linha Bronze do monotrilho, que vai ligar o ABC à Zona Leste da Capital. Mas, até agora, não tem nem sinal de obra. O governo diz que ainda espera pelo dinheiro do governo federal para iniciar a construção.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

São Paulo pode ter greve de ônibus na próxima terça (1º), diz Blog

De acordo com o blog da jornalista Sonia Racy, do Estado de São Paulo, a cidade de São Paulo pode enfrentar greve de ônibus na próxima terça-feira, 1º. Empresários do setor que corresponde a 40% da frota, devem se reunir hoje para decidir ou não pela greve, segundo a publicação.

O motivo seria a informação dada pelo secretário municipal dos transportes, Jilmar Tatto, em uma reunião na última segunda, onde disse que a Prefeitura não vai cumprir o compromisso de reajuste de 11% na renovação dos contratos. A correção ficará em 6,5%.

O texto diz ainda que Tatto atribui a culpa na queda da arrecadação, e que grupo de empresários já chegou a pedir 21% e que com este percentual proposto, é impossível colocar a frota na rua.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Falha afeta Linha 11-Coral nesta sexta-feira (28)

Passageiros que utilizam a Linha 11-Coral no trecho do Expresso Leste, entre Guaianazes e Luz enfrentam problemas na manhã desta sexta-feira, 28 de Agosto. De acordo com a CPTM, uma falha em um equipamento de via atrasa a viagem, e os trens operam com velocidade reduzida e maior tempo de parada.

O perfil @Linha11CoralGD no twitter chegou a informar que um principio de incêndio havia ocorrido nas proximidades da estação José Bonifácio.

Mais tarde, a lentidão se estendeu por toda a extensão da Linha 11, de Estudantes até o centro da Capital.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

​Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM neste final de semana (29 e 30 de agosto)


Neste fim de semana, 29 e 30 de agosto, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem: 

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Sábado: das 21h até o fim da operação comercial, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Piqueri e Pirituba. Por esse motivo, os trens com destino à Estação da Luz não obedecerão parada na Estação Piqueri. O intervalo médio será de 12 minutos em toda a linha. 

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Perus e Caieiras. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Luz e Pirituba, e 30 minutos entre Pirituba e Francisco Morato. 

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: a partir das 23h até o final da operação comercial ocorrerão intervenções no sistema de sinalização entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa. O intervalo médio será de 15 minutos em toda a linha. 

Domingo: das 4h à meia-noite, serão feitos serviços no sistema de rede aérea entre as estações Presidente Altino e Carapicuíba. 

Das 9h às 19h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Barueri e Jandira. Nesse horário, o intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Júlio Prestes e Barueri, e 20 minutos entre Barueri e Itapevi. Nos demais horários (das 4h às 9h e das 19h à 0h), o intervalo será de 10 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi. 

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino, em razão de serviços no sistema de rede aérea. Para prosseguir viagem, os usuários deverão utilizar os trens da Linha 8-Diamante. Das 4h às 23h, o intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Presidente Altino e Grajaú.

A partir das 23h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Santo Amaro e Jurubatuba e o intervalo médio será de 20 minutos. 

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 8h às 17h, haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. O intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Brás e Mauá, e 20 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra. 

Linha 11-Coral/ Expresso Leste (Luz – Guaianases)

Domingo: das 7h às 20h, serão feitos serviços de infraestrutura na Estação da Luz. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Luz e Guaianases, das 4h à meia-noite. 

Linha 11-Coral/ Extensão (Guaianases – Estudantes)

Domingo: das 7h à meia-noite, haverá as obras da nova Estação Suzano. O intervalo médio entre as estações Guaianases e Estudantes será de 22 minutos, das 7h às 21h.  A partir das 21h, o intervalo médio será de 30 minutos.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Das 21h de sábado até a meia-noite de domingo, haverá obras de modernização nos sistemas de rede aérea e sinalização nas imediações da Estação USP Leste, e no sistema de rede aérea entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. O intervalo médio será de 35 minutos em toda a linha. 

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Expresso Leste chega em Mogi em 2016, diz Alckmin

Foto: A2img / Eduardo Saraiva

Após a inauguração da Estação ferraz de Vasconselos, o Governador Geraldo Alckmin informou um novo cronograma para o serviço do Expresso Leste chegar até os municípios de Alto Tietê: 2016.

Segundo o Governador, a Linha 11-Coral deve receber 15 novos trens, o que tornará possível a operação do Expresso Leste até a Estação Estudantes, em Mogi das Cruzes. A Administração estadual afirma que para tornar viável a medida, será necessário que Mogi elimine as passagens de nível.

“Fizemos a maior compra da história do Estado. As composições são mais modernas, com motorização maior, mais rápidas, com vagão contínuo, ar-condicionado e câmera de vídeo. Cada trem tem oito carros, então são 520 carros novos para a população”, disse Alckmin a respeito dos 65 novos trens adquiridos.

Na teoria, com a ampliação do serviço até Mogi, os passageiros não precisarão mais trocar de trem na estação Guaianazes, a não ser que a linha tenha o chamado “Loop Operacional”, ou seja, serviços que atendem aos trechos de maiores movimentos. 

Estação Suzano
O Governador promete também entregar a nova estação de Suzano em 15 de janeiro de 2016. Além disso o Estado deve retomar as obras de reforma da estação de Poá a partir de setembro, com previsão de conclusão em 18 meses.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

​Nova Estação Ferraz de Vasconcelos é entregue à população

A partir desta quinta-feira, a nova estação abrirá no horário de operação da CPTM, das 4h à meia-noite, e a provisória será desativada.

O governador Geraldo Alckmin entregou nesta quarta-feira, 26/08, a nova Estação Ferraz de Vasconcelos, na Linha 11-Coral (Luz – Estudantes), da CPTM. Com investimentos de R$ 41,8 milhões, a nova unidade tem 4.800 m² de área construída e está equipada com três elevadores e sete escadas rolantes, proporcionando mais conforto e segurança para os usuários.
 
Dotada de todos os itens de acessibilidade, como elevadores, comunicação em Braille, corrimãos e rampas adequadas, piso e rota táteis, a nova estação também dispõe de banheiros públicos comuns e exclusivos para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

A estação está dimensionada para atender com conforto o aumento futuro da demanda de passageiros. Diariamente, embarcam nessa estação cerca de 20 mil usuários e a previsão é de que nos próximos anos chegue a 31,5 mil usuários por dia útil.
 ​
A estrutura do novo prédio conta com plataformas cobertas, que utilizam telhas translúcidas para permitir o aproveitamento da iluminação natural, gerando economia de energia elétrica. O local também tem sistema de captação de água da chuva, que após tratamento, é utilizada na limpeza e banheiros da estação. A comunicação visual moderna facilita o deslocamento dos usuários no interior do edifício, que também terá lixeiras para descarte de lixo comum e reciclável.
 
Para acessar a plataforma, o usuário dispõe de três escadas rolantes, duas fixas, além de um elevador destinado prioritariamente às pessoas com mobilidade reduzida. Outro benefício para a população é a passarela de acesso à estação, que permite a transposição da ferrovia, pela área não paga, e que permanecerá aberta 24 horas. A estação conta com dois acessos: um pela Praça da Bíblia e outro pela Praça da Independência. Cada acesso conta com duas escadas rolantes, uma fixa e um elevador.
 
Essas duas praças também foram reurbanizadas pela CPTM, bem como o viário do entorno. O local ganhou novo paisagismo, revitalizando o centro. A estação oferece bicicletário com capacidade para 136 vagas abertas ao público.

Fonte: CPTM
 



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Expresso de Trens da CPTM será substituído por serviço Intercidades

O fato que tomou conta do noticiário sobre mobilidade nesta terça-feira (25) em jornais, com grande repercussão nas redes sociais e fóruns especializados foi o arquivamento de 32 propostas de Parcerias Público Privados, das quais nove estão sob o guarda-chuva da secretaria de Transportes Metropolitanos.

Entre os serviços estão os projetos de trem expresso planejado pela CPTM: Expresso ABC, o Expresso Bandeirantes e o Expresso Jundiaí. De acordo com nota do Governo Estadual, os três projetos citados “foram arquivadas por concorrer com a proposta de Trens Intercidades, que foi aprovada e terá estudos aprofundados”.

Segundo ainda o Governo do Estado, os demais projetos como as linhas 19 e 20 do Metrô não estão excluindo, mas serão revistos, “cuja execução pode ser feita de forma mais eficiente e menos onerosa para o contribuinte”.

A respeito do Trem Intercidades, o projeto foi anunciado ainda na gestão do ex-governador José Serra, e ganhou força na gestão do ex-secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, nomeado pelo atual Governador Geraldo Alckmin.

Em 2014, Jurandir disse que empasses entre o Governo Estadual e a prefeitura de Campinas acabaram por atrasar o projeto. “jogamos na lata do lixo 5 anos por fatos como a prefeitura de Campinas que só queria o TAV (Trem bala). Quando Geraldo Alckmin assumiu, a nossa proposta era fazer um trem regional complementar ao TAV. Apareceu um grupo que topou pegar tudo, só que o projeto deles não era o mesmo do nosso.” – disse o ex-secretário.

Em contato com a CPTM, a companhia disse que o projeto foi apresentada para o Governo Estadual pelas empresas BTG Pactual e EDLP – Estação da Luz Participações, e contempla a construção de infraestrutura, implantação de equipamentos e sistemas e compra de material rodante (trens) para operar uma rede integrada, abrangendo Sorocaba, São Paulo, Baixada Santista, Campinas e Taubaté.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

VLT pichado em Santos é restaurado e volta a operar nesta terça-feira

Vândalos picharam VLT parado na estação Pinheiro Machado, em Santos (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Os vagões do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que foram alvo de vândalos na madrugada desta segunda-feira (24), em Santos, no litoral de São Paulo, foram limpos e voltaram a circular nesta terça-feira (25).

De acordo com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), cerca de 10 pessoas dominaram um dos guardas que realizava a segurança patrimonial na estação Pinheiro Machado e realizaram a pichação. A empresa foi à Polícia Civil e fez um boletim de ocorrência.

Os vagões limpos e restaurados do VLT, que opera em fase de testes, voltará a funcionar nesta terça-feira, das 11h às 14h.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Nove PPPs de Linhas metroferroviarias sofrerão ajustes em SP

O Governo do Estado de São Paulo descartou pelo menos 32 projetos de Parcerias Público-Privadas (PPPs), sendo parte deles correspondentes linhas de Metrô e trem.

De acordo com o conselho gestor, “lições aprendidas” nos 11 anos de existência do programa de PPPs demonstraram “a necessidade de um regramento mais preciso” com relação às “etapas da tramitação das propostas”, “definição mais clara quanto as competências e responsabilidades” dos órgãos envolvidos, “transparência sobre as etapas do procedimento”, “interação entre as secretarias” envolvidas nos estudos, “necessidade de inovação para permitir melhorias na realização e aprofundamento dos estudos”.

O Governo estadual diz que, “não está excluindo projetos, mas ideias de empresas ou consórcios privados que não são prioritárias para o Estado ou cuja execução pode ser feita de forma mais eficiente e menos onerosa para o contribuinte”. O Governo Paulista diz ainda que “o Conselho Gestor de PPP pedirá que sejam submetidas propostas atualizadas, em face da mudança do cenário econômico e regulatório”.

Entre as propostas que sofrerão ajustes estão:

Metrô
– Linha 19-Celeste (Guarulhos – Campo Belo);
– Linha 20-Rosa (Lapa – Moema);
– Construção, operação, manutenção e adequação da Linha 2 do Metrô;
No caso das linhas 19 e 20, a decisão foi tomada “em face do cenário de restrição orçamentária vigente”, uma vez que o governo teria de aplicar dinheiro de contraprestação nos próximos anos.

Monotrilho
– Implementação de linha de Metrô monotrilho interligando os bairros de Santo Amaro, Jardim Ângela e Capão Redondo;
– Monotrilho ligando Portuguesa-Tietê ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos;

CPTM
– Modernização da Linha 7-Rubi da CPTM;
– Expresso ABC (Trem expresso na Linha 10-Turquesa);
– Expresso Bandeirantes;
– Expresso Jundiaí;

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô divulga vídeo com andamento das obras

O metrô de São Paulo voltou a disponibilizar imagens do andamento das obras metroviárias. Foram divulgadas vídeos das construções das Linhas 5-Lilás, 15-Prata e 17-Ouro. Ficou de fora as obras da Linha 4-Amarela, que devem ser retomadas no ano que vem (leia aqui), após o rompimento de contrato entre o Governo Estadual e o consórcio ganhador da licitação.

As novas estações devem ser entregues a partir de 2017. Acompanhe:









Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 7 Rubi da CPTM opera com problemas nesta segunda-feira (24)

Imagem de Carolyna Queiroz

Passageiros da Linha 7-Rubi da CPTM enfrentaram problemas na manhã desta segunda-feira, 24 de Agosto. Por conta de defeito no sistema de energia, os trens circularam com velocidade reduzida e maior tempo de parada em toda a extensão da linha, da Luz até Jundiaí, passando por Francisco Morato. O problema teve início por volta das 6h da manhã.

Passageiros caminharam nos trilhos, segundo relatos das redes sociais. De acordo com a CPTM, algumas estações tiveram acesso aos bloqueios reduzidos por “ser necessário controlar a entrada de usuários temporariamente para segurança de todos nas plataformas. Ônibus do sistema PAESE foram ativados para cobrir a região até por volta das 8h00. 

De acordo com o o gerente de relacionamento da CPTM, Sergio de Carvalho Junior, em entrevista à radio Estadão, uma queda de rede de energia nas imediações da estação caieiras acarretou no problema. Os trens operaram em única via entre Caieira e Perus. Às 9h25 o intervalo da Linha 7-Rubi era de 17 minutos.

A situação foi normalizada por volta do meio dia. A CPTM disponibilizou um comunicado de ocorrência, que pode ser acessado neste link.

Fonte: Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Metrô neste final de semana (22 e 23 de agosto)

Neste fim de semana, 22 e 23 de agosto, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas e o Metrô interditará a Linha 5-Lilás. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos, alguns trechos serão interrompidos. Confira a programação e antecipe sua viagem.

Linha 5-Lilás (Capão Redondo - Adolfo Pinheiro)

No próximo domingo (23), todas as estações da Linha 5 - Lilás ficarão fechadas ao público das 4h40 às 9 horas. A mudança acontece para que possam ser executados serviços de manutenção programada na rede aérea de alimentação elétrica dos trens. A atividade terá início durante a madrugada, logo após o encerramento da operação comercial do sábado, e deverá se estender até o início da manhã do domingo.

Enquanto as estações da Linha 5-Lilás estiverem fechadas, os usuários serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) da SPTrans, que circularão ininterruptamente entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários provenientes da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pelo sistema PAESE.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização do sistema de rede aérea entre as estações Pirituba e Francisco Morato. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Luz e Pirituba e 30 minutos entre Pirituba e Francisco Morato. 

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi – Amador Bueno)

Sábado: a partir das 23h até o fim da operação comercial, haverá serviços nos equipamentos de sinalização nas proximidades da Estação Barueri. O intervalo médio será de 12 minutos em toda a linha. 

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Barueri e Itapevi. 

Das 9h às 19h, os serviços ocorrerão nos equipamentos de via permanente entre as estações Domingos de Moraes e Imperatriz Leopoldina. 

Das 10h às 15h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Lapa e Imperatriz Leopoldina.

A partir das 23h30, as intervenções serão no sistema de sinalização entre as estações Engenheiro Cardoso e Itapevi. 

O intervalo médio, entre 9h e 19h, será de 16 minutos entre as estações Júlio Prestes e Barueri e 32 minutos entre Barueri e Itapevi. Nos demais horários, o intervalo será de 10 minutos entre as estações Júlio Prestes e Barueri e 30 minutos entre Barueri e Itapevi. 

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 8h às 18h, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Guapituba e Ribeirão Pires. O intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Brás e Mauá e 30 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado: das 21h até o fim da operação comercial, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea nas imediações da Estação Aracaré. No mesmo horário, também serão realizadas intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Engenheiro Goulart e USP Leste. O intervalo médio será de 35 minutos em toda a linha. 

Domingo: das 4h às 12h, prosseguirão as obras de modernização do sistema de rede aérea nas proximidades da Estação Aracaré e no trecho entre as estações Engenheiro Goulart e USP Leste. O intervalo médio será de 35 minutos em toda a linha. 

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.


Para informar sobre a alteração na operação dessa linha, a partir de sábado, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens e colocará cartazes nas estações da Linha 5 -Lilás. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Fonte: Metrô SP/CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Passageiro de ônibus poderá ter passagem ressarcida por mau serviço

O novo sistema de transporte na cidade de São Paulo que deverá ser licitado em breve, e que esta na fase de consulta publica, poderá penalizar as empresas de ônibus que não cumprir viagens programadas, e até ressarcir passageiros que se sentirem lesados.

Quem diz isto é o Secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto, em audiência do CMTT – Conselho Municipal de Trânsito e Transportes.

Uma das forma de penalizar o empresário de ônibus seria a redução no valor dos repasses, aplicada através de multas podendo chegar até 40% do valor a receber. Por outro lado, a prefeitura estuda também formas de premiar as inovações nos serviços prestados.

A respeito da devolução do valor da tarifa ao munícipe, a prefeitura deve estudar uma solução tecnológica. Tatto diz ainda que um CCO – Centro de Controle Operacional exigido na licitação, deve fiscalizar a operação dos coletivos. 

Fonte: Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ministro dos Transportes defende projeto de trem regional

O ministro dos transportes, Antônio Carlos Rodrigues, disse na última terça, 18, em Brasília, que o Governo Federal pretende ajudar o Governo do Estado de São Paulo no que for de seu alcance com relação ao projeto do trem regional que ligará São Paulo a Sorocaba. A reunião foi marcada pela deputada estadual Maria Lúcia Amary em nome da Frente Parlamentar em Defesa da Malha Ferroviária da Assembleia Legislativa, da qual a deputada é vice-coordenadora.

“Estamos à disposição para ajudar o Estado naquilo que estiver ao nosso alcance. Precisamos apenas de um ponto de contato no Governo do Estado para que os nossos técnicos resolvam as pendências ou entraves com os técnicos paulistas”, disse o ministro.

Além deste tema, a deputada solicitou ao minsitro que o Governo Federal invista na malha ferroviária paulista. “Temos uma série de trechos de ferrovia que estão abandonados ou que não sofrem a manutenção adequada, o que tem causado a deterioração desse patrimônio público. Por isso, precisamos de investimentos para fazer essa malha ferroviária ativa”, disse a deputada.

Em contato com a CPTM, a empresa disse que atualmente, o projeto de trens regionais do estado de São Paulo encontra-se em análise, pelo Conselho Gestor das PPP’s (Parcerias Público Privada), que foi apresentada para o Governo Estadual pelas empresas BTG Pactual e EDLP – Estação da Luz Participações. 

O projeto contempla a construção de infraestrutura, implantação de equipamentos e sistemas e compra de material rodante (trens) para operar uma rede integrada de linhas de trens, abrangendo o trem que ligará não só Sorocaba a São Paulo, como também as linhas que ligarão São Paulo a Baixada Santista, Campinas e Taubaté.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras da Linha 4 recomeçam em 2016

O secretário estadual dos transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, informou ao portal G1 nesta terça, 18, que as obras da linha 4- amarela, que foram paralisadas, devem ser retomadas somente em 2016.

“Nós já concluímos toda a auditoria do que foi feito, teve que fazer uma auditoria minuciosa das obras que foram realizadas. Estamos concluindo a valoração, o orçamento e pretendemos entre o final de agosto e começo de setembro entregar todos os itens: os orçamentos, o quantitativo, o edital já em inglês para o Banco Mundial”, afirmou o secretário, que se reuniu com o gerente de projetos do BIRD ontem, 17.

Pelissioni disse que o novo edital deve ser entregue em setembro para publicação e as obras devem ser retomadas no início de 2016. O secretário disse ainda que está em conversa com o Banco Mundial para que seja pulada a parte de pré qualificação anterior devido os atrasos.

Estarão no edital a licitação para as obras das estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Permissão para bikes nos trens da CPTM em dias de semana começa nesta quarta

Bicicletas estão liberadas após às 20h30; antes era só final de semana. Segundo a CPTM, abertura é consequência do aumento de usuários. 

A partir desta quarta-feira (19), os usuários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) estarão liberados para levar suas bicicletas nos vagões também durante a semana - de segunda a sexta, após às 20h30.

A companhia leva em consideração a experiência dos últimos sete anos. Nos finais de semana, a partir das 14h de sábado até o encerramento da operação de domingo, já é permitido o embarque das bikes. São permitidas quatro bicicletas por viagem, embarcadas no último carro de cada trem.

Segundo a CPTM, a abertura para a noite do decorrer da semana é consequência do aumento da demanda dos usuários - em 2007, com a liberação apenas nos finais de semana e feriados, foram embarcadas 15.090 bicicletas; e em 2014, foram registradas 57.828 e, no primeiro semestre deste ano, 31.663 bikes entraram nos trens.

A Linha 9-Esmeralda é a mais requisitada pelos ciclistas, maioria atraída pela ciclovia Rio Pinheiros, que é próxima à linha. Desde a abertura nos finais de semana, a linha recebeu 126.340 bicicletas, seguida pela linha 10-Turquesa com 73.355 embarques de bikes e, pela linha 12-Safira, com 55.708.

Atualmente, são 28 biclicletários distribuídos em estações das seis linhas, com mais de 7 mil vagas. São cerca de 20 mil ciclistas cadastrados nesses pontos. Todos os bicicletários são gratuitos, exceto a unidade de Mauá, administrada pela Ascobike, que cobra mensalidade de R$ 20 dos sócios e R$ 2 a diária para eventuais usuários.

Para ter acesso a todas as normas para utilizar sua bicicleta nos trens da CPTM, veja o regulamento completo aqui.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Novo sistema de sinalização da Linha 5 vai operar em dezembro

Foto: Site “Metrô-CPTM

A empresa Bombardier deve concluir a instalação do novo sistema de sinalização, o CBTC (sigla em inglês para Controle de Trens Baseado em Comunicação), na Linha 5-Lílas em dezembro. A informação foi revelada em reportagem do Jornal “O Estado de São Paulo“, que também relatou que 15 novos trens da frota P aguardam no Pátio Capão Redondo até que a nova tecnologia entre em operação.

O primeiro trem foi entregue no final de 2013. Segundo menciona a reportagem, quando iniciar a operação comercia, a composição terá parte de sua garantia expirada, já que a Caf, empresa que produziu o trem, concede 2 anos de garantia.

O Metrô, no entanto, afirma que os trens “não estão parados”. O diretor de Engenharia e Obras do Metrô, Paulo Sérgio Meca, diz são feitas avaliações do sistema CBTC em movimento. “Já vínhamos testando os que foram entregues. Quando chegam, os carros são posicionados e eu posso iniciar os testes.” Na Linha 5-Lilás, condutores operam os trens no sistema manual durante a madrugada.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Confira em fotos um panorama das obras da Linha 13 Jade

Em obras desde o final de 2014, a futura Linha 13-Jade da CPTM fará a ligação da cidade de Guarulhos até o sistema metroferroviário na estação Engenheiro Goulart, na Linha 12-Safira. Vai possibilitar o acesso dos passageiros do transporte sobre trilhos até o Aeroporto de Cumbica.

A mais nova linha da CPTM prometido desde a década passada, terá 12,2 quilômetros de extensão, sendo que uma parte do trajeto será feita em superfície (4,3 km) e outra em elevado (7,9 km). De acordo com o atual cronograma, a previsão para inauguração é em meados de 2017.

Futuras expansões
Já se fala em extensão, onde uma empresa foi contratada para prestação de serviços técnicos especializados de engenharia e arquitetura para estudos de inserção urbana, concepção técnica, operacional e elaboração do projeto funcional. A ampliação da linha terá mais 3 estações, a São João, Presidente Dutra e Bonsucesso/Pimentas.

Na outra ponta, fala-se em levar a Linha 13-Jade em direção a linha 10-Turquesa, em uma futura estação que conectaria trens metropolitanos, regionais e metrô.

Fotos
A seguir você confere imagens das obras da Linha 13 feitas e gentilmente cedidas por Raphael Silva, desde o entrocamento com a linha 12 até a futura estação Guarulhos-CECAP:

Pilastras ao lado da Rodovia Ayrton Senna:

1

2

3

Fundações para transpor o Rio Tietê:

4

5

6

7

Obras na Rodovia Hélio Smidt:

8

9

10

11

12
 
Fonte: Via Trolebus


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

São Paulo vai testar ônibus elétrico articulado

A cidade de São Paulo deverá testar em breve um novo ônibus elétrico de fabricação da BYD Build Your Dream, com autonomia das baterias é de até 260 quilômetros. O veículo articulado pode transportar 120 passageiros, e o protótipo esta sendo produzido nos Estados Unidos.

“A BYD USA já está produzindo um segundo ônibus elétrico articulado, que cumpre todas as especificações técnicas do DENATRAN e da SPTRANS, em sua fábrica em Lancaster, na Califórnia. Esse novo ônibus virá ao Brasil para uma segunda etapa dos testes com a SPTRANS com passageiros normais em linhas comerciais” – disse a empresa em um comunicado.

Segundo ainda a empresa, uma comitiva da SPTrans deverá visitar a empresa na Califórnia em setembro para vistoriar o protótipo. A expectativa é que em novembro os testes comecem na capital paulista.

A empresa BYD deve inaugurar três novas fábricas no Brasil até 2017, sendo que a primeira deverá entrar em operação até Outubro de 2015 na cidade de Campinas.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Empresas de ônibus questionam edital de licitação dos transportes

Viações querem mais detalhes sobre remuneração e acham que o modelo proposto pela prefeitura vai aumentar os custos de operação dos transportes

O SPUrbanuss,  sindicato que representa as empresas de ônibus da cidade de São Paulo, informou nesta segunda-feira, 17 de agosto de 2015, que está questionando oficialmente, ainda na esfera administrativa, pontos das minutas do edital de licitação que vai redesenhar o modelo de transportes da capital paulista pelos próximos 20 anos.

É o maior sistema de ônibus da América Latina, com 9 milhões de registros de passagens por dia. O contrato de 20 anos é estimado em torno R$ 70 bilhões, podendo haver renovação por mais 20 anos caso haja necessidade.

Os questionamentos foram formalizados na fase de consulta pública às minutas do edital, prolongada até o dia 31 de agosto, e dizem respeito às formas de remuneração das companhias e aos investimentos exigidos. Segundo as empresas de ônibus, faltam definições a ponto do edital que inclui quesitos relacionados à qualidade dos serviços para calcular os repasses às viações.

“Consta no edital que o pagamento pelos serviços prestados será atrelado à disponibilidade da frota e ao cumprimento das viagens; porém, não especifica o que ocorre quando eventos alheios ou fora do controle das empresas atrapalham a operação dos veículos, como acidentes, inundações, manifestações ou mesmo problemas com semáforos ou nas vias de circulação”, afirmou em nota o presidente do SPUrbanuss, Francisco Christovam.

Com isso, as viações querem saber quais os critérios e fatores que determinam de quem é a culpa pelo não cumprimento de viagens.

As empresas de ônibus ainda alegam que pela forma como foram colocadas as exigências de investimentos por parte da prefeitura, os custos de operação dos transportes devem aumentar em torno de 10%.

“Outro ponto questionado é o altíssimo investimento exigido das empresas.  Nos oito primeiros meses, após a assinatura do futuro contrato de concessão, as empresas deverão investir cerca de R$ 1 bilhão na aquisição de novos veículos de grande porte e na implantação de um CCO. Vale ainda acrescentar que o custo anual de produção dos serviços de transporte por ônibus em São Paulo é de aproximadamente R$ 6,3 bilhões. Na avaliação do SPUrbanuss, se tudo acontecer como está previsto e exigido  no edital de licitação, ao invés de diminuir, como propõe a Prefeitura, esse custo deverá aumentar em cerca de 10%.” – prossegue a nota da representação das empresas de ônibus.

O SPUrbanuss ressaltou na informação que apoia a licitação dos serviços de ônibus e que vê de forma positiva a proposta do edital, principalmente no que diz respeito à modernização do sistema, mas acredita que “alguns pontos precisam ser esclarecidos na versão definitiva do documento a ser publicado.”

Fonte: Blog Ponto de Ônibus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de Construção da Estação Freguesia do Ó começam nesta terça

Um evento que será realizado nesta terça-feira (18) vai marcar o início da construção da futura estação Freguesia do Ó, da linha 6-Laranja, que ligará a Brasilândia à estação São Joaquim.

De acordo com a Concessionária Move São Paulo, empresa responsável pela construção, operação e manutenção da Linha, as obras deverão ser realizada na Avenida Miguel Conejo, 205 – Freguesia do Ó, na zona norte da cidade. 

A Linha-6 Laranja terá 15,3 km de extensão e 15 estações que irão atender a mais de 633 mil pessoas por dia. Fará conexão com as linhas 7-Rubi e 8-Diamante da CPTM na estação Água Branca, com a Linha 4-Amarela na estação Higienópolis-Mackenzie e com a Linha 1-Azul em São Joaquim.

A previsão é que o trecho entre a Zona Norte e o bairro da Liberdade seja entregue em 2020. Futuramente existem projetos de levar a Linha 6-Laranja rumo a Zona Leste, em direção ao bairro de Cidade Líder, e do lado oposto em direção a Rodovia dos Bandeirantes.

Fonte: Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Falha atinge Linha 12-Safira nesta segunda-feira (17)

Trem é evacuado na região de Engenheiro Goulart, na Linha 12 Safira da CPTM, na manhã desta segunda-feira (Foto: Rogério Cavalheiro/Futura Press/Estadão Conteúdo)

A queda de um poste da sustentação da rede elétrica afetava, nesta segunda-feira (17), a circulação da Linha 12-Safira da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O problema fazia com que as composições circulassem por apenas por uma via, de forma alternada, entre as estações Comendador Ermelino e Tatuapé.

O incidente aconteceu por volta das 8h, na altura da Estação Engenheiro Goulart. Durante a manhã, passageiros tiveram que descer no meio do trajeto por causa da falha. Equipes técnicas da companhia trabalharam até as 17h30 e, segundo a companhia, a circulação foi reestabelecida às 18h.

Além da circulação alternada nas quatro estações afetadas (Tatuapé, Engenheiro Goulart, USP Leste e Comendador Ermelino), os passageiros enfrentavam também lentidão nos demais trechos da linha.
Até o momento (13h00) a situação não havia sido normalizada, porém o PAESE já foi descartado, os trens circulam por uma única via entre USP-Leste e Tatuapé.

Atualizado às 16:30 
O sistema PAESE foi novamente acionado entre as estações Tatuapé e USP-Leste.

Fonte: G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

​Passagem inferior de Engenheiro Goulart será fechada para obras de ampliação

O tráfego de veículos ficará interrompido de 17 a 21 de agosto

A partir desta segunda-feira, 17, a passagem inferior próxima à Estação Engº Goulart ficará fechada para o tráfego de veículos até sexta-feira (21/08), para obras de ampliação. Essa passagem por baixo da via férrea, na Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana), dá acesso entre a Av. Assis Ribeiro e o Parque Ecológico Tietê. A circulação de pedestres será realizada de forma segura e controlada.

Durante os cinco dias de interdição, os veículos deverão seguir até à passagem inferior da Av. Gabriela Mistral, usando a Via Parque, paralela à Rodovia Ayrton Senna, para acessar o Parque Ecológico Tietê, a USP Leste e o Jardim Keralux. A linha de ônibus que atende ao Jardim Keralux, 2735-10 (Jd. Keralux / Metrô Penha) também utilizará esse caminho para acessar a Av. Assis Ribeiro.

A passagem inferior que dá acesso ao Jardim Piratininga também será ampliada. Após as obras, ambas as passagens permitirão a circulação de veículos em mão dupla, contarão com calçada e sinalização adequadas. 

A ampliação dessas passagens, além de ser antiga demanda dos moradores dos bairros de Eng. Goulart, Jd. Piratininga, Jd. São Francisco, Jd. Keralux e dos frequentadores do Parque Ecológico do Tietê, atende também às necessidades de implantação da nova Linha 13-Jade, em andamento. 

A Linha 13 ligará a capital paulista ao município de Guarulhos e ao maior aeroporto da América do Sul. Serão 12,2 km de vias, com três novas estações: Engenheiro Goulart, que fará a conexão entre as linhas 12-Safira e 13-Jade, Guarulhos-CECAP e Aeroporto Guarulhos. 

Interdições programadas nas passagens inferiores:

Fechamento para veículos da Passagem Inferior de Eng. Goulart:  17/08/2015 a partir da 0h
Reabertura para veículos da Passagem Inferior de Eng. Goulart: 22/08/2015 a partir da 0h
 
Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

​Obras de modernização alteram circulação nos trens da CPTM neste fim de semana (15 e 16 de agosto)

Neste fim de semana, 15 e 16 de agosto, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) prosseguirá com as obras de modernização e manutenção preventiva em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem: 

Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato – Jundiaí)

Sábado: a partir das 21h até o fim da operação comercial, haverá manutenção preventiva nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação Baltazar Fidélis. O intervalo médio será de 12 minutos entre as estações Luz e Caieiras e 24 minutos entre Caieiras e Francisco Morato. 

Domingo: das 4h à meia-noite, os trabalhos de modernização serão executados no sistema de rede aérea entre as estações Perus e Caieiras. O intervalo médio será de 15 minutos entre as estações Luz e Pirituba e 30 minutos entre Pirituba e Francisco Morato. 

Das 4h às 9h, ações de manutenção preventiva estarão concentradas no sistema de rede aérea nas imediações da Estação Botujuru. O intervalo médio será de 30 minutos entre as estações Francisco Morato e Jundiaí. 

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: a partir das 23h até o fim da operação comercial, haverá manutenção preventiva nos equipamentos de via permanente entre as estações Imperatriz Leopoldina e Presidente Altino. O intervalo médio será de 20 minutos entre as estações Júlio Pestes e Itapevi. 

Domingo: das 4h à meia-noite, os serviços de manutenção preventiva ocorrerão no sistema de rede aérea entre as estações General Miguel Costa e Antônio João. 

Das 9h às 19h, também serão executadas ações de manutenção preventiva nos equipamentos de via permanente entre as estações Osasco e Presidente Altino. 

O intervalo médio entre 9h e 19h, será de 22 minutos em toda a linha. Nos demais horários, o intervalo será de 16 minutos entre as estações Júlio Pestes e Itapevi. 

​Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Sábado: a partir das 23h até o fim da operação comercial, a circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino, em razão de manutenção preventiva nos equipamentos de sinalização. Para completar a viagem, os usuários deverão utilizar os trens da Linha 8-Diamante. 

Domingo: das 9h às 19h, a circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino, por causa da manutenção preventiva nos equipamentos de via permanente. Para completar a viagem, os usuários deverão utilizar os trens da Linha 8-Diamante. 

A partir das 23h, os trabalhos estarão concentrados na modernização do sistema de rede aérea entre as estações Vila Olímpia e Berrini. No mesmo período, haverá manutenção preventiva nos equipamentos de sinalização entre as estações Santo Amaro e Socorro.  O intervalo médio será de 25 minutos em toda a linha. 

​Linha 11-Coral / Expresso Leste (Luz – Guaianases)

Domingo: das 4h às 20h, serviços de manutenção preventiva serão executados no sistema de rede aérea nas proximidades da Estação Tatuapé. 

Das 7h às 20h, haverá obras de infraestrutura na Estação da Luz. O intervalo médio será de 20 minutos entre as estações Luz e Guaianases.

Linha 11-Coral / Extensão (Guaianases – Estudantes)

Domingo: das 4h à meia-noite, em razão das obras de reconstrução da Estação Suzano, o intervalo médio será de 35 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes. 

​Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado: a partir das 21h até o fim da operação comercial, ocorrerão intervenções visando a modernização do sistema de rede aérea e dos equipamentos de sinalização nas imediações da Estação USP Leste. 

Às 22h30, as ações de modernização do sistema de rede aérea serão executadas entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. 

Domingo: das 4h à meia-noite, prosseguirão os serviços de modernização do sistema de rede aérea e dos equipamentos de sinalização nas proximidades da Estação USP Leste.

Das 4h às 21h, também haverá continuidade nos trabalhos de modernização do sistema de rede aérea entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. O intervalo médio será de 35 minutos entre as estações Brás e Calmon Viana.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.
 
Fonte: CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

LICITAÇÃO DOS TRANSPORTES: Prefeitura de São Paulo decide prolongar até 31 de agosto prazo para consulta pública

Tatto diz que nova data pode atrasar licitação. Pedido foi feito por organizações nacionais e internacionais como Greenpeace, Idec, IEMA e Rede Nossa São Paulo

O secretário municipal de transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, disse nesta terça-feira, dia 11 de agosto de 2015, que a prefeitura estendeu até o dia 31 de agosto o prazo de consulta pública para a elaboração do edital final de licitação que vai determinar como será a prestação de serviços e o modelo do sistema de ônibus da Capital Paulista pelos próximos vinte anos.

Além disso, uma reunião extraordinária e aberta ao público no Conselho Municipal de Transportes e Trânsito no dia 20 de agosto, para discutir o edital da licitação. Além disso, o SPTrans irá disponibilizar técnicos para solucionar dúvidas das organizações e da sociedade quanto ao texto da licitação em uma câmara temática, cuja data ficou em aberto.

É justamente na fase de consulta pública que a prefeitura recebe as sugestões para que as minutas do edital sejam alteradas e pontos sejam acrescentados ou retirados.

O secretário de transportes, Jilmar Tatto, disse que não estão descartados atrasos no processo de licitação com o adiamento do prazo da consulta pública.

“O fato de adiar significa atrasar. Cada momento que você adia, protela ou discute mais, evidente que vai estendendo o calendário. É natural. Mas é melhor às vezes você atrasar um pouco e todo mundo se sentir seguro do que está sendo contratado … Tem que ir trabalhando e verificar o que aparece no meio do caminho. Sempre tem uma pedra no meio do caminho. Espero que as pedras sejam cada vez menores”, disse Tatto.

As sugestões, opiniões e críticas devem ser dirigidas à Comissão Especial de Licitação, exclusivamente por escrito e protocoladas no setor responsável na Secretaria de Transportes, de segunda a sexta-feira das 09 h às 12 h e das 14h às 17h. O endereço é: Rua Boa Vista nº 236 – 8º andar – Centro – SP.

As participações devem ter assinatura do interessado ou de responsáveis legais no caso de empresas.

Na semana passada, conforme noticiou o Blog Ponto de Ônibus em primeira mão, entidades internacionais e nacionais, como o Greenpeace, o Idec – Instituto de Defesa do Consumidor, Rede Nossa São Paulo e IEMA – Instituto de Energia e Meio Ambiente, entregaram uma carta à comissão especial de licitação para que o prazo fosse ampliado em mais 60 dias. Segundo estas ONGs, o prazo de consulta às minutas, entre os dias 09 de julho e 10 de agosto foi insuficiente para garantir plena participação da sociedade. As entidades dizem que as minutas reúnem mais de 5 mil páginas e o tema é bem complexo, não se limitando à distribuição das linhas, mas interferindo em questões como finanças públicas, viário, acesso ao trabalho e serviços básicos e meio ambiente.

Sobre o aspecto ambiental, um dos questionamentos é a falta de um cronograma para a colocação de mais ônibus que reduzam as emissões de poluentes.

A lei 14.933, Lei de Mudanças Climáticas, de 05 de junho de 2009, determinava a troca anual de 10% da frota para que em 2018 todos os ônibus municipais fossem movidos por combustíveis que não fósseis.
A lei ainda está em vigor, mas o processo de substituição dos ônibus não foi cumprido.

Mesmo sabendo que é impossível a substituição de todos os ônibus até 2018, as entidades pedem que ao menos sejam estabelecidas no edital novas metas.

“Ainda que o prazo não tenha sido estendido para 60 dias, conforme nossa recomendação, a realização da reunião pública e a oportunidade de debater os pontos da licitação com os técnicos da SPTrans são uma vitória para a sociedade”, disse em nota o representante do Greenpeace,  Vitor Leal, da campanha de Clima e Energia da entidade. “Agora, precisamos nos concentrar para – em conjunto com a população – aprofundar a discussão sobre o que queremos para o transporte da cidade nos próximos 20 anos, tendo em mente que o tempo ainda é curto e há muito a ser decidido”, completou.

Fonte: Blog Ponto de Ônibus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de extensão da Linha 2-Verde começam em 2016

Foram iniciadas as desapropriações da extensão da Linha 2-Verde após Vila Prudente em direção a Guarulhos. Nosso leitor Mario Shimabukuro Filho nos enviou imagens da demolições de imóveis no bairro da Vila Formosa, nas imediações da futura Estação de mesmo nome próximo a Avenida Doutor Eduardo Cotching. Seguem as fotos:

L2-1

L2-2

L2-3

L2-4


L2-5

L2-6

Obras em 2016
Segundo a assessoria do Metrô, atualmente a expansão da Linha 2-Verde esta em fase de desapropriações e elaboração de projetos executivos. A companhia estima que as obras civis iniciem em 2016. 

De acordo com o secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, o Governo Estadual obteve um financiamento de R$ 1,5 bilhão reais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a construção de 4 novas estações sendo, Orfanato, Água Rasa, Anália Franco e Vila Formosa. Clodoaldo Pelissioni disse também que já será encaminhado um novo financiamento de R$ 2,5 bilhões de reais para a extensão até a estação Dutra. 

A extensão de linha 2-verde acrescentará a rede metroviária 14,5 km, sendo que 14,1 km serão subterrâneos e 400m serão em superfície. A Linha 2- Verde ganhará 13 novas estações da Vila Prudente até a Dutra, e deve cruzar a Linha 3-Vermelha e a 11-Coral da CPTM no bairro da Penha, além da Linha 12-Safira na estação Tiquatira.

Fonte: Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários: