380 Move Metrópole | Sempre em movimento!: Março 2017

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM neste fim de semana, 01 e 02 de abril

Neste final de semana, dias 1 e 2 de abril, a CPTM prosseguirá com as obras em suas linhas, que vão operar com intervalo maior entre os trens. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Sábado e Domingo: das 20h de sábado até a meia-noite de domingo, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea e nos equipamentos de via permanente entre as estações Perus e Caieiras. No domingo, das 8h às 18h, também haverá intervenção no equipamento de via permanente nas imediações da Estação Pirituba. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Pirituba será de 17 minutos e entre Pirituba e Francisco Morato, de 35 minutos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)
        
Sábado: das 22h até o final da operação comercial, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Domingos de Morais e Imperatriz Leopoldina. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 20 minutos.

Domingo: das 4h às 7h, os serviços continuarão entre as estações Domingos de Morais e Imperatriz Leopoldina. Também estão programadas as seguintes ações:

- das 7h às 18h: obras de modernização da Estação Quitaúna.
- das 8h às 20h: intervenções nos equipamentos de via permanente entre Pres. Altino e Osasco.
- das 22h à meia-noite: serviços no sistema de sinalização entre General Miguel Costa e Jandira.
Das 4h à meia noite, o intervalo médio dos trens entre Júlio Prestes e Itapevi será de 20 minutos.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Domingo: das 8h às 20h, em razão de intervenções nos equipamentos de via, a circulação ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco. Para seguir viagem, os usuários deverão utilizar a Linha 8. Das 4h à meia-noite, também serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Cidade Universitária e Cidade Jardim. O intervalo médio dos trens será de 25 minutos em toda a linha.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 8h às 18h30, os trabalhos serão executados nos equipamentos de via permanente entre as estações Prefeito Saladino e Utinga. O intervalo médio dos trens será de 25 minutos em toda a linha. 

Extensão Linha 11-Coral (Guaianases-Estudantes)

Domingo: das 4h à meia-noite, ocorrerão intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Mogi das Cruzes e Estudantes. O intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes. 

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e Domingo: das 21h de sábado até a meia-noite de domingo, em decorrência das obras da Linha 13-Jade no trecho entre as estações Engenheiro Goulart e USP-Leste, o intervalo médio dos trens em toda a linha será de 20 minutos no sábado e de 15 minutos no domingo.

Desafio: a CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Vimos na CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Alckmin lança edital para concessão das linhas 5 e 17

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin anunciou em evento, nesta quinta-feira, 30, o edital para a concessão das linhas 5 – lilás e 17 – ouro, do Metrô.

A concorrência será internacional e os interessados tem 90 dias para enviar as propostas conjuntas das 2 linhas. O leilão será realizado no dia 4 de julho, com contrato estimado de R$ 10,8 bilhões. O valor corresponde à soma das receitas com tarifas e exploração comercial das estações das duas linhas.

A contrapartida de investimento na linha do parceiro privado será de R$ 88 milhões, que serão aplicados em melhorias de infraestrutura. A vencedora do leilão também terá que pagar valor de outorga mínima à vista de R$ 189,6 milhões.

“É uma concessão importante, está já lançado o edital. Em seguida, até o meio do ano, teremos o edital de concessão da linha 15, que vai de Oratorio a São Mateus. E, depois, estamos preparando editais das parcerias público privadas das linhas 8 e 9, para o segundo semestre”, afirmou o governador.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 5 terá portas plataforma em todas as estações

Em reunião nesta terça-feira, 28, com o diretor de operações do Metrô, Milton Gioia, foi confirmado que todas as estações da Linha 5 – Lilás terão portas plataforma, inclusive as já em funcionamento. O contrato inclusive já está assinado. Hoje, somente Adolfo Pinheiro possui as portas.

As novas estações, que vão ser inauguradas em 2017 e 2018, já vão começar a operar com as portas.

As estações Capão Redondo, Campo Limpo, Vila das Belezas, Giovanni Gronchi, Santo Amaro e Largo 13 devem recebê-las até o próximo ano. Como as estações já estão em funcionamento, a instalação é mais complexa.
 
Há ainda um estudo que prevê que todas as estações da rede metroviária tenham as portas.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ministério dos Transportes vai ceder área para Trem Intercidades

O projeto do Trem Intercidades, que ligará São Paulo a Campinas e Americana, será incluído no programa de concessões da União. A garantia foi dada pelo presidente Michel Temer nesta terça-feira (28) ao secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Clodoaldo Pelissioni, em Brasília. 

A medida qualifica o projeto, avaliado em cerca de US$5 bilhões, a receber financiamento do BNDES.

O Governo Federal vai ceder a faixa de domínio do transporte de cargas até abril. Este era um dos entraves para a viabilidade do Trem Intercidades.

O Governador Geraldo Alckmin destacou a importância do projeto: “Este trem é muito importante porque tem alta capacidade de transporte, integrando regiões metropolitanas, facilitando o ir e vir das pessoas e com qualidade. São trens modernos e de velocidade média. E temos a boa notícia para darmos continuidade ao projeto”.

O trem intercidades terá um trajeto de 135 km no total. Ao todo, contará com nove estações e com expectativa de atender até 60 mil passageiros por dia. O projeto completo ainda prevê que haverá estações ligando São Paulo a Santos, Sorocaba e Pindamonhangaba, em um total de 431 km de percurso.
 
A audiência também contou com a presença do deputado federal, Vanderlei Macris, do presidente da Alesp, deputado Cauê Macris, do ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, do diretor-presidente da ANTT, Jorge Passos, e do secretário executivo do PPI Adalberto Vasconcelos.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM, Metrô e Via Quatro neste fim de semana, 25 e 26 de março, Linha 9-Esmeralda terá operação especial para o Lollapalooza

Neste final de semana, dias 25 e 26 de março, a CPTM prosseguirá com as obras em quatro linhas, que vão operar com intervalo maior entre os trens. Já a Linha 9-Esmeralda terá operação especial para atender o público do Festiva Lollapalooza. O Metrô interditará a Linha 15-Prata e a Via Quatro, a Linha 4-Amarela. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 4-Amarela (Luz - Butantã)

Domingo: Para continuidade das obras civis no mezanino metálico da futura estação Higienópolis-Mackenzie, as estações República e Luz da Linha 4-Amarela, operadas pela Concessionária ViaQuatro, ficarão fechadas durante todo o dia. No trecho entre as estações Butantã e Paulista, a circulação dos trens da Linha 4 ocorrerá normalmente. Os passageiros poderão utilizar o próprio sistema metroviário para realizar seus trajetos. Os usuários que entrarem nas estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho com destino às estações República e Luz devem desembarcar em Paulista e seguir viagem usando a integração com a Linha 2-Verde. Já os passageiros com destino a Linha 4-Amarela, que estiverem tanto na estação Luz, na Linha 1-Azul, quanto em República, na Linha 3-Vermelha, devem se dirigir até a estação Consolação, na Linha 2-Verde, onde será possível  transferir-se para a Linha 4 e prosseguir viagem pelo sistema. A operação nas demais estações da Linha 4-Amarela no trecho entre as estações Paulista-Butantã será normal. As estações República (Linha 3-Vermelha) e Luz (Linha 1-Azul) do Metrô funcionam normalmente.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Sábado e Domingo: das 20h de sábado até a meia-noite de domingo, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea e nos equipamentos de via permanente entre as estações Perus e Caieiras. No domingo, das 8h às 18h, também haverá intervenção no equipamento de via permanente nas imediações da Estação da Luz. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Pirituba será de 17 minutos e entre Pirituba e Francisco Morato, de 34 minutos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: das 22h até o final da operação comercial, os trabalhos se concentrarão nos equipamentos de via permanente entre as estações Engenheiro Cardoso e Itapevi. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 20 minutos.

Domingo: das 4h às 6h, prosseguirão os serviços entre as estações Engenheiro Cardoso e Itapevi. Também haverá:
- das 4h às 8h: obras de modernização no sistema de rede aérea nas proximidades da Estação Antonio João.
- das 8h às 17h: obras de modernização da Estação Quitaúna
- das 9h às 19h: intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Carapicuíba e Santa Terezinha
- das 4h à meia-noite: serviços no sistema de rede aérea na região da Estação Palmeiras-Barra Funda

Das 4h às 6h, o intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 25 minutos e das 6h à 0h, de 20 minutos.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Sábado e Domingo: das 21h30 até o fim da operação comercial de sábado e das 20h até a meia-noite de domingo, haverá operação especial para atender o público do Lollapalooza. Os trens circularão com intervalo médio de 4 minutos entre as estações Grajaú e Pinheiros.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Sábado: das 21h até o fim da operação comercial, haverá intervenções de infraestrutura entre as estações Brás e Mooca. O intervalo médio dos trens entre as estações Brás e Rio Grande da Serra será de 20 minutos

Domingo: das 7h às 19h, os serviços estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Guapituba e Ribeirão Pires-Antonio Bespalec. O intervalo médio dos trens entre as estações Brás e Mauá será de 15 minutos e entre Mauá e Rio Grande da Serra, de 30 minutos.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e Domingo: das 17h de sábado até a meia-noite de domingo, as intervenções serão executadas nos equipamentos de via permanente e no sistema de rede aérea entre as estações Engenheiro Manoel Feio e Aracaré.

Ainda no sábado, das 22h até o fim da operação comercial, haverá obras da Linha 13-Jade nas imediações da Estação Engenheiro Goulart. O intervalo médio dos trens entre as estações Brás e Eng. Manoel Feio será de 15 minutos e entre Eng. Manoel Feio e Calmon Viana, de 30 minutos.

Linha 15-Prata (Vila Prudente - Oratório)

Domingo: As estações Vila Prudente e Oratório deverão permanecer fechadas ao público até às 16 horas. Durante os serviços, os passageiros também serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Oratório e Vila Prudente até o reinicio da operação.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Para informar sobre as mudanças programadas, haverá emissão de mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens, colocação de cartazes e publicação de informativos nas redes sociais. O Metrô recomenda aos usuários que programem suas viagens e adquiram os bilhetes antecipadamente.

Em caso de dúvidas, os usuários têm à disposição a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), que atende diariamente, das 5h30 às 23h30. Já a Central de Atendimento da Via Quatro (0800 770 7100) atende de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22 horas, e aos sábados e domingos, das 8h às 18 horas.

Vimos na CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Trem quebra e prejudica funcionamento de linha da CPTM em São Paulo

A Linha 9-Esmeralda da CPTM funciona com velocidade reduzida na manhã desta sexta-feira (24) em razão de um trem que apresentou problema na Estação Ceasa. Ele ficou parado na via e uma locomotiva de manutenção precisou ser acionada para rebocar a composição. 

Os trens circulavam com velocidade reduzida às 7h entre as Estações Cidade Universitária e Osasco. Isso porque eles passavam por apenas uma das vias na região da Estação Ceasa. 

Às 7h25, a linha estava em processo de normalização. 

Vimos no G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 6 – Laranja pode ser relicitada

O Governo de São Paulo está avaliando a possibilidade de relicitar a linha 6 – laranja do Metrô. Esta linha tem a construção e a operação tocada pela iniciativa privada e as desapropriações feitas pelo Governo.

As obras estão paradas desde o ano passado. A Move SP, concessionária responsável, não está conseguindo obter um financiamento junto ao BNDES no valor R$ 5,5. O consórcio é formado por algumas empresas que estão sendo investigadas na Lava Jato.

A gestão Alckmin deu prazo até 15 de junho para que as obras sejam retomadas caso contrário terá que fazer uma nova licitação. “Ou as empresas conseguem garantias ou temos uma alternativa, que é relicitar. É ruim, é ruim, mas, se precisarmos, vamos fazer”, afirma ao jornal Folha de São Paulo Clodoaldo Pelissioni, secretário de Transportes Metropolitanos.

Clodoaldo disse que há grupos estrangeiros interessados na linha porém no momento desta licitação, somente a Move SP apresentou proposta. “Já atendi grupo chinês, francês, italiano, espanhol. Não temos impeditivo do lado do governo, tenho todas as desapropriações pagas, tenho R$ 1,6 bilhão remanescentes e transferi mais R$ 740 milhões para essa linha.”

O secretário, porém, torce que a Move SP retome as obras. “Espero que as negociações [do empréstimo da Move São Paulo] andem bem e que as obras sejam retomadas depois de junho.”

Em nota a Folha, a Move SP “neste momento trabalha com a expectativa de retomada das atividades tão logo sejam superadas as condições que levaram à suspensão temporária das obras. A suspensão das atividades se deveu a fatores combinados e alheios ao domínio da concessionária, como a deterioração da economia, os atrasos na liberação de áreas públicas por parte do poder concedente e mudanças nas exigências do BNDES”

A responsável pela linha 6 diz que a obra até a parada avançou 15% e que estão mantidas as atividades de desapropriação, manutenção e segurança das áreas que irão receber as instalações da linha 6, bem como o recebimento e armazenamento dos equipamentos, como tatuzões, e atendimentos à comunidade.

A concessionária, por fim, afirma que “continua com os esforços para a obtenção do financiamento de longo prazo junto ao BNDES e aguarda manifestação do governo do Estado de São Paulo sobre o pedido de reequilíbrio da PPP de implantação da linha 6-laranja de metrô”.

Sobre o reequilibrio, Pelissioni diz que isso “virou um mantra do consórcio”.

“Tivemos um problema de financiamento, mas continuei pagando, com algum atraso, eles têm atraso também, já tem seis meses de atraso de obras”, rebate Pelissioni.
O secretário encerra o assunto: “Agora, se rescindir o contrato, o reequilíbrio… Se ele não conseguir nem retomar a obra, como o consórcio vai me dizer que eu atrapalhei o início da operação comercial dele?”

A linha 6 – laranja é a conhecida “linhas das universidades”. Ligará a Brasilândia a estação São Joaquim passando pela PUC, Faap e Mackenzie. Haverá conexões com as linhas 1-azul e 4-amarela, do Metrô, e 7-rubi e 8-diamante, da CPTM. Prevista para ser entregue em 2020, dificilmente se cumprirá este prazo.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô deve ganhar 23 km de malha até 2018

Reportagem do jornal Folha de São Paulo desta quarta-feira, 22, não mostra nenhuma novidade que não sabemos sobre as inaugurações previstas para o Metrô este ano e o próximo, ultimo da gestão Alckmin.

O governo estadual pretende entregar, com muito atraso, até o próximo ano, mais 23 km de linhas metroviárias. Isso é mais do que foi entregue desde 2005 até hoje (21km). Caso efetivada as inauguraçãoes, o Metrô de São Paulo passa a contar com 101 km de extensão, ainda muito aquém do necessário.

A linha 4 – amarela, este ano, deve ganhar 2 estações no segundo semestre: Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire, porém, como estas estações estão no meio da linha já em funcionamento, não agregará para aumentar a rede. Ano que vem, quando for entregue São Paulo-Morumbi, aí sim haverá expansão. Vial Sônia, a última do ramal, fica para 2019, em outra gestão.

A linha 5 – Lilás deve ganhar 11,5km a mais de linha, saindo da Estação Adolfo Pinheiro chegando a Estação Chácara Klabin. Em  julho, está prevista a entrega das estações Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin. Para dezembro, serão inauguradas as estações Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz (conexão com a Linha 1 – Azul) e Chácara Klabin (conexão com a Linha 2 – Verde) . Para 2018, fica Campo Belo, que terá integração futura com a Linha 17 – Ouro.

O monotrilho da linha 15 – Prata ganhará mais 10 km em 2018 e 8 estações: São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói, Vila União, Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus.

A reportagem não fala das obras que não vao ser entregues até 2018 mas vamos lembrar.

A linha 17 – Ouro, que era prevista para a Copa, ficará para a outra gestão.

A linha 6 – laranja, que ligará Brasilândia a São Joaquim, estão com as obras paradas desde o ano passado. A linha é tocada pela iniciativa privada e não conseguiu financiamento junto ao BNDES. O Governo do Estado deu prazo até junho para que as obras voltem. Não deve ser entregue antes de 2021.

A linha 18 – bronze, por monotrilho, que ligará a estação Tamnaduateí ao ABC, também será tocada pela iniciativa privada. Neste caso, o problema está do lado do Governo do Estado que é responsável pelas desapropriações e também nao conseguiu verba junto ao Governo Federal. O consórcio, que assinou o contrato em 2014, espera o desenrolar deste tema para começar as obras.

A expansão da linha 2 – Verde, que chegará a Guarulhos, também teve contrato assinados com as construtoras porém faltou verba por parte do Governo do Estado e obras não começaram.

Como a reportagem só foca em Metrô, vale lembrar que está prevista para março do ano que vem, a entrega da linha 13 – Jade, da CPTM, que ligará a linha 12 – Safira ao Aeroporto de Guarulhos. Já a expansão da linha 9 – Esmeralda, até Varginha, segue um imbróglio e não deve ser entregue antes de 2018.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Trens da Frota P começam a circular na Linha 5-Lilás

Neste domingo, 19, 6 novos trens da frota P começaram a circular na linha 5 – lilás, do Metrô. Já são 8 trens testados porém só circulam 6 devido a demanda. O sistema CBTC também começou a funcionar. A nova frota passará por testes e por agora, só rodará aos domingos. A expectative é que os trens comecem a operar também aos sábados em abril.

A frota P, da CAF,  possui sistema duplo de ar-condicionado, portas mais largas, corredor entre os vagões (iguais aos da linha 4 – amarela), câmeras de monitorament e segurança, sistema de freios antideslizantes e antiderrapantes, iluminação LED, mapa dinâmico que mostra as estaçòes percorridas, sistema de detecção e combate a incêndios, além de mensagens sonoras gravadas, que se adequam ao nível de ruído dentrp do trem e regulam seu volume automaticamente.

Essa frota de 26 trens foi adquirida para atender a demanda da expansão da linha que deve ser quase totalmente entregue este ano.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Devido a problemas, CPTM reduz velocidade em até 77% do que deveria ser

Reportagem da TV Globo desta quinta-feira, 16, mostra que os trens da CPTM estão andando em velocidade bem mais baixa do que deveriam, chegando em casos de até 77%. A lentidão se deve a falhas nos trilhos, serviço de manutenção e obras. A redução mais brusca ocorre em trechos da linha 7, entre Perus e Caieiras, onde a velocidade máxima cai de 90 para 20 quilômetros por hora.

No trecho da linha 10 – Turquesa, quando o trem sai de São Caetano, em direção a Tamanudateí, o maquinista é obrigado a reduzir a velocidade por cerca de 1 quilômetro. Se a linha estivesse com a manutenção em dia, o normal seria rodar a 90 km/h, mas o limite agora é 40km/h. neste caso o problema é desgaste de trilhos, que precisa ser trocado por novos. Somado todos os trechos da linha com esse problema, temos 6 quilômetros.

Na linha 8 – diamante, há 3 trechos com problemas. Em dois trechos, entre as estações Osasco e Comandante Sampaio, há um problema de erosão que foi encontrado em 2013. Até hoje nada foi feito e os trens nestes trechos passam a 20km/h.

Na linha 9 – Esmeralda, o problema é nos rede de cabos que abastecem os trens. São 2 pontos. Um dos pontos, entre Pinheiros e a Cidade Universitária, está com problema desde 2012 e não tem data de conserto prevista.

Na linha 12 – Safira, há 18 km com problemas que fazem com que os trens reduzam a velocidade. Entre as estações Tatuapé e USP Leste, por exemplo, a travessia do córrego Tiquatira está danificada, o que provoca o desnivelamento das vias na curva. Mais o que mais atrapalha são as obras da linha 13 – Jade.

Na linha 11-Coral, a CPTM identificou instabilidade no solo, nos dormentes (peças nas quais os trilhos são fixados) e nos trilhos em pelo menos três trechos.

Em resposta a reportagem, o presidente da CPTM, negou riscos. “Não corremos nenhum risco. Risco zero. Para isso que existem as precauções. […] Nós estamos tentando fazer todos os serviços imediatamente, à medida que parecem as novas precauções. Aquelas que são mais antigas são problemas que dependem de outros fatores que a gente está tentando resolver”, explicou.

“O que acontece muitas vezes, o que aconteceu com trilho, nós tivemos duas licitações fracassadas, por problema de concorrência, entre os participantes, em que a gente tem que fazer como funciona a lei, pra poder concluir”, disse. “Uma coisa que estava desde 2012 pra comprar o trilho, e em 2015, que foi quando eu assumi a empresa, a gente fez a compra de 8 mil toneladas de trilhos. E compramos mais 2 mil agora”, completou.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Via Quatro neste fim de semana, 18 e 19 de março

Neste final de semana, dias 18 e 19 de março, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) pross​eguirá com as obras de modernização em algumas de suas linhas e a Via Quatro interditará a Linha 4-Amarela. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 4-Amarela (Luz - Butantã)

Domingo: As estações Luz e República estarão fechadas para embarque e desembarque durante toda a operação comercial (4h40 à meia-noite). A restrição operacional ocorrerá para execução de obras na futura estação Higienópolis-Mackenzie, sob responsabilidade da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô.  Os passageiros poderão utilizar o próprio sistema metroviário para realizar seus trajetos. Os usuários que entrarem nas estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho com destino às estações República e Luz devem desembarcar em Paulista e seguir viagem usando a integração com a Linha 2-Verde do Metrô. Na estação Luz, os passageiros devem utilizar a integração com a Linha 1-Azul do Metrô. Quem estiver na estação República pode fazer a transferência para a Linha 3-Vermelha do Metrô para prosseguir sua viagem pelo sistema. As estações República (Linha 3-Vermelha) e Luz (Linha 1-Azul) do Metrô funcionam normalmente.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Caieiras e Baltazar Fidélis. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Caieiras será de 15 minutos e entre Caieiras e Francisco Morato, de 30 minutos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: das 22h até o final da operação comercial, as obras de modernização ocorrerão no sistema de rede aérea nas imediações da Estação Antonio João, além de reforma na passagem em nível da Estação Engenheiro Cardoso. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 25 minutos.

Domingo: das 4h às 8h, prosseguirão os trabalhos na Estação Antonio João e, das 4h à meia-noite, na passagem em nível da Estação Engenheiro Cardoso.
Das 4h à meia-noite, também haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Imperatriz Leopoldina. Das 7h às 23h, serão realizadas obras de modernização da Estação Quitaúna. Das 4h às 8h, o intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 30 minutos e das 8h à meia-noite, de 25 minutos.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Sábado: das 20h até o fim da operação, os trabalhos se concentrarão nos equipamentos de via permanente entre as estações Berrini e Morumbi.  O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 25 minutos.

Domingo: das 8h às 19h, os serviços serão executados nos equipamentos de via permanente entre as estações Cidade Universitária e Pinheiros. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 15 minutos.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 7h às 18h, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Ribeirão Pires-Antonio Bespalec e Rio Grande da Serra. O intervalo médio dos trens entre as estações Mauá e Rio Grande da Serra será de 20 minutos.

Linha 11-Coral / Expresso Leste (Luz – Guaianases)

Domingo:
das 4h até meia-noite, os serviços serão realizados nos equipamentos de via permanente entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera.  O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Guaianases será de 20 minutos.

Extensão Linha 11-Coral (Guaianases – Estudantes)

Domingo: 
das 4h até meia-noite, os trabalhos estarão concentrados no sistema de rede aérea entre as estações Guaianases e Ferraz de Vasconcelos. O intervalo médio dos trens entre as estações Guaianases e Estudantes será de 22 minutos. 

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Domingo: das 4h até meia-noite, haverá obras de implantação de rede aérea da futura Linha 13-Jade entre as estações Engenheiro Goulart e Comendador Ermelino. Das 7h às 21h, as intervenções serão executadas nos equipamentos de via permanente entre as estações USP-Leste e Comendador Ermelino. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 25 minutos.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.
Com a operação diferenciada deste domingo, a orientação aos usuários será reforçada em toda a Linha 4-Amarela com cartazes, mensagens sonoras e veiculação de informações nos monitores de TV das estações, plataformas e trens. A equipe de atendimento também está preparada para auxiliar os usuários nos deslocamentos, minimizar os impactos das mudanças e garantir a segurança.

Informações adicionais podem ser obtidas na Central de Atendimento (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, sábado e domingo, das 8h às 18h. Outros canais de comunicação também estão à disposição, como a Ouvidoria (ouvidoria@viaquatro.com.br) e o Fale Conosco no link http://www.viaquatro.com.br/fale-conosco.

Vimos na CPTM e Via Quatro

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM reabre trecho da ciclovia da Marginal Pinheiros

A CPTM reabriu na última terça, 14, o  trecho da ciclovia da Marginal Pinheiros entre as estações Cidade Jardim e Hebraica-Rebouças, que estava em obras de reparação devido às chuvas. No dia 24 de fevereiro, as fortes chuvas que atingiram a capital e a Região Metropolitana de São Paulo romperam tubulações da Sabesp que passam sob a Ciclovia, causando danos à pista.

Até o próximo domingo, 19/03, o horário de funcionamento ainda está estendido das 5h às 19h30. A partir da segunda-feira, 20, a Ciclovia voltará a funcionar no horário normal, das 5h às 18h30, diariamente.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Governo de São Paulo estuda privatizar linha 2 – Verde

Reportagem publicada nesta quinta-feira, 16, pelo jornal Folha de São Paulo relata que o Governo de São Paulo poderá privatizar a linha 2 – verde, do Metrô, no futuro. A proposta tem como base tentar viabilizar a expansão do ramal até Gaurulhos.

O secretário dos transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, confirmou a possibilidade. “Acertando as linhas 6-laranja e 17-ouro, além da linha 18-bronze, a linha 2 tem projeto pronto, algumas desapropriações já executadas. Então acho que pode ser.”

A expansão da linha 2 teria 14km e 13 novas estações, ligando a Vila Prudente à Rodovia Presidente Dutra. Os contratos com os consórcios que tocariam a obra foram assinados em 2014 porém, desde então, o prazo de início dos trabalhos sempre estão sendo postergados.

“Nossa prioridade é concluir aquilo que já começamos. É um investimento grande, só de obras são mais de R$ 6 bilhões”, diz Pelissioni.

Caso se concretize, o Metrô teria apenas a linha 1 – azul e 3 – vermelha nas mãos do Governo de SP. A linha 4 – amarela já é tocada pela iniciativa privada. As linhas 5 – lilás e 17 –ouro devem ter edital para concessão lançados em abril e a 15 – prata no segundo semestre.

A linha 6 – laranja (Brasilândia – São Joaquim)  está sob responsabilidade do consórcio Move SP porém teve suas obras paradas ano passado por dificuldades em obter financiamento e desde então não se sabe qual o futuro. A linha 18 – bronze, que ligaria a estação Tamanduateí ao ABC por monotrilho já teve contrato assinado com a iniciativa privada para as obras e controle da linha porém as desapropriações são por conta do Governo do Estado que não consegue financiamento junto ao Governo Federal.

Para organizar tantos grupos privados tocando linhas de Metrô, o governo estadula deve criar uma agência que ficará responsável por este tema.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ao Vivo – Acompanhe as notícias da greve em São Paulo

Siga as notícias greve dos transportes em Tempo Real:

Atualizado às 22h35:

O Metrô está funcionando parcialmente nesta quarta, 15:

Linha 1 – Azul: funciona entre Saúde e Luz;
Linha 2 – Verde:  operando entre Vila Madalena e Alto do Ipiranga;;
Linha 3 – Vermelha: funciona entre Marechal Deodoro e Tatuapé;
Linha 4 – Amarela: funciona normalmente;
Linha 5 – Lilás: funciona integralmente;
Linha 15 – Prata segue fechada.

Ônibus  municipais circulam pela cidade após paralisação até aproximadamente 8h.
Todas as estações da CPTM estão funcionando;

Devido à paralisação parcial do Metrô, a CPTM adotou uma série de medidas:

- A operação de horário de pico iniciada às 5h foi estendida até a redução da demanda, por volta das 11h. Com exceção do serviço Expresso Leste, operado na Linha 11-Coral, que continua com movimento elevado e por isso trens extras continuam circulando entre Luz e Guaianases. .

- A operação da Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato) foi estendida até a Estação Brás.

- As transferências para o Metrô nas estações Palmeiras-Barra Funda, Tamanduateí, Tatuapé, Brás, Santo Amaro e Luz estão fechadas.

As transferências com a Linha 4 - Amarela estão funcionando normalmente.

- Foi reforçado o contingente de segurança nas estações.

- Para evitar o acúmulo nas plataformas, está sendo adotado o controle de fluxo de usuários nas estações mais movimentadas.

Caso a paralisação parcial do Metrô seja mantida no horário de pico da tarde, a CPTM também aumentará o número de viagens em todas as linhas, estendendo o rush da noite até a redução da demanda.

Mais informações poderão ser obtidas no Serviço de Atendimento ao Usuário, telefone 0800 055 0121, que funciona 24 horas.

Rodízio está suspenso;

Zona Azul liberada.

Vimos no Via Trolebus e na CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Justiça proíbe paralisação total de metroviários, motoristas e cobradores de ônibus

Atualizado em 14/03/2017 às 20:47

A juíza Maria Gabriella Pavlópoulos Spaolonzi, da 13ª Vara da Fazenda Pública Central, deferiu liminar pleiteada pela Municipalidade de São Paulo para impedir que motoristas e cobradores de ônibus da Capital promovam paralisação total do serviço de transporte coletivo, em ato programado para acontecer nesta quarta-feira (15). A magistrada fixou multa de R$ 5 milhões por hora, em caso de descumprimento. 

A medida, concedida hoje (14) em ação cautelar antecedente de ação civil pública ajuizada contra o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, determina, ainda, que o sindicato garanta o funcionamento do sistema de transporte coletivo de ônibus, com o mínimo de 85% da frota operando em linhas que atendam hospitais e escolas e 70% nas demais linhas. 

“No Município de São Paulo, grande parte da população depende do transporte público para sua locomoção na cidade. A propósito, o transporte público traduz-se na única opção de deslocamento para a grande maioria das pessoas para chegarem aos seus postos de trabalho, suas escolas e, até mesmo, aos hospitais. Portanto, não há se falar em utilizar outro meio de transporte como opção. Assim sendo, uma vez descumpridas as normas previstas na lei n° 7.783, de 28 de junho de 1989, bem como delineada a clara afronta a diversos direitos garantidos constitucionalmente, de rigor o deferimento da medida liminar requerida”, decidiu a magistrada. 

Metrô: O Tribunal Regional do Trabalho – TRT concedeu liminar ao Metrô determinando o Sindicato dos Metroviários a manter efetivo de 100% dos serviços nos horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h) e de 70% nos demais horários nesta quarta-feira, dia 15/03, sob pena de aplicação de multa diária ao Sindicato no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais).

A Cia. reitera que os empregados não estão autorizados a abandonar seus postos de trabalho para participar da mobilização. A ausência/abandono do posto de trabalho implicará em desconto das horas e do DSR (Descanso Semanal Remunerado).

O Metrô conta com o bom senso da categoria para que a população não seja privada de um transporte tão essencial para a cidade de São Paulo e reitera que serão adotadas todas as medidas necessárias para garantir a oferta do transporte metroviário.

Segundo a assessoria de imprensa da categoria, a paralisação de cinco linhas do Metrô está mantida. Neste momento, os metroviários estão reunidos em assembleia para decidir como isso será feito.

A expectativa é que as linhas 1- Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 5-Lilás e 15-Prata do Metrô fiquem paradas durante todo o dia em São Paulo. Apenas a linha 4-Amarela, que é administrada pela ViaQuatro, deve funcionar no dia de amanhã.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metroviários confirmam greve geral em 5 linhas do Metrô amanhã, ônibus também devem parar

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo confirmou participação na greve geral de amanhã, dia 15 de março, contra as reformas previdenciária e trabalhista do presidente Michel Temer (PMDB). O governo do estado afirma que tenta impedir a paralisação por meio de pedido liminar na Justiça.

Segundo a assessoria de imprensa do sindicato, a expectativa é que as linhas 1- Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 5-Lilás e 15-Prata do Metrô fiquem paradas durante todo o dia em São Paulo.

Na data, chamada de Dia Nacional de Paralisação e Mobilização, diversos sindicatos e categorias de trabalhadores prometem parar por 24 horas em todo o país para protestar contra os pacotes de reforma propostos pelo governo. Saiba mais: Reforma da Previdência é dura e necessária, mas não perfeita
Em São Paulo, apenas a linha 4-Amarela, que é administrada pela ViaQuatro, deve funcionar no dia de amanhã.

O sindicato dos metroviários informou que fará uma assembleia geral às 18h30 de hoje para definir como será a organização da categoria para amanhã. Eles já confirmaram presença no ato geral amanhã às 16 horas na Avenida Paulista, evento coordenado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Já o sindicato dos ferroviários de São Paulo afirmou que não fará paralisação, mas terá representantes no protesto na frente do Masp. Segundo o presidente do sindicato, Eluiz Alves de Matos, as linhas da CPTM terão funcionamento normal amanhã em São Paulo.

Além das linhas de metrô, os ônibus também devem ficar parados na capital paulista amanhã pelo menos durante o período da manhã. O sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo confirmou a EXAME.com a participação na greve geral e promete paralisar os ônibus da capital da meia noite às 8 horas de amanhã. A expectativa da categoria é que o serviço de transporte de ônibus seja normalizado apenas ao meio dia. 

Vimos no Exame.com

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Doria viaja de ônibus como prefeito pela 2ª vez e quer intervalo de até 15 minutos entre coletivos

Prefeito em sua primeira viagem entre o Terminal Capelinha e o Centro

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) viajou de ônibus pela segunda vez em seu mandato para testar o serviço e avaliou que a higiene e o tempo de espera estão entre as providências mais urgentes a serem tomadas em relação ao transporte público da capital. 

Ele afirmou que pediu ao secretário de Transportes, Sérgio Avelleda, que marque uma reunião com as empresas de ônibus solicitando uma melhora na limpeza em até 48 horas. 

O prefeito pegou a linha 5143/10 Terminal Sapopemba - Parque D. Pedro, uma das mais movimentadas da capital, e também ouviu críticas quanto ao intervalo entre as partidas. Ele disse que pretende conversar com a concessionária para que o intervalo seja de até 15 minutos e não de 30 a 35 minutos, como ocorre atualmente na linha que liga a Zona Leste ao Centro. 

"Não acho razoável as pessoas esperaram meia hora no ponto de ônibus. As pessoas são trabalhadoras. Não podem chegar atrasadas no seu trabalho. Também não faz sentido que tenham que acordar meia hora mais cedo em função de uma deficiência nas linhas de ônibus", disse. 

O prefeito tomou o ônibus às 6h29 e chegou ao Terminal D. Pedro às 7h31. Doria chegou a trocar de ônibus alegando que um veículo em melhores condições do que o normal tinha sido preparado pela concessionária para o teste. 

A viagem foi feita em um ônibus mais antigo e sem ar-condicionado, o que levou o prefeito a dar nota 4 para o serviço. Na primeira viagem, feita por Doria a partir do Terminal Capelinha, na Zona Sul, em fevereiro, a nota tinha sido 7. 

João Doria andou de ônibus e cumprimentou passageiros nesta segunda-feira (Foto: Márcio Pinho/G1)

Vimos no G1


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Trem descarrila perto da Estação Itapevi e circulação na Linha-8 da CPTM é prejudicada

Um trem de carga descarrilou perto da Estação Itapevi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na manhã desta segunda-feira (13). O intervalo entre as composições e o tempo do percurso foi ampliado na Linha-8 Diamante. 

Imagens do Bom Dia São Paulo mostram o trem carregado com brita fora dos trilhos. Apenas uma via está funcionando entre a Estação Itapevi e Sagrado Coração. Procurada, a CPTM não soube informar as causas do acidente e afirmou que não é necessário acionar o Paese porque não há muitos passageiros nessas estações. 

Segundo a CPTM, os serviços de manutenção na vai devem ser concluídos por volta das 15h. 

Vimos no G1

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Metrô neste fim de semana, 11 e 12 de março

Neste final de semana, dias 11 e 12 de março, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) pross​eguirá com as obras de modernização em algumas de suas linhas e o Metrô interditará a a Linha 15-Prata e a Linha 5-Lilás. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 5-Lilás (Capão Redondo - Adolfo Pinheiro)

Sábado e domingo: Para continuidade dos testes do novo sistema de controle dos trens, a Linha 5-Lilás (Capão Redondo – Adolfo Pinheiro) terá horário diferenciado de operação no sábado (11) e no domingo (12). No sábado, a interdição está programada para ter início às 22 horas. Já no domingo, os testes ocorrerão das 4h40 às 17 horas. Durante o período das interdições, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pela estratégia. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Franco da Rocha e Francisco Morato. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Francisco Morato, será de 24 minutos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: das 22h até o final da operação comercial, os serviços ocorrerão nos equipamentos de via permanente entre as estações Jandira e Itapevi. Também haverá obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Domingos de Moraes. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 25 minutos.

Domingo: das 4h à meia-noite, prosseguirão os serviços no trecho entre as estações Jandira e Itapevi. Das 4h às 8h, também continuarão as obras de modernização entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Domingos de Moraes. Das 4h à meia-noite, serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Júlio Prestes e Palmeiras-Barra Funda. Das 8h às 22h, haverá obras de reconstrução da Estação Quitaúna. Das 4h às 8h, o intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 30 minutos e das 8h à meia-noite, de 25 minutos.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Sábado: das 20h até o fim da operação, os trabalhos se concentrarão nos equipamentos de via permanente entre as estações Primavera-Interlagos e Autódromo.  O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 25 minutos.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Prefeito Celso Daniel-Santo André e Capuava. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 20 minutos.


Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e Domingo: das 17h de sábado até o fim da operação de domingo, estão programadas intervenções nos equipamentos de via permanente e no sistema de rede aérea entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 15 minutos entre as estações Brás e Engenheiro Manoel Feio e de 30 minutos entre Eng. Manoel Feio e Calmon Viana.

Linha 15-Prata (Vila Prudente - Oratório)

Domingo: As estações Vila Prudente e Oratório deverão permanecer fechadas ao público até às 16 horas. Durante os serviços, os passageiros também serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Oratório e Vila Prudente até o reinicio da operação.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Para informar sobre as alterações programadas, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens, colocará cartazes nas estações das linhas envolvidas e publicará informativos nas redes sociais. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Vimos na CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Alckmin comenta sobre polêmica entre a Linha 13 e a concessionária GRU

O governador Geraldo Alckmin foi indagado nesta sexta, 3, sobre a polêmica envolvendo a Linha 13 – Jade, da CPTM, junto a concessionária que adminsitra o Aeroporto Internacional de São Paulo.

O primeiro ponto levantando foi sobre a alteração do projeto que fez com que a estação Aeroporto ficasse longe dos principais terminais. “Não tem como colocar uma estação em cada terminal, você tem vários terminais domésticos e internacionais. Nós queríamos colocar onde é aquele estacionamento do aeroporto, só que não foi possível, a concessionária não permitiu, tem até um documento dizendo que lá ia fazer shopping, ia fazer hotel. Nos foi permitido onde está sendo concluída a estação”, disse.

Outra polêmica abordada é que a concessionária, diferentemente do proposto inicialmente, não deve construir um monotrilho ligando a estação aos terminais. “A concessionária se comprometeu a pôr gratuitamente o People Move, que é um sistema de trenzinho, também não cumpriu. E, agora, se comprometeu a colocar provisoriamente enquanto não sai o People Move um ônibus gratuito”, afirmou. Com esta declaração não dá para entender se futuramente haverá ou não o monotrilho.

Alckmin enfatizou que os passageiros poderão fazer o check in na própria linha 13, possivelmente na estação Engenheiro Goulart. “Nós estamos trabalhando para fazer o embarque lá no sistema da CPTM. Então, as pessoas com as empresas de aviação fazem o embarque, o check in, despacha a mala e vem direto. Isso pode ajudar muito a população”, afirmou o governador.

O governador enfatizou que a linha deve ser entregue em março de 2018. “A obra está indo muito bem, é uma nova linha de trem, não é extensão. Estamos com mais de 1.300 trabalhadores, a obra está indo em bom ritmo”.

A estação CECAP deve ter uma homanegm ao grupo Mamonas Assassinas. Os integrantes do grupo morreram em um acidente aéreo em 2 de março de 1996.“Se depender de mim sim, eu adoraria. E eles são da cidade de Guarulhos e do bairro Cecap”, declarou.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM e Metrô neste fim de semana, 04 e 05 de março

Neste final de semana, dias 04 e 05 de março, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) pross​eguirá com as obras de modernização em algumas de suas linhas e o Metrô interditará a a Linha 15-Prata e a Linha 5-Lilás. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem:

Linha 5-Lilás (Capão Redondo - Adolfo Pinheiro)

Sexta, sábado e domingo: Para continuidade dos testes do novo sistema de controle dos trens, a Linha 5-Lilás terá horário diferenciado de operação na sexta-feira (3), sábado (4) e no domingo (5). Hoje (sexta), a interdição está programada para ter início às 23 horas. Amanhã (sábado), as estações fecham para o público às 22 horas. Já no domingo, o período de testes será das 4h40 às 17 horas. Durante as interdições, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pela estratégia. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Franco da Rocha e Baltazar Fidelis. Das 4h às 10h, também haverá intervenções nos equipamentos de via permanente na região da Estação Palmeiras-Barra Funda. O intervalo médio dos trens entre as estações Luz e Caieiras será de 15 minutos e entre Caieiras e Francisco Morato, de 30 minutos.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: das 22h até o final da operação comercial, os serviços ocorrerão nos equipamentos de via permanente entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 25 minutos.

Domingo: das 4h às 7h, serão retomadas as intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa. O intervalo médio dos trens entre as estações Júlio Prestes e Itapevi será de 25 minutos nesse período.

Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Domingo: das 4h à meia-noite, a circulação de trens ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco, em razão de serviços no sistema de rede aérea. Para prosseguir viagem, o usuário deverá utilizar a Linha 8-Diamante.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e Domingo: das 20h de sábado até as 20h de domingo, estão programadas intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Itaim Paulista e Jardim Romano. A partir das 20h de domingo até o fim da operação comercial, os trabalhos nos equipamentos de via permanente estarão concentrados entre as estações Jardim Helena-Vila Mara e Jardim Romano. Por isso, a circulação será interrompida entre as estações Jardim Helena-Vila Mara e Engenheiro Manoel Feio. 

Para atender os usuários, serão disponibilizados ônibus gratuitos para percorrer o trajeto afetado. As senhas para utilização dos coletivos serão distribuídas nas estações. O intervalo médio dos trens em toda a linha será de 25 minutos.

Linha 15-Prata (Vila Prudente - Oratório)

Domingo: As estações Vila Prudente e Oratório deverão permanecer fechadas ao público até às 16 horas. Durante os serviços, os passageiros também serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Oratório e Vila Prudente até o reinicio da operação.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Para informar sobre as alterações programadas, o Metrô emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens, colocará cartazes nas estações das linhas envolvidas e publicará informativos nas redes sociais. Outras informações podem ser obtidas na Central de Informações do Metrô (0800 770 7722), diariamente, das 5h30 às 23h30.

Vimos na CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Maquinista diz que teve enxaqueca e parou de enxergar

A maquinista que estava no comando do trem que colidiu nesta quinta, 2, na linha 8 – diamante, da CPTM, disse ao programa SPTV, da Rede Globo, que teve uma crise de enxaqueca no momento do acidente, sentiu tonturas, náuseas e o sol aumentou sua sensibilidade à luz. Por isso, ela parou de enxergar no momento do acidente.

Ela também disse que já vem tratando da doença desde o ano passado mas como já faltou muitas vezes, resolveu ir trabalhar por medo de ser demitida.

“No caso dos maquinistas, exaustivamente fazer treinos, reciclagens, que esses condutores possam passar por treinamentos, exames médicos para verificar se tem algum problema com eles, porque efetivamente os maquinistas são jovens e pessoas sãs, que têm total condição física, habilidade e treinamento para estar fazendo todo o trabalho de condução dos trens”, afirmou o secretário dos transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissoni, após o ocorrido.

Para ver o video, acesse http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/video-mostra-maquinista-acionar-freio-segundos-antes-da-colisao-de-trens-da-cptm.ghtml .

O acidente deixou 5 feridos e aconteceu perto da Estação Barueri da linha 8 – diamante, da CPTM, nesta manhã de quinta.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Batida entre trens deixa feridos na estação Barueri da linha 8 da CPTM

Cinco pessoas ficaram feridas após colisão nesta manhã na Grande SP. Maquinista teria passado mal e batido em composição parada.

Dois trens colidiram na manhã desta quinta-feira (2) na estação Barueri da linha 8- Diamante CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Cinco pessoas ficaram feridas.

O acidente ocorreu no sentido Júlio Prestes. Informações iniciais dizem que o maquinista do segundo trem passou mal e colidiu na composição que estava parada. Das vítimas, duas pessoas foram atendidas e liberadas na estação. A maquinista de uma das composições e outros dois passageiros foram levados para um pronto-socorro. 

A circulação foi interrompida no trecho e os trens circularam com velocidade reduzida em toda a linha, em ambos os sentidos. De acordo com a CPTM, por volta das 9h, a circulação já havia sido normalizada. 

Algumas imagens:
 


Vimos no G1
Comentários
0 Comentários

0 comentários: