380 Move Metrópole | Sempre em movimento!: Maio 2016

EMTU implanta integração tarifária com cartão Bom

Foto: Léo Arcoverde/Fiquem Sabendo

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU implantou a partir do último dia 28 um sistema de integração tarifária, que da desconto de até 45% no valor da passagem. Passageiros do Km 21 da Raposo Tavares, em Cotia, e dos bairros Jardim Santa Isabel e Recanto das Rosas, em Osasco, poderão usar a integração entre quatro linhas metropolitanas, por meio do Cartão BOM (Bilhete de Ônibus Metropolitano).

A tarifa passará a ser de R$ 4,90 e, podendo a chegar em uma economia de R$ 4,10 por viagem.
Linhas envolvidas:

181TRO Carapicuíba (Parque Santa Tereza) – São Paulo (Lapa) via Osasco (Jardim São Victor)
244TRO Osasco (Centro) – Cotia (Rodovia Raposo Tavares – km 21) via Osasco (Cidade de Deus)
244VP1 Osasco (Cidade de Deus) – Cotia (Rodovia Raposo Tavares – km 21)
244BI1 Osasco (Vila Yara) – Cotia (Rodovia Raposo Tavares – km 21) via Osasco (Shopping União – Poupa Tempo)
Integração das linhas 244TRO, 244VP1 e 244BI1 com 181TRO: Economia de R$ 4,10 por viagem

Para chegar em São Paulo (Lapa):
O usuário embarca na linha 244TRO, 244VP1 ou 244BI1, no sentido Osasco, paga a tarifa correspondente ao valor de R$ 4,10, desembarca em um dos pontos de conexão das linhas e embarca na linha 181TRO, no sentido São Paulo, sendo descontado o valor de R$ 0,80 do cartão BOM.

Para chegar em Cotia (Rodovia Raposo Tavares – km 21):
O usuário embarca na linha 181TRO, sentido Carapicuíba, paga a tarifa correspondente ao valor de R$ 4,90, desembarca em um dos pontos de conexão das linhas e embarca na linha 244TRO, 244VP1 ou 244BI1, no sentido Cotia, sem a necessidade de complementar tarifa.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM completa 24 anos

Construindo caminhos, encurtando as distâncias
 
A CPTM comemora seus 24 anos de existência no próximo sábado (28/05) como um dos meios de transporte mais importante da população dos 22 municípios da Região Metropolitana de São Paulo. 

A empresa herdou parte de um passado de glória dos paulistas, que são os trilhos da Fepasa e da CBTU, mas também de um patrimônio bastante defasado. E, ao longo dos últimos anos, com a modernização da sua infraestrutura e a entrada de mais de cem novos trens em operação, se transformou num transporte de excelência, sendo utilizado por cerca de 2,8 milhões passageiros por dia.

Para celebrar o mês de aniversário deste ano, os usuários podem conferir a mostra fotográfica Urbanidades na Estação Pinheiros, que atende a Linha 9-Esmeralda. São 12 imagens selecionadas entre os alunos de pós-graduação em Fotografia Aplicada do Senac Lapa Scipião, que revelam o impacto da diversidade local nas emoções, comportamentos e estilos dos cidadãos.

A exposição ficará em exibição até o dia 29/06, diariamente, das 4h até meia-noite, e passará também pela Estação Tamanduateí, da Linha 10-Turquesa, a partir do dia 14/07 e pela Estação Cidade Universitária, Linha 9-Esmeralda, a partir do dia 06/10,

A CPTM conta com seis linhas: 7-Rubi (Luz - Francisco Morato - Jundiaí), 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi – Amador Bueno) 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú), 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra), 11-Coral (Luz – Guaianases – Estudantes) e 12-Safira (Brás – Calmon Viana). São 92 estações que englobam uma malha ferroviária de 257,5 quilômetros operacionais.
 
Vimos na CPTM
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

​Obras de modernização no feriado alteram circulação dos trens da CPTM

Neste final de semana prolongado em razão do feriado de Corpus Christi, entre os dias 26 e 29 de maio, a CPTM intensificará as obras de modernização na maioria de suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)
    
Quinta-feira: das 9h à meia-noite, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea nas imediações da Estação Piqueri. Das 10h às 20h, também serão executadas obras de modernização no sistema de via permanente entre as estações Vila Aurora e Perus. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Pirituba será de 15 minutos e, de Pirituba a Francisco Morato, de 30 minutos. Composições com destino à Estação da Luz não vão obedecer parada na Estação Piqueri.

Sábado e domingo: das 20h de sábado até 13h de domingo, as obras de modernização no sistema de rede aérea serão realizadas no trecho entre Caieiras e Franco da Rocha. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Caieiras será de 15 minutos e, de Caieiras a Francisco Morato, de 30 minutos.

Ainda no domingo, a partir das 13h até meia-noite, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Jaraguá e Vila Aurora. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Pirituba será de 15 minutos e, de Pirituba a Francisco Morato, de 30 minutos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Quinta-feira: das 4h à meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea, entre as estações Júlio Prestes e Palmeiras-Barra Funda. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 18 minutos.

Domingo: das 8h às 20h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Jardim Silveira e Jandira. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Barueri será de 10 minutos e, entre Barueri e Itapevi, de 20 minutos.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Domingo: das 4h à meia-noite, em razão de intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Cidade Universitária e Cidade Jardim, o intervalo médio entre os trens será de 25 minutos em toda a linha.

Linha 11-Coral / Expresso Leste (Luz – Guaianases)

Domingo: das 4h à meia-noite, o intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Guaianases será adequado para 15 minutos, devido as intervenções programadas para o sistema de rede aérea na extensão da linha entre Guaianases e Antonio Gianetti Neto.

Linha 11-Coral (Guaianases – Estudantes)

Quinta-feira: das 6h às 19h, em razão das obras de modernização da Estação Poá, o intervalo médio dos trens entre as estações Guaianases e Estudantes será de 20 minutos.

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá serviços no sistema de rede aérea entre as estações Guaianases e Antonio Gianetti Neto. O intervalo médio dos trens entre as estações Guaianases e Estudantes será de 26 minutos.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Quinta-feira: das 4h à meia-noite, serão executados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Tatuapé e Engenheiro Goulart. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 18 minutos.

Domingo: das 4h à meia-noite, os serviços nos equipamentos de via permanente serão retomados no mesmo trecho. O intervalo médio dos trens em toda a linha também será de 18 minutos.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Vimos na CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Estações abrem mais cedo no retorno do feriado de Corpus Christi

Na próxima segunda-feira (30), dia de retorno do feriado prolongado de Corpus Christi, a abertura das estações metroviárias das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 4-Amarela (operada pela concessionária ViaQuatro) será antecipada para as 4h da madrugada, 40 minutos mais cedo do que o habitual. A medida tem por objetivo atender os usuários que desembarcam na capital pelos terminais rodoviários Tietê e Jabaquara (integrados à Linha 1-Azul) e Barra Funda (integrado à Linha 3-Vermelha). Na Linha 5-Lilás, a abertura das estações ocorrerá no horário normal, a partir das 4h40. Também não haverá mudanças no horário de funcionamento do monotrilho da Linha 15-Prata, que atende diariamente das 6h às 20h.

Na quinta-feira (26), feriado, em função da “Marcha para Jesus”, o Metrô reforçará a frota de trens em circulação nas linhas 1, 2 e 3, para atender a demanda dos usuários que irão ao evento. Nas Linhas 5-Lilás e 15-Prata, a oferta de trens não sofrerá alterações. Já na sexta-feira (27), ponte do feriado, e no sábado (28) a oferta de trens em todas as linhas será a habitual.

Durante o domingo (29), a oferta de trens será ampliada novamente nas linhas 1, 2 e 3 para atender aos usuários que participarão do evento “Parada do Orgulho LGBT”. Na Linha 5-Lilás a abertura das estações será às 12h, devido a testes do sistema de controle de trens.

Nestes eventos programados para a quinta-feira e para o domingo, com o intuito de evitar filas, o Metrô recomenda aos usuários que adquiram as passagens antecipadamente e, preferencialmente, usando dinheiro trocado.

Para mais informações sobre a operação da rede metroviária, os usuários têm à disposição a Central de Informações do Metrô (tel. 0800 770 7722), que funciona todos os dias, das 5h30 às 23h30. Já a Central de Atendimento da ViaQuatro atende pelo tel. 0800 770 7100 de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22 horas, e aos sábados e domingos, das 8h às 18 horas.

Ciclistas e bikes no Metrô
Na quinta-feira (26), no dia do feriado, conforme o regulamento de transporte de bikes no sistema metroviário, os ciclistas podem transportar as bicicletas durante todo o dia.
Vale lembrar que são permitidas até quatro bikes por trem, sempre embarcadas no último vagão. Não é permitido o transportes das bicicletas ao descer pelas escadas rolantes ou ao fazer uso dos elevadores.

Linha 4-Amarela
Na manhã do dia 26 de maio (quinta-feira) feriado de Corpus Christi, as estações República e Luz da Linha 4 -Amarela estarão fechadas, das 4h40 às 8h, para a execução de serviços de melhoria no sistema de sinalização. Os passageiros poderão utilizar o próprio sistema metroviário para realizar seus trajetos. Mais informações podem ser obtidas com a Central de Atendimento da ViaQuatro pelo telefone 0800 770 7100.

Vimos no Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Assembleias nesta noite definem se Metrô e CPTM param na terça (24)

Os trabalhadores de trem e metrô de São Paulo realizam assembleias no início da noite desta segunda-feira (23) para definir a realização ou não de paralisação dos respectivos serviços de transporte público na terça-feira (24).

Mais cedo nesta segunda, representantes da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e do Metrô reuniram-se em audiências de conciliação com as lideranças sindicais de ferroviários e metroviários, respectivamente, para evitar as greves. Ambos os encontros terminaram sem acordo, apenas com o agendamento de novas reuniões.

Desde as 18h, estão em assembleia os quatro sindicatos que representam os trabalhadores da CPTM e o sindicato dos metroviários, em suas respectivas sedes.

Os trabalhadores do Metrô pleiteiam 10,82% de reajuste salarial, mais 6,59% de aumento real. O Metrô ofereceu 7,5% de reajuste.

Já a CPTM voltou atrás em proposta de reajuste anterior, que seria de 10,44% em duas parcelas, e propôs 7,5% sobre os salários e benefícios.

Caso haja greve dos ferroviários, foi determinado pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho) que 80% do efetivo de maquinistas seja mantido, bem como 60% dos funcionários nos horários de pico e 50% nos demais horários. Foi proibida a liberação de catracas.

Em caso de descumprimento haverá a aplicação de multa diária no valor de R$100 mil. No entanto, isso não significa que não haverá greve –os funcionários do Metrô já descumpriram determinação semelhante em ocasiões anteriores, e o pagamento da multa está em negociação na Justiça.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve na CPTM: Reunião termina sem acordo

Segundo informações do perfil @Linha11Coral, pertencente ao Grupo Diário, terminou sem acordo um reunião entre ferroviários e representantes da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, na sede do Tribunal Regional do Trabalho. 

Segundo o perfil, a companhia voltou a oferecer reajuste de 7,5% aos salários, o que segundo a publicação, teria sido recebido pela classe trabalhadora com indignação. Os trabalhadores pedem 11,08% de reajuste.
A categoria deve se reunir às 18 horas para decidir se as seis linhas operadas pela companhia entram em greve nesta terça-feira, 24 de maio. Caso a paralisação se concretize, 3 milhões de usuários podem ser afetados. 

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 5-Lilás terá horário diferenciado no próximo domingo, 22

No próximo domingo (22), em função da realização de testes no sistema de controle dos trens, todas as estações da Linha 5 - Lilás permanecerão fechadas ao público das 4h40 às 12 horas. A atividade terá início durante a madrugada, logo após o encerramento da operação comercial do sábado, e deverá se estender ao longo da manhã do domingo, dia escolhido devido a demanda reduzida de usuários.

Enquanto a Linha 5-Lilás permanecer fechada, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) da SPTrans, que circularão ininterruptamente entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pelo sistema PAESE. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Para informar sobre a alteração na operação dessa linha, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens, colocará cartazes nas estações da Linha 5-Lilás e publicará informativos nas redes sociais. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Vimos no Metrô/SP
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens neste domingo, 22 de maio

Neste domingo, dia 22 de maio, a CPTM  prosseguirá com as obras de modernização em algumas de suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos.

Vale ressaltar que por conta da Virada Cultural 2016, a CPTM vai operar ininterruptamente das 4h de sábado até a meia-noite de domingo. Durante a madrugada, as 92 estações permanecerão abertas para embarque e desembarque e o intervalo entre os trens será de 20 minutos nas seis linhas e, de 30 minutos, na extensão da Linha 8-Diamante, entre Itapevi e Amador Bueno.

Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea no trecho entre Caieiras e Franco da Rocha. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Francisco Morato será de 20 minutos.

Extensão Linha 7-Rubi (Francisco Morato – Jundiaí)

Domingo: das 7h às 18h, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente no trecho entre Francisco Morato e Botujuru. O intervalo médio dos trens entre as estações Francisco Morato e Jundiaí será de 30 minutos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea, entre as estações Presidente Altino e General Miguel Costa. Das 8h às 19h, também haverá serviços nos equipamentos de via permanente, entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa.

Das 8h às 19h, o intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 20 minutos. Nos demais horários (das 4h às 8h e das 19h à meia-noite), o intervalo médio entre Júlio Prestes e Itapevi será de 10 minutos.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Domingo: das 4h à meia-noite, em razão de intervenções no sistema de rede aérea, a circulação ficará interrompida entre as estações Osasco e Presidente Altino. Para completar a viagem, o usuário deverá utilizar os trens da Linha 8-Diamante. O intervalo médio entre as estações Presidente Altino e Grajaú será de 10 minutos.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão executados serviços nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação Brás. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 20 minutos.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Vimos na CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Virada Cultural: CPTM e Metrô funcionam ininterruptamente

Os trens e estações da CPTM, do Metrô e da ViaQuatro vão funcionar de forma ininterrupta do início da operação de sábado, 21, até a meia-noite de domingo, 22. A operação especial é para facilitar os deslocamentos dos usuários pela cidade durante a realização da 12ª edição da Virada Cultural, que acontece neste fim de semana.

Na CPTM, que vai operar das 4h de sábado até a meia-noite de domingo, as 92 estações permanecerão abertas para embarque e desembarque. O intervalo entre os trens será de 20 minutos nas seis linhas e, de 30 minutos, na extensão da Linha 8-Diamante, entre Itapevi e Amador Bueno. 
 
As integrações com o Metrô poderão ser feitas na Estação da Luz (Linhas 7-Rubi e 11-Coral) e nas estações Palmeiras-Barra Funda (Linhas 7-Rubi e 8-Diamante), Corinthians-Itaquera (Linha 11-Coral), Tatuapé e Brás (Linhas 11-Coral e 12-Safira), Tamanduateí (Linha 10-Turquesa), Santo Amaro e Pinheiros (Linha 9-Esmeralda).
 
As estações do Metrô nas linhas 1-Azul (Jabaquara – Tucuruvi), 2-Verde (Vila Prudente – Vila Madalena), 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera – Palmeiras/Barra Funda) e 4-Amarela (Butantã – Luz) estarão abertas para embarque e desembarque dos usuários das 4h40 de sábado até a meia-noite de domingo. Na Linha 5-Lilás (Capão Redondo – Adolfo Pinheiro), da 0h às 12h de domingo (22), os usuários serão atendidos pelos ônibus do sistema Paese, em função da realização de testes do sistema de controle de trens. 
 
Bilhetes Antecipados
As empresas recomendam aos usuários a compra antecipada dos bilhetes, preferencialmente com dinheiro trocado, para facilitar o acesso às estações. A venda de bilhetes nas bilheteiras e carregamento de créditos nos bilhetes eletrônicos em máquinas de autoatendimento poderão ser feitos normalmente nos horários de funcionamento de todas as estações. 
 
Segurança
Para garantir a segurança dos usuários no interior do sistema haverá reforço no quadro de agentes que ficarão distribuídos de forma estratégica ao longo das linhas e, principalmente, nas estações próximas às apresentações.  
 
Acesso de ciclistas ao sistema metroviário
Para os ciclistas que quiserem usar o sistema metroferroviário em seus deslocamentos, o acesso pode ser feito a partir das 14h do sábado até a meia-noite de domingo, sempre considerando o limite de 4 bikes por trem e o embarque no último vagão. 
 
CPTM – SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário): 0800 055 0121
Funciona 24 horas. O Posto de Atendimento da Estação da Luz ficará aberto das 8h de sábado até 20h de domingo.
Metrô – Central de Informações: 0800 770 7722
Funciona diariamente das 5h30 às 23h30.
ViaQuatro – Central de Atendimento da Linha 4-Amarela: 0800 770 7100
De segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, e no sábado e domingo, das 8h às 18h.
 
Vimos na CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Integração entre VLT e Vans de São Vicente pode atrasar

Previsto para ocorrer em Julho deste ano, a integração entre o Veículo Leve Sobre Trilhos da Baixada Santista e linhas de ônibus de São Vicente pode atrasar. Uma lei aprovada pela Câmara Municipal da cidade estendeu o limite de conexão dos modais até 31 de dezembro de 2016.

Para colocar em pratica, toda a frota de São Vicente deveria ser composta por micro-ônibus. De acordo com publicação do jornal “A Tribuna“, três impeditivos afetam o andamento do projeto de integração.

O sistema ainda não conta com o chamado travamento das catracas, onde o cálculo de quantos bilhetes foram comercializados é feito por amostragem. Outra questão é uma exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que a partir deste ano passará a exigir a acessibilidade dos veículos de transporte municipal. O terceiro é a necessidade de duas portas por veículo. Atualmente, das 349 lotações da frota, 206 estão no padrão.

“Nós precisamos dar acessibilidade, e as vans não têm catraca. Se o modal não estiver consolidado, não tem como fazer a integração com o VLT”, disse o prefeito Luís Cláudio Bili ao jornal.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô de São Paulo pode entrar em greve na terça (24)

O sindicato dos Metroviários de São Paulo aprovaram em assembleia realizada nesta quinta-feira, 19 de Maio, o estado de greve, com a possibilidade de paralisação total no próximo dia 24, terça-feira, com duração de 24 horas. O grupo reivindica reajuste salarial.

A entidade fez críticas ao governo estadual. “O Metrô se recusa a negociar com os trabalhadores, por isso uma ampla mobilização denunciando os ataques do governo Alckmin que não negocia com os trabalhadores”, informou a categoria por meio de nota.

Os metroviários pedem 10,82% de reposição de inflação mais 6,59% de aumento real; Vale Alimentação de R$ 487,27 e Vale-Refeição de R$ 34,33.

Caso os trabalhadores decidam pela greve, as Linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 5-lilás e 15-Prata seriam afetadas. A linha 4-Amarela operaria normalmente já que é administrada pela iniciativa privada. Cerca de 3,5 milhões de passageiros podem ser afetados.

Uma assembleia está marcada para a segunda-feira, 23 de Maio, entre os metroviários para decisão final sobre a paralisação.

Greve na CPTM
Os ferroviários da CPTM devem decidir também no dia 23, sobre uma eventual paralisação no dia seguinte, mesma data marcada pelos metroviários. A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos ofereceu reajuste de 10,44%. A categoria pede 11,08%.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve de Ônibus em Guarulhos nesta sexta (20)

Passageiros da cidade de Guarulhos enfrentaram uma paralisação no serviço de ônibus. O protesto atingiu ao menos cinco empresas, e teve início a partir das 3h da manhã, e estava programado para terminar às 6h. Os coletivos iniciaram a operação apenas as 7h30.

Estavam paradas as empresas Campos dos Ouros, Guarulhos Transportes, Vila Galvão, Viação urbana Guarulhos e Real Transportes. Cerca de 500 mil passageiros foram afetados pela greve, segundo estimativa do sindicato da categoria.

A classe trabalhadora reivindica reajuste de 5% no salário, mais reposição da inflação, e aumento no vale refeição.

Arujá
Já na cidade de Arujá, 100 mil passageiros são afetos por outra greve da Viação Arujá e Viação Transdutra.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ônibus começam a ser liberados em terminais de São Paulo

Ônibus começam a ser liberados no Terminal Parque Dom Pedro II (centro), após uma hora de paralisação promovida por motoristas e cobradores, que estão em campanha salarial. A previsão é que protesto se encerre em todos os 29 terminais da capital paulista. O protesto demorou metade do que era previsto, pois houve avança nas negociações sobre reajuste salarial dos trabalhadores na reunião entre representantes do Sindmotoristas (sindicato da categoria) e o sindicato patronal. Ainda não foram divulgados detalhes sobre a nova proposta dos empresários. Os motoristas e cobradores de ônibus irão se reunir nesta sexta-feira (20), às 16h, para decidir se aceitam o que foi oferecido pelos patrões ou se entram em greve a partir da semana que vem.

O avanço nas negociações entre o Sindmotoristas e o sindicato patronal suspendeu a paralisação dos 29 terminais de ônibus na cidade de São Paulo. Assim, a paralisação termina uma hora antes do horário previsto. Em entrevista à rádio CBN, o presidente do Sindimotoristas, Valdevan Noventa, afirmou que os empresários apresentam "uma proposta melhor do que a anterior", mas não entrou em detalhes. Já a SPUrbanuss só deverá falar sobre sua nova proposta no final da tarde desta quinta-feira (19). Ainda de acordo com Noventa, a nova proposta será apresentada aos motoristas e cobradores na assembleia da categoria, que será realizada na sexta-feira.  

A SPUrbanuss (sindicato patronal) ofereceu reajuste de 2,31% no salário e no ticket refeição da categoria. O sindicato patronal afirma não ser possível neste ano dar aumento maior para a categoria sem que haja reajuste na "tarifa-remuneração" das empresas, que é paga pela prefeitura de São Paulo. De acordo com a assessoria do SPUrbanuss, a prefeitura já sinalizou que não haverá reajuste neste ano. De acordo com a "Folha de S. Paulo", a prefeitura transferiu às empresas em 2015 algo em torno de R$ 1,7 bilhão em subsídios, valor que pode chegar a R$ 2,1 bilhões neste ano, mesmo sem o reajuste. Esses subsídios acontecem porque a tarifa paga pelos passageiros não é suficiente para cobrir os custos da operação, já que a administração tem que arcar com as gratuidades para idosos e estudantes, por exemplo.

Os motoristas e cobradores pedem reposição da inflação e aumento real de 5%, além de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de R$ 2.000, convênio médico gratuito, seguro de vida e auxílio funeral. Segundo o Sindmotoristas, as empresas ofereceram aumento abaixo da inflação e pretendem demitir cobradores de ônibus.

Vimos no UOL

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Siga: Segundo dia de Paralisação de Ônibus em São Paulo

Motoristas e Cobradores de ônibus de São Paulo realizam, pelo segundo dia, paralisação nos serviços. O protesto deve ocorrer das 14h às 16 horas, desta quinta-feira, 19 de Maio de 2016. Para obter novas atualizações, atualize a página. Acompanhe:

As informações são do Via Trolebus

15h15
Ônibus começam a deixar o Terminal Campo Limpo, na Zona Sul.

15h09
Ônibus parados no Terminal Vila Madalena, na Zona Oeste. (Foto: Estele San Juan)

15h06
Trólebus deixam a plataforma no Terminal bandeira: Fim da paralisação!;

15h06
Fila de ônibus no Viaduto Diário Popular, na região do Terminal Parque Dom Pedro II. (Foto: Marcela Marcos)

15h03
Primeira movimentação de ônibus no Terminal Parque Dom Pedro II indica fim da paralisação uma hora antes do previsto;

15h03
Sindmotoristas determinou volta dos ônibus a partir das 15 horas. O sindicato diz que informou todos os terminais, para que os trabalhadores voltem ao trabalho;

15h01
Trabalhadores devem discutir nova proposta apresentada pelas empresa em assembleia nesta sexta-feira, 20 de maio.

14h52
Sindicato patronal fez nova proposta, e greve pode acabar as 15 horas;

14h50
Informação do Blog Ponto de Ônibus da conta de que paralisação pode acabar antes das 16 horas, data estipulada inicialmente. Segundo o reporter Adamo Bazani, as negociações avançaram. (Leia reportagem)

14h46
Ônibus fazem fila nas imediações do Terminal Parque Dom Pedro II, inclusive no Viaduto Diário Popular;

14h41
Pelo menos 13 terminais municipais estão parados;


14h38
Ônibus impedem saída de outros veículos no Terminal Santo Amaro. (Foto Rádio Sul América Trânsito):
santoamaro

14h33
Sergio Ale informou que o terminal São Mateus está parado, no lado das linhas de São Paulo:
sergioale-saomateus

14h31
Paralisação atinge também terminais anexos ao Metrô: Barra Funda, Santana, Jabaquara e Vila Madalena;

14h29
Terminal AE Carvalho sem movimentação de ônibus;

14h26
Terminal Parque Dom Pedro II está parado desde por volta das 14 horas. (Foto: Band News):

protesto-onibus-sp19-05-2016

14h23
Na CPTM, Linha 7-Rubi opera com restrições por conta de obras de modernização;

14h22
Operação normal no Metrô, com exceção da Linha 5-Lilás, que opera com velocidade reduzida por conta das chuvas;

14h19
Sem movimentação no terminal Bandeira. Trólebus fazem fila na plataforma;

14h18
Transporte suspenso também no Terminal Sacomã;

14h16
Ônibus impedem a saída e entrada dos veículos no Terminal Pinheiros;

14h11
Terminais Campo Limpo e Lapa parados. O terminal Vila Madalena, anexo ao Metrô, não tem mais movimentação dos ônibus;

14h04
Terminal Parque Dom Pedro II acaba de ser paralisado;

13h50
Passageiros relatam início dos bloqueios no Terminal Cachoeirinha, na Zona Norte;

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Motoristas de ônibus anunciam nova paralisação a partir das 14h

Motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo anunciaram que vão parar nesta quinta-feira (19), das 14h às 16h, pelo segundo dia seguido. Na quarta-feira (18), a categoria já cruzou os braços para protestar e pedir um reajuste maior que o oferecido pelas empresas de transporte, que é de 2,31% e representa valor inferior à variação da inflação.

Na quarta, os 29 terminais de São Paulo ficaram parados pela manhã, de acordo com o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindimotoristas).

O sindicato dos motoristas pretende com o ato forçar as empresas a melhorar a proposta de reajuste salarial. A categoria quer 5% de aumento mais a inflação corrigida de 10%, além de participação nos lucros de R$ 2 mil e vale-refeição diário de R$ 25.

"Nós vamos fazer vários atos, já programado para hoje, das 14h às 16h. Claro que a gente espera que até lá aconteça nossa reunião e tenha uma proposta que venha a atender os anseios da categoria. Na sexta-feira, nós já temos marcada uma assembleia às 16h e a categoria vai decidir o que vamos fazer a partir da semana que vem", afirmou Valdevan Noventa, presidente do sindicato.

Já o sindicato das empresas ofereceu reajuste de 2,31% nos salários e vale-refeição e quer que a Prefeitura aumente o repasse das tarifas às viações. A Prefeitura prevê repassar R$ 2 bilhões de subsídios para compesar perdas das empresas com tarifas gratuitas ou com desconto.

O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou que não descarta ir à Justiça para manter o serviço de ônibus em funcionamento e rebateu a reivindicação das empresas por aumento do repasse das tarifas às viações. "Não é assim que funciona, não é assim que trata. Nós temos uma fórmula parametrizada. Não vamos exceder a fórmula que já foi convencionada no contrato, isso nós não faremos, nem temos receita para isso. Nós vamos respeitar o contrato e vamos exigir que eles respeitem também", disse.

Vimos no G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Motoristas de São Paulo liberam terminais de ônibus após 2 horas de paralisação

Motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo encerraram ao meio-dia desta quarta-feira (18), após duas horas de protesto, a paralisação em terminais urbanos. Os veículos que fechavam as saídas dos terminais começaram a ser retirados para liberar o funcionamento dos terminais. O ato foi em repúdio à proposta feita pelo sindicato das empresas, de 2,31% de reajuste salarial.

Ao todo são 29 terminais em São Paulo ficaram parados de acordo com o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindimotoristas) e com a SP Trans.

Vimos no G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Paralisação de ônibus: Haddad diz que pode multar empresas

Foto: Bruno Nascimento
O prefeito Fernando Haddad disse que prefeitura poderá entrar na justiça para garantir os serviços, e multar as empresas de ônibus. Na manhã desta quarta-feira, 18 de Maio, motoristas e cobradores fizeram um protesto, fechando todos os 29 terminais. Haddad não afasta possibilidade de entrar na justiça, segundo entrevista à imprensa.

Os trabalhadores rejeitam a proposta feita pelo sindicato das empresas, de 2,31% de reajuste salarial. A categoria quer 5% de reajuste mais a inflação corrigida.

Já o Secretário Municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, disse que 1 milhão e meio de passageiros foram afetados pela greve. Tatto pediu bom senso às partes, e que as empresas estão sendo rigorosamente pagas pela prefeitura.

Caso não avancem as negociações, uma nova paralisação está marcada para esta quinta-feira, 19, das 14h às 16h.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Siga: Paralisação de Ônibus em São Paulo

Motoristas e Cobradores de ônibus fizeram uma paralisação das 10h ao meio dia, desta quarta-feira, 18 de Maio de 2016. Os trabalhadores rejeitam a proposta feita pelo sindicato das empresas, de 2,31% de reajuste salarial. A categoria quer 5% de reajuste mais a inflação corrigida.
As informações são do Via Trolebus e G1.

Para obter novas atualizações, atualize a página. Acompanhe:

12h50:
O Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores do Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo -Sindimotoristas, informou que 55 mil trabalhadores aderiram ao movimento.

12h46:
O SPUrbanuss, sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo, informou por meio dede nota à imprensa que considera desnecessário o protesto. “As empresas associadas ao SPUrbanuss encaminharam aos empregados uma proposta de reposição salarial e de reajuste do tíquete refeição, além da manutenção das cláusulas sociais. Foi a proposta possível, diante de um quadro de recessão econômica, aumento dos insumos do transporte público e queda da demanda de passageiros, com a consequente queda da arrecadação tarifária pela Prefeitura de São Paulo”, informou.

12h40:
Maioria dos terminais já retomaram a operação. Circulação deve ser normalizada gradativamente;

12h26:
Metrô e CPTM operam normalmente, com exceção da Linha 5-Lilás, que está mais devagar por conta das chuvas que caem na Zona Sul;


12h18:
Leitor Bruno Nascimento nos enviou imagem do Terminal Sacomã. Passageiros aguardavam início das operações, em enormes filas:
greve-paralisacao-onibus-sp-19-05-2016-3

12h12:
Terminais Pirituba e Barra Funda voltaram a operar;

12h07:
A expectativa é que a circulação dos quase 15 mil ônibus de São Paulo seja retomada gradativamente. Ao meio dia, os terminais começaram a ser liberados pelos manifestantes;

12h06:
Terminal Parque Dom Pedro II está retomando as atividades.

12h02:
Terminais Lapa, Penha e Jardim Ângela estão retomando as atividades;

12h00:
Terminais Belém, São Mateus, Santo Amaro e Bandeira estão tendo os serviços normalizados;

11h56:
O Secretário Jilmar Tatto pediu “bom senso” entre trabalhadores e empresários. Leia reportagem.

11h52:
O prefeito Fernando Haddad disse que prefeitura poderá multar as empresas de ônibus. Haddad não afasta possibilidade de entrar na justiça para garantir o funcionamento dos quase 15 mil ônibus, segundo entrevista à imprensa;

11h51:
Motoristas e cobradores de ônibus fazem paralisação no Terminal Pinheiros, na Zona Oeste. Foto: Rafael Arbex/Estadão

11h49:
Passageiros fazem fila no Terminal Santo Amaro esperando o fim da paralisação marcada para 12h. (via Rádio Bandeirantes)

11h44:
Ônibus parados na Avenida Rio das Pedras, na altura do Terminal Carrão. (Foto: Luana Escardovelli)

11h43:
Ônibus parados no Terminal Parque Dom Pedro II, na região central de São Paulo. (Foto: Werther Santana/Estadão)

11h42:
Terminal de ônibus Tucuruvi na Zona Norte fechado. (Foto: Beatriz Backes)

11h35:
A expectativa é que a paralisação termine por volta do meio dia;

11h30:
Passageiros pegos de surpresa
A aposentada Maria José Freire Marins, de 79 anos, estava dentro do ônibus no terminal Parque Dom Pedro 2, tentando ir para casa, quando teve início a paralisação dos motoristas (Foto: Tatiana Santiago/G1) 
A aposentada Maria José Freire Marins, de 79 anos, estava dentro do ônibus no terminal Parque Dom Pedro 2, tentando ir para casa, quando teve início a paralisação dos motoristas (Foto: Tatiana Santiago/G1)
A aposentada Maria José Freire Marins, de 79 anos, estava dentro do ônibus no terminal Parque Dom Pedro 2, tentando ir para casa, quando teve início a paralisação dos motoristas na manhã desta quarta-feira. "Eu vim no médico. Já estava dentro do ônibus quando mandaram eu voltar porque tinha parado", conta ela.

A passageira disse que foi surpreendida pela paralisação. "Foi só por isso que eu vim. Quando eu soube que ia parar tive que desmarcar a consulta". Para retornar para o Itaim Paulista, na Zona Leste, onde mora, ela terá que esperar o término da paralisação.

Dona de casa tinha ido ao centro para uma consulta médica (Foto: Tatiana Santiago/G1)Dona de casa Valdete dos Santos Souza tinha ido ao centro para uma consulta médica (Foto: Tatiana Santiago/G1)
Depois de esperar meses para conseguir passar com uma cardiologista no sistema público de saúde, a dona de casa Valdete dos Santos Souza, de 65 anos, não imaginava que ia encontrar tanta dificuldade pra voltar para casa. "Eu não sabia que tava tendo isso, se soubesse não tinha vindo não. Mas tinha marcado uma médica faz seis meses, não podia perder", disse ela.

A passageira que mora em Santo Amaro pegou três ônibus para ir na consulta e não vê outra alternativa para retornar para sua residência. Diabética, ela conta que passa mal se ficar muito tempo sem comer. "Eu não posso comer as coisas assim na rua. Vou ter que esperar. Se eu passar mal quem vai me socorrer ", questiona.

11h21:Secretário dos Transportes diz que 1 milhão e meio de passageiros afetados. Empresas estão sendo rigorosamente pagas pela prefeitura;

11h17:
Leitor Bruno Nascimento narra que pelo menos 10 ônibus foram depredados na região do viaduto 14 Bis:greve-paralisacao-onibus-sp-19-05-2016-2

11h15:
Jilmar Tatto, secretário municipal dos transportes, confirma que todos os terminais estão fechados;

11h13:
Acesso ao Terminal Parque Dom Pedro II está congestionado por conta do excesso de ônibus;

11h09:
Linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 4-Amarela do Metrô e 15-Prata do monotrilho operam normalmente. Linha 5-Lilás mais lenta por conta da chuva;

11h02:
“Nós vamos fazer vários atos, já programado para amanhã (quinta) das 14h às 16h. Claro que a gente espera que até lá aconteça nossa reunião e tenha uma proposta que venha a atender os anseios da categoria. Na sexta-feira nós já temos marcada uma assembleia às 16h e a categoria vai decidir o que vamos fazer a partir da semana que vem”, disse Valdevan Noventa, presidente do sindicato.

10h56:
Terminais Belém, Carrão, Tatuapé, Artur Alvim, Barra Funda, Santana e Jabaquara, anexados ao Metrô também estão parados;

10h51:
Todos os 29 terminais de ônibus estão parados, segundo informações do sindicato;

10h50:
Terminal Princesa Isabel com ônibus parados;

10h45:
Ônibus fazem fila na Avenida 9 de Julho. Foto do leitor Bruno Nascimento:
greve-paralisacao-onibus-sp-19-05-2016

10h42:
Terminais Sapopemba e Vila Carrão estão fechados. No caso do Terminal Carrão, veículos estão parados no entorno;

10h38:
Terminal Barra Funda, anexo ao Metrô e a CPTM segue fechado;

10h31:
Foto do leitor Bruno Nascimento mostra o Terminal Bandeira fechado, com ônibus na entrada e saída, impedindo o acesso dos demais veículos:
greve-onibus-sp-18-05

10h27:
Terminal Jardim Ângela fechado nesta manhã;

10h24:
Terminais Pinheiros, Santana, João Dias e Jabaquara estão fechados;

10h20:
Terminal Sacomã está fechado. Veículos acessam o terminal, mas não partem do local. Ônibus intermunicipais estão prestando serviços do lado de fora;

10h18:
Ônibus fecham as saídas do Terminal Santo Amaro (Foto da Rádio Bandeirantes):
Civc-IwXEAAv2-B

10h16:
Terminal Itaquera fechado nesta manhã;

10h12:
Motoristas de ônibus param os veículos no Corredor 9 de Julho;

10h10:
Sindicalistas já estão no Terminal Parque Dom Pedro II. Cerca de 64 linhas devem ser afetadas. Veículos devem ocupar também as vias laterias do terminal;

10h08:
Segundo nosso leitor Bruno Nascimento, o Terminal Parque Dom Pedro II foi fechado às 9h57;

10h05:
A paralisação chegou ao Terminal São Mateus. No lado dos trólebus da Metra a operação é normal;

9h54:
Terminais Penha e Cachoeirinha acabam de ser fechados, segundo informou a rádio CBN;

9h40:
Com a nova licitação dos transportes, barrada pelo Tribunal de Contas do Município (TCM), a prefeitura estima economizar 15% com o custeio do sistema. A licitação está parada por 5 meses, e o TCM apontou 49 irregularidades. A prefeitura esclareceu até o momento 29;

9h20:
Toda a cidade de São Paulo está em estado de atenção por conta das chuvas, segundo o CGE: “Uma grande área de instabilidade vinda da região de Sorocaba já começa a atingir com fraca intensidade as zonas Sul e Oeste. Para a próxima hora, são esperadas chuvas generalizadas em São Paulo, com até moderada intensidade”;

9h10:
Linha 5-Lilás do Metrô volta a operar com velocidade reduzida por conta da chuva, entre as estações Capão Redondo e Largo Treze;

8h45:
Mais cedo, os trens da Linha 5-Lilás operaram com velocidade reduzida por conta das chuvas;

8h40:
Linhas de ônibus ainda rodam dentro da normalidade em São Paulo;

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Reunião termina sem acordo e motoristas de ônibus podem fechar terminais em São Paulo nesta quarta-feira

Terminais podem ser fechados e ônibus parados em corredores Foto: Marcos Bezerra/Futura Press/Estadão Conteúdo

Terminou sem acordo na manhã desta terça-feira, 17 de maio de 2016, reunião entre o SPUrbanuss, que é o sindicato que representa as empresas de ônibus na capital paulista, e o Sindmotoristas, sindicato dos motoristas, cobradores e demais trabalhadores no sistema de transporte urbano.
Em entrevista por telefone ao Blog Ponto de Ônibus logo depois da reunião, o presidente do Sindmotoristas, Valdevan Noventa, afirmou que na tarde de hoje deve ser realizada plenária, na qual a categoria vai decidir se deve realizar manifestações nesta quarta-feira, 18 de maio de 2016. Terminais podem ser fechados e os ônibus parados nas ruas e corredores.

O Sindmotoristas reivindica aumento salarial real de 5% mais a recomposição da inflação, Participação nos Lucros e Resultados – PLR de R$ 2 mil e vale-refeição diário de R$ 25.

O SPUrbanuss ofereceu reajuste de 2,31% nos salários e no vale-refeição. Segundo Valdevan Noventa, o SPUrbanuss disse que um aumento maior e a manutenção do convênio médico só seriam possíveis após a categoria aceitar o fim dos cobradores, o que foi rejeitado pelo sindicato.

O Blog Ponto de Ônibus entrou em contato com SPUrbanuss que confirmou o índice de reajuste 2,31% proposto e afirmou que diante da situação financeira do sistema de transportes da cidade de São Paulo este é o “índice possível” atualmente.

O Blog Ponto de Ônibus apurou também que existe uma negociação entre trabalhadores, empresários de ônibus e Prefeitura em relação aos repasses referentes às gratuidades e também ao reajuste da tarifa de remuneração para as empresas de ônibus.

As viações disseram que constantemente a prefeitura vem atrasando estes repasses e que não havia sinalizado sobre o índice de reajuste dessas planilhas, que deve ser anual e aplicado no mês de maio.
A prefeitura nega atrasos constantes dizendo que se houve algum problema foram situações pontuais.
A reportagem também apurou que a prefeitura propôs para que seja concedido o aumento da remuneração das empresas, a realização dos repasses de 15 em 15 dias e não mais de cinco em cinco dias, como é feito atualmente.

Pelos contratos, que hoje são regidos por renovações emergenciais ou aditivos pelo fato de a licitação dos transportes ainda não ter sido realizada, a remuneração às empresas de ônibus tem índices de reajuste que variam de acordo com a área operacional atendida.

Na média, no ano passado, esse reajuste da planilha foi de 6,8%. Desde 2013, as empresas de ônibus operam por meio de aditivos contratuais porque a Prefeitura de São Paulo ainda não realizou a licitação dos transportes. Já as empresas de ônibus que surgiram a partir das cooperativas operam por meio de contratos emergenciais. Além disso, há dois contratos emergenciais referentes ao subsistema estrutural da Área 4, correspondente à zona Leste de São Paulo. Os contratos emergenciais foram assinados a partir do descredenciamento da empresa de ônibus Itaquera Brasil, que teve origem na Viação Himalaia, investigada por irregularidades pelo Ministério Público Estadual.

A licitação deveria ter sido realizada em 2013, no entanto, por causa das manifestações contra os reajustes das tarifas de ônibus, a Prefeitura de São Paulo recuou. Em março de 2014, a administração municipal contratou a empresa de auditoria EY – Ernst & Young para fazer uma verificação independente das contas do sistema de transportes. Os trabalhos deveriam ser concluídos em setembro daquele ano, mas só foram entregues em dezembro.

A nova licitação de transportes de São Paulo, que está barrada pelo TCM – Tribunal de Contas do Município de São Paulo, se baseou nos trabalhos da auditoria em vários pontos, como a necessidade de enxugar custos e reduzir a remuneração para as empresas de ônibus.

Somente em 9 de julho de 2015, a prefeitura publicou no Diário Oficial as minutas dos três editais de licitação. No dia 14 de outubro de 2015, a prefeitura publicou os extratos dos editais de licitação de transportes da cidade no Diário Oficial.

As linhas serão divididas em três grupos: Estrutural, Local de Distribuição e Local de Articulação. Para cada um deles há um edital.

As propostas para o grupo estrutural deveriam ter sido entregues em 18 de novembro de 2015 e o para os dois grupos locais em 19 de novembro.

Entretanto, no dia 11 de novembro de 2015, o TCM – Tribunal de Contas do Município de São Paulo barrou a licitação e fez 49 questionamentos iniciais sobre a concorrência.

No dia 18 de novembro de 2015, além de referendar os questionamentos apresentados pelo vice-presidente do TCM , Edson Simões – considerado desafeto político do prefeito Fernando Haddad, o conselheiro revisor Maurício Faria propôs destaque para alguns apontamentos da auditoria do órgão, na forma de quesitos complementares, que também tiveram de ser esclarecidos pela administração Haddad. Foram mais 13 questionamentos, entre os quais questões relativas à remuneração e à desapropriação das garagens de ônibus. Alguns deles reforçam dúvidas apresentadas inicialmente.

Deste total de 62 questionamentos, ainda restam em torno de 20 para serem respondidos. A licitação vai movimentar contratos de R$ 166,1 bilhões válidos por 20 anos, podendo ser renovados por mais 20. A proposta é remodelar os transportes na cidade de São Paulo, reduzindo o número de ônibus, mas aumentando o total de viagens e lugares disponíveis nos veículos, segundo a prefeitura, com a eliminação de linhas sobrepostas e substituição de micro-ônibus por micrões ou convencionais e de ônibus padron por articulados e superarticulados.  O passageiro deve ter de fazer mais baldeações.

Dos atuais 14 mil 878 ônibus a frota deve ter 13 mil 057 veículos, mas, na promessa da prefeitura, o total de viagens deve subir 17%. Hoje são atuais 186 mil por dia e devem passar para 217 mil. Já os lugares disponíveis nos ônibus devem subir 14% de 996 mil para 1,1 milhão.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 5 - Lilás terá horário diferenciado no próximo domingo,15

No próximo domingo (15), em função da realização de testes no sistema de controle dos trens, todas as estações da Linha 5 - Lilás permanecerão fechadas ao público das 4h40 às 12 horas. A atividade terá início durante a madrugada, logo após o encerramento da operação comercial do sábado, e deverá se estender ao longo da manhã do domingo, dia escolhido devido a demanda reduzida de usuários.

Enquanto a Linha 5-Lilás permanecer fechada, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) da SPTrans, que circularão ininterruptamente entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pelo sistema PAESE. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Para informar sobre a alteração na operação dessa linha, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens, colocará cartazes nas estações da Linha 5-Lilás e publicará informativos nas redes sociais. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Vimos no Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

​​Obras de modernização alteram circulação dos trens neste fim de semana​, 14 e 15 de maio

Neste final de semana, dias 14 e 15 de maio, a CPTM prosseguirá com as obras de modernização em algumas de suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Sábado e domingo: das 20h de sábado até meia-noite de domingo, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea no trecho entre Caieiras e Franco da Rocha. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Caieiras será de 15 minutos e, entre Caieiras e Francisco Morato, de 30 minutos.

Ainda no domingo, das 6h às 20h, serão realizadas intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Luz e Brás. Por esse motivo, excepcionalmente, os trens da Linha 7-Rubi vão circular até a Estação Brás.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Domingo: das 8h à 19h, ocorrerão intervenções no sistema de rede aérea, entre as estações Jardim Belval e Jardim Silveira, além de serviços nos equipamentos de via permanente, entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 25 minutos.

Nos demais horários (das 4h às 8h e das 19h à meia-noite), o intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Carapicuíba será de 10 minutos e, entre Carapicuíba a Itapevi, de 20 minutos.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 7h às 19h, haverá obras nos equipamentos de via permanente entre as estações Mauá e Ribeirão Pires. O intervalo médio dos trens entre as estações Brás e Mauá será de 15 minutos e, entre Mauá e Rio Grande da Serra, de 30 minutos.

Linha 11-Coral (Luz – Guaianases)

Domingo: das 6h às 20h, em razão das intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Luz e Brás, o Expresso Leste não vai operar neste trecho, prestando o serviço entre Brás e Guaianases. O intervalo médio dos trens entre as estações Brás e Guaianases será de 15 minutos.

Linha 11-Coral (Guaianases-Estudantes)

Domingo: das 6h às 19h, em razão das obras de modernização da Estação Poá, o intervalo médio dos trens entre as estações Guaianases e Estudantes será de 20 minutos.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e Domingo: das 20h de sábado até meia-noite de domingo serão realizadas obras de modernização do sistema de rede aérea nas imediações da Estação USP-Leste. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 35 minutos.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Vimos na CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve de ônibus adiada em São Paulo

A paralisação de motoristas e cobradores de ônibus que ocorreria nesta sexta-feira, 13 de Maio, em São Paulo, foi adiada, de acordo com o Sindmotoristas, que representa a categoria. A informação foi adiantada pelo Blog Ponto de Ônibus.

Segundo a entidade, a suspensão foi determinada depois de duas reuniões entre a prefeitura de São Paulo e alguns empresários.

A prefeitura de São Paulo sinalizou que deve conceder o reajuste de remuneração às empresas, estas que por sua vez podem prosseguir com as negociações perante os trabalhadores.

O Sindmotoristas informou que dará prazo até o dia 20 de maio para que a campanha salarial seja encerrada.

Vimos no Via Trolebus
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Novo Terminal Vila Prudente deve abrir em 2018


Passageiros da região da Vila Prudente, na Zona Leste de São Paulo, vão poder usufruir do novo terminal de ônibus anexado à Estação do Monotrilho, apenas em 2018.

Neste mês foi assinado um contrato entre o Metrô e o consórcio das empresas Versátil Engenharia e DP Barros Pavimentação e Construção, avaliado em R$ 33,4 milhões, para obras na estrutura que deve abrigar linhas de ônibus da região.

A estimativa inicial era que o terminal seria entregue junto com a inauguração do monotrilho, feita em 2014. Estão previstos novos acessos, ao norte, sul e central. As obras devem contemplar melhorias no viário além de incremento na ciclovia que liga a região até a estação Oratório.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve da CPTM adiada para o dia 24

A circulação dos trens nas seis linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, ocorre normalmente nesta quarta-feira, 11 de maio. Após assembléia realizada no início da noite desta terça-feira, os sindicatos que representam os trabalhadores entraram em um acordo comum, onde decidiram adiar a greve para o próximo dia 24 de maio.

Uma próxima reunião de conciliação entre a CPTM, Sindicatos e TRT deve ocorrer no próximo dia 17. Então, uma nova assembléia está marcada para o dia 23 de maio, para definir o futuro das manifestações.
A proposta mais recente da companhia foi de reajuste de 5,22% nos salários, pago em duas parcelas. Os trabalhadores querem um aumento de 11,08%.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Empresas entregam propostas para fornecimento de oito trens para a Linha 13-Jade

Na última quinta-feira, 5, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) recebeu as propostas das empresas interessadas em fornecer oito trens de oito carros para a Linha 13-Jade. A linha está sendo implantada para ligar a capital ao Aeroporto Internacional André Franco Montoro, em Guarulhos, e terá 12,2km de extensão.

A Companhia recebeu três propostas: da CAF do Brasil, da Hyundai Rotem e do consórcio formado pelas empresas Temoinsa e Sifang (empresa chinesa). A Comissão de Licitação analisará a qualificação técnica, econômica e jurídica de cada proposta e o resultado será publicado posteriormente no Diário Oficial.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Funcionários da CPTM, que ameaçam greve, fazem assembleia nesta terça (10)

Representantes da categoria não gostaram de proposta de reajuste de 5,22%, parcelado, feita hoje pela empresa

Em audiência de conciliação realizada hoje (9) no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), em São Paulo, a proposta de reajuste salarial da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) passou de 2,61% para 5,22%, em duas parcelas. O índice não agradou aos sindicatos dos ferroviários, que farão assembleia amanhã à noite. A categoria pode parar na quarta-feira (11).

Com data-base em 1º de maio, os trabalhadores podem reposição de perdas com base na inflação e aumento real, o que representaria um reajuste acima de 11%. "Já existe concordância quanto a 56 cláusulas sociais (como concessão de estabilidade pré-aposentadoria, benefício saúde e assistência odontológica), porém o ponto mais sensível é o econômico", diz o tribunal.
 
O vice-presidente judicial do TRT, desembargador Wilson Fernandes fez um apelo para que as partes mantenham negociações, pedindo para que os trabalhadores não iniciem a paralisação e que a empresa considere aumentar o índice proposta. Ele marcou nova audiência para terça da semana que vem (17), às 10h. 

Em 2015, conforme o relatório da administração, a média de passageiros transportados foi de 2,783 milhões por dia útil, ante 2,777 milhões no ano anterior. O número de funcionários caiu de 8.752 para 8.570.

Metrô e ônibus
Também com data-base neste mês, os metroviários de São Paulo fazem assembleia amanhã, a partir das 18h30, para avaliar o andamento da campanha salarial. O sindicato da categoria afirma que a Companhia do Metropolitano (Metrô) tenta restringir as conversações, reduzindo a participação da comissão de negociação, determinando o local das reuniões em local de difícil acesso e limitando a três o número de reuniões.

"Como se não bastassem esses absurdos, a direção do Metrô não quer discutir nas negociações os temas plano de saúde dos aposentados, plano de carreira e jornada de trabalho, alegando que já existe um fórum de discussão dessa pauta", afirma a entidade.

Outra categoria em época de negociação, a dos motoristas e cobradores de ônibus, devem fazer passeata nesta terça até a prefeitura da capital paulista. Representantes do sindicato devem se reunir à tarde com o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto. Eles ameaçam interromper atividades na próxima sexta-feira. A categoria reivindica 5% de aumento real (acima da inflação).


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve de Ônibus em SP: Motorista ameaçam parar sexta (13)

Foto: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas (05/11/2014)

A paralisação marcada para esta terça-feira, 10 de maio, em ônibus da cidade de São Paulo, pode ocorrer agora na sexta-feira, 13. Caso ocorra a greve, os trabalhadores cruzarão os braços entre 11h e 15 horas, com interdições em corredores e terminais.

No lugar do protesto da terça, os trabalhadores devem realizar uma passeata entre a Sede do Sindicato que representa a categoria, na Liberdade, até à prefeitura, no Viaduto do Chá.

De acordo com informações do Blog Ponto de Ônibus, os trabalhadores pedem reposição da inflação acumulada mais aumento salarial real de 5%. A categoria quer também R$ 2000 de PLR – Participação nos Lucros e Resultados e vale-refeição de R$ 25.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Greve de ônibus do ABC é descartada nesta segunda (9)

A ameaça de greve em sete empresas de ônibus da região do ABC não se concretizou na manhã desta segunda-feira, 9 de maio.

Cerca de 40 linhas das viações EAOSA- Empresa Auto Ônibus Santo André, Viação São Camilo, Urbana Santo André, Viação Ribeirão Pires, Viação Riacho Grande, Viação Triângulo e Viação Imigrantes, operavam dentro da normalidade nas primeiras hora da manhã.

A possível paralisação foi por conta de atrasos nos salários. Parte do empresariado diz que não recebeu repasses referentes a gratuidades e descontos de meia passagem.

Ônibus de São Paulo e CPTM
Funcionários de empresas de ônibus prometem cruzar os braços na terça-feira, durante a operação. Segundo o Sindmotoristas – Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, não houve acordo com as viações sobre reajuste salarial dos colaboradores. Já na quarta-feira, ferroviários da CPTM prometem parar, também por reajuste salarial.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários: