Governador autoriza abertura de 118 vagas para manutenção e operação na CPTM

Edital de concurso já está aberto e as inscrições começam nesta sexta, 28/7

O Governador autorizou a realização de concurso para contratação de 118 empregados para áreas de Manutenção e Operação da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Há vagas para pessoas com nível de escolaridade fundamental, médio e técnico. O edital da seleção já está disponível no site http://www.cptm.sp.gov.br/a-companhia/concursos/Pages/Edital-abertura.aspx​. As inscrições poderão ser feitas entre os dias 28 de julho e 18 de agosto. O salário inicial varia de R$ 1.802,90 a R$ 4.037,71. ​

O edital do concurso prevê oito vagas mais cadastro de reserva. Porém, a CPTM contratará os 118 empregados aprovados distribuídos nas seguintes funções:  

Cargo​Número de vagas
Agente de conservação de via​​5
​Agente de manutenção civil​4
​Agente de manutenção metalúrgico​3
​Agente de serviços de operação89​
​Oficial de manutenção elétrica (eletricista)9​
​Oficial de manutenção mecânica (mecânico)7​
​Técnico de Manutenção, Projetos e Obras (modalidade: edificações ou construção civil)​1

Os candidatos aprovados deverão ter disponibilidade para trabalhar em qualquer local e nos postos para os quais forem designados, que pertencem ao Sistema de Trens Metropolitanos de São Paulo. A CPTM atende 22 munícipios, incluindo a capital paulista, e, a partir da entrega da Linha 13-jade, prevista para 2018, também atenderá Guarulhos, o segundo maior munícipio do Estado.
 
A RBO Concursos será a organizadora do certame, que compreenderá provas objetivas, testes práticos, aptidão física e/ou avaliação psicológica. No caso das provas prática, física e psicológica já está delimitado que serão chamados cinco candidatos por vaga para estas fases.
 
Vimos na CPTM

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Move SP recebe proposta internacional de aquisição

De acordo com reportagem do jornal Folha de São Paulo desta sexta, 28, o consórcio Move SP, responsável pela obra e operação da linha 6 – laranja, do Metrô de SP, recebeu proposta de uma empresa internacional interessada em adquirir a concessão do ramal.

A negociação está em caráter sigiloso, válida por 60 dias, e já foi comunicada a secretaria estadual  dos transportes.

Se o acordo for fechado, o Governo do Estado não precisa relicitar a linha e as obras devem ser retomadas ainda este ano.

Nos próximos dois meses, a Move SP vai analisar questões jurídicas, financeiras e técnicas da nova proposta.

A linha 6, quando concluída, ligará Brasilândia a São Joaquim.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM, Metrô e Via Quatro neste final de semana (29 e 30 de julho)

Neste final de semana (29 e 30 de julho), a CPTM prosseguirá com as obras em suas linhas, que vão operar com intervalo maior entre os trens. O Metrô interditará a Linha 15-Prata e Linha 5-Lilás e a Via Quatro interditará parcialmente a Linha 4-Amarela. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 4-Amarela (Luz – Butantã)

Domingo: Na Linha 4-Amarela, para dar continuidade à montagem das portas de plataforma e prosseguimento das obras civis na futura estação Higienópolis-Mackenzie, a circulação dos trens no trecho entre as estações Luz e República, em ambos os sentidos, ficará interrompida durante toda a operação do domingo. No trecho entre as estações Butantã e Paulista, a circulação dos trens da Linha 4 ocorrerá normalmente.

Os passageiros poderão utilizar o próprio sistema metroviário para realizar seus trajetos. Os usuários que entrarem nas estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho com destino às estações República e Luz devem desembarcar na estação Paulista e seguir viagem utilizando a integração com a Linha 2-Verde. Já os passageiros com destino à Linha 4-Amarela, que estiverem tanto na estação Luz, na Linha 1-Azul, quanto em República, na Linha 3-Vermelha, devem se dirigir até a estação Consolação, na Linha 2-Verde, onde será possível transferir-se para a Linha 4 e prosseguir viagem pelo sistema.

Vale lembrar que as estações República (Linha 3-Vermelha) e Luz (Linha 1-Azul) do Metrô funcionarão normalmente.

Linha 5-Lilás (Capão Redondo - Adolfo Pinheiro)

Domingo: No período  das 4h40 às 12h00, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) da SPTrans, que circularão ininterruptamente entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pelo sistema PAESE. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Franco da Rocha e Francisco Morato. Também haverá serviços no sistema de rede aérea entre as estações Lapa e Piqueri. O intervalo médio dos trens será de 24 minutos entre Luz e Francisco Morato.

Das 4h às 21h, os trens que seguirem sentido Luz não irão parar para desembarque e embarque na Estação Piqueri. Quem quiser desembarcar nessa estação terá de descer na Estação Lapa e pegar o trem sentido Francisco Morato. Já os usuários que precisarem embarcar na Estação Piqueri, sentido Luz, deverão pegar o trem sentido Francisco Morato, desembarcar na Estação Pirituba e voltar sentido Luz.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Domingo: das 4h à meia-noite, as intervenções serão executadas no sistema de rede aérea entre as estações Barueri e Itapevi. O intervalo médio dos trens será de 16 minutos entre Júlio Prestes e Barueri e de 32 minutos entre Barueri e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Grajaú – Osasco)

Domingo: das 8h às 20h, os trabalhos ocorrerão nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação Cidade Jardim. O intervalo médio dos trens será de 15 minutos em toda a linha.

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 4h às 8h, os serviços serão realizados nos equipamentos de via permanente nas imediações da Estação Guapituba. Neste período, o intervalo médio dos trens será de 20 minutos em toda a linha.

Das 8h às 18h, as intervenções estarão concentradas no sistema de rede aérea entre as estações Ribeirão Pires-Antonio Bespalec e Rio Grande da Serra. Neste período, o intervalo médio dos trens será de 20 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Domingo: das 4h à meia-noite, haverá obras de modernização entre Itaquaquecetuba e Aracaré. Também serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Brás e Tatuapé. O intervalo médio dos trens será de 35 minutos em toda a linha.

Linha 15-Prata (Vila Prudente - Oratório)

Domingo: As estações Vila Prudente e Oratório deverão permanecer fechadas ao público até às 16 horas. Durante os serviços, os passageiros também serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Oratório e Vila Prudente até o reinicio da operação.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Com a operação diferenciada deste domingo, a orientação aos usuários será reforçada em toda a Linha 4-Amarela com cartazes, mensagens sonoras e veiculação de informações nos monitores de TV das estações, plataformas e trens. A equipe de atendimento também está preparada para auxiliar os usuários nos deslocamentos, minimizar os impactos das mudanças e garantir a segurança.

Informações adicionais podem ser obtidas na Central de Atendimento (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, sábado e domingo, das 8h às 18h. Outros canais de comunicação também estão à disposição, como a Ouvidoria (ouvidoria@viaquatro.com.br) e o Fale Conosco no link http://www.viaquatro.com.br/fale-conosco.

Vimos na CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

3 estações da Linha 5 já possuem data de inauguração

De acordo com fontes, está praticamente sacramentada a data da inauguração das estações Brooklin, Alto da Boa Vista e Borba Gato da linha 5 – lilás, do Metrô: 30 de Agosto de 2017.

As 3 estações serão entregues juntas porém, como de praxe em toda nova parada, devem ter um horário reduzido de funcionamento nos primeiros meses.

Até dezembro, devem ser entregues as estações Eucaliptos, Moema, AACD Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin. No início do ano que vem, será entregue a Estação Campo Belo.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM, Metrô e Via Quatro neste final de semana (22 e 23 de julho)

Neste final de semana (22 e 23 de julho), a CPTM prosseguirá com as obras em suas linhas, que vão operar com intervalo maior entre os trens. O Metrô interditará a Linha 15-Prata e Linha 5-Lilás e a Via Quatro interditará parcialmente a Linha 4-Amarela. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 4-Amarela (Luz – Butantã)

Domingo: Na Linha 4-Amarela, para dar continuidade à montagem das portas de plataforma e prosseguimento das obras civis na futura estação Higienópolis-Mackenzie, a circulação dos trens no trecho entre as estações Luz e República, em ambos os sentidos, ficará interrompida durante toda a operação do domingo. No trecho entre as estações Butantã e Paulista, a circulação dos trens da Linha 4 ocorrerá normalmente.

Os passageiros poderão utilizar o próprio sistema metroviário para realizar seus trajetos. Os usuários que entrarem nas estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho com destino às estações República e Luz devem desembarcar na estação Paulista e seguir viagem utilizando a integração com a Linha 2-Verde. Já os passageiros com destino à Linha 4-Amarela, que estiverem tanto na estação Luz, na Linha 1-Azul, quanto em República, na Linha 3-Vermelha, devem se dirigir até a estação Consolação, na Linha 2-Verde, onde será possível transferir-se para a Linha 4 e prosseguir viagem pelo sistema.

Vale lembrar que as estações República (Linha 3-Vermelha) e Luz (Linha 1-Azul) do Metrô funcionarão normalmente.

Linha 5-Lilás (Capão Redondo - Adolfo Pinheiro)

Domingo: No período  das 4h40 às 12h00, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) da SPTrans, que circularão ininterruptamente entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pelo sistema PAESE. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Sábado e Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de sinalização na região da Estação Franco da Rocha. O intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Luz e Francisco Morato.

Extensão da Linha 7-Rubi (Francisco Morato-Jundiaí)

Domingo: das 4h às 20h, haverá serviços no sistema de rede aérea entre as estações Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista. No mesmo trecho, das 7h às 18h, também ocorrerão serviços nos equipamentos de via permanente. O intervalo médio dos trens será de 35 minutos entre as estações Francisco Morato e Jundiaí.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Sagrado Coração e Itapevi. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos entre Barueri e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Grajaú – Osasco)

Sábado: das 20h até o fim da operação comercial, em razão de intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Cidade Jardim e Vila Olímpia, o intervalo médio dos trens será de 25 minutos em toda a linha.

Domingo: das 8h às 20h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente na região da Estação Santo Amaro. O intervalo médio dos trens será de 15 minutos em toda a linha. 

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 7h às 18h, os serviços serão executados no sistema de rede aérea entre as estações Ribeirão Pires-Antonio Bespalec e Rio Grande da Serra. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos entre as estações Mauá e Rio Grande da Serra. 

Linha 11-Coral (Luz – Guaianases)

Sábado: das 20h até o fim da operação comercial, serão realizados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera.  O intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Luz e Guaianases.    

Domingo: das 4h à meia-noite, devido à continuidade dos trabalhos nos equipamentos de via permanente, a circulação ficará interrompida entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera. O usuário que desejar prosseguir viagem no trecho deverá utilizar a Linha 3-Vermelha do Metrô. O intervalo médio dos trens será de 18 minutos entre as estações Luz e Tatuapé e de 15 minutos entre as estações Corinthians-Itaquera e Estudantes. Quem seguir para Estudantes não terá que fazer transferência na Estação Guaianases.   

Extensão da Linha 11-Coral (Guaianases-Estudantes)

Sábado: das 20h até o fim da operação comercial, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Ferraz de Vasconcelos e Calmon Viana.  O intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Guaianases e Estudantes.    

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado e domingo: das 20h até o fim da operação comercial de domingo, devido às obras de implantação da Linha 13-Jade entre as estações Eng. Goulart e Comendador Ermelino, o intervalo médio dos trens será de 25 minutos em toda a linha.

Linha 15-Prata (Vila Prudente - Oratório)

Domingo: As estações Vila Prudente e Oratório deverão permanecer fechadas ao público até às 16 horas. Durante os serviços, os passageiros também serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Oratório e Vila Prudente até o reinicio da operação.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Com a operação diferenciada deste domingo, a orientação aos usuários será reforçada em toda a Linha 4-Amarela com cartazes, mensagens sonoras e veiculação de informações nos monitores de TV das estações, plataformas e trens. A equipe de atendimento também está preparada para auxiliar os usuários nos deslocamentos, minimizar os impactos das mudanças e garantir a segurança.

Informações adicionais podem ser obtidas na Central de Atendimento (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, sábado e domingo, das 8h às 18h. Outros canais de comunicação também estão à disposição, como a Ouvidoria (ouvidoria@viaquatro.com.br) e o Fale Conosco no link http://www.viaquatro.com.br/fale-conosco.

Vimos na CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

CPTM pode ter greve no dia 1º de agosto por causa de possibilidade de redução de salário

Funcionários da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos decidiram em assembleias na noite desta terça-feira, 18 de julho de 2017, entrar em estado de greve.

A categoria pode cruzar os braços no 1º  de agosto.

De acordo com os sindicatos que representam os trabalhadores, o motivo é a possibilidade de redução salarial de 3,51% nas folhas da categoria.

As entidades sindicais dizem que esse percentual se refere a um dissídio de 2011 e que agora será descontado dos funcionários.

Se houver paralisação, devem ser afetadas todas as seis linhas da CPTM.

No dia 31 deste mês, os sindicatos devem fazer nova assembleia para decidir se paralisam ou não.
A categoria é dividida em quatro sindicatos:

Sindicato dos Ferroviários de São Paulo: trabalhadores das linhas 7-Rubi (Luz / Francisco Morato / Jundiaí) e 10-Turquesa (Brás / Santo André / Rio Grande da Serra).

Sindicato dos Ferroviários da Zona Sorocabana: funcionários das linhas 8-Diamante (Júlio Prestes / Itapevi / Amador Bueno) e 9-Esmeralda (Osasco/ Grajaú).

Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil: funcionários que atuam nas linhas 11-Coral  (Luz / Mogi das Cruzes / Estudantes) e 12-Safira (Brás / Itaquaquecetuba / Calmon Viana).

Sindicato dos Engenheiros

A CPTM transporta em torno de 3 milhões de pessoas por dia.

Em nota, ao Diário do Transporte, a CPTM diz que cumpre apenas decisão judicial.

A CPTM esclarece que o TST (Tribunal Superior do Trabalho) decidiu em abril deste ano que o índice de reajuste determinado pelo TRT –SP (Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo) no dissídio coletivo de 2011 é indevido.

Portanto, em cumprimento à decisão judicial, a Companhia irá aplicar a redução da tabela salarial, em 3,51%, a partir do mês de julho/17. Ressalta-se que a CPTM é obrigada a cumprir determinação do TST, sob pena de crime de responsabilidade dos seus gestores. Os valores já pagos e recebidos pelos empregados até agora não serão descontados.

Já os metroviários ameaçam também realizar manifestações, que podem culminar em paralisação, por causa da não publicação de uma lista com promoções trabalhistas e outros acordos por parte do Metrô.

Uma assembleia será realizada nesta quinta-feira, 20, para decidir o rumo da movimentação pelo Sindicato dos Metroviários.

O Metrô de São Paulo transporta diariamente 4,5 milhões de pessoas por dia, em média.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Linha 10 só terá trens novos em 2020

De acordo com reportagem do Repórter Diário, a linha 10 – turquesa, da CPTM, só deve receber novos trens em 2020. Ele é a última linha a ser contemplada com aquisição de trens da estatal. A prioridade tem sido as linhas 7 – rubi e 11 – coral.

Hoje, a Linha 10 conta com trens da década de 1970 de origem espanhola, porém, modernizados no fim dos anos de 1990 para operação na CPTM. “Temos um lote de trens a receber em três anos e, gradativamente, vamos realocar os trens. A expectativa nossa é a substituição total desses trens (espanhóis)”, projeta o gerente de Relacionamento e Marketing da companhia, Sérgio Carvalho Júnior.

Não há tembém nenhuma previsão de reforma das estações do ramal.

“A gente infelizmente não consegue fazer todas as reformas de estações ao mesmo tempo. Temos um elenco de estações que já receberam o novo padrão de acessibilidade e a Linha 10 não fugirá à regra. Apenas não posso dizer se as reformas começam em 2018 ou 2019”, discorre Carvalho.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM, Metrô e Via Quatro neste final de semana (15 e 16 de julho)

Neste final de semana (15 e 16 de julho), a CPTM prosseguirá com as obras em suas linhas, que vão operar com intervalo maior entre os trens. O Metrô interditará a Linha 15-Prata e Linha 5-Lilás e a Via Quatro interditará parcialmente a Linha 4-Amarela. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 4-Amarela (Luz – Butantã)

Domingo: Na Linha 4-Amarela, que é operada pela Concessionária Via Quatro, as estações República e Luz permanecerão fechadas durante todo o domingo para continuidade da montagem das portas de plataforma e prosseguimento das obras civis na futura estação Higienópolis-Mackenzie.

No trecho entre as estações Butantã e Paulista, a circulação dos trens da Linha 4 ocorrerá normalmente. Os passageiros poderão utilizar o próprio sistema metroviário para realizar seus trajetos. Os usuários que embarcarem nas estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima e Fradique Coutinho com destino às estações República e Luz deverão desembarcar na estação Paulista e seguir viagem realizando integração com a Linha 2-Verde. Para seguir no sentido oposto, os passageiros com destino à Linha 4-Amarela, que estiverem tanto na estação Luz, na Linha 1-Azul, quanto em República, na Linha 3-Vermelha, deverão ir até a estação Consolação, na Linha 2-Verde, onde será possível transferir-se para a Linha 4 e prosseguir viagem pelo sistema.

Vale destacar que as estações República (Linha 3-Vermelha) e Luz (Linha 1-Azul) do Metrô funcionarão normalmente.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)

Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Franco da Rocha e Francisco Morato. Das 8h às 18h, também ocorrerão serviços nos equipamentos de via permanente nas imediações da Estação da Luz. Devido às obras na Linha 11-Coral, os trens seguirão excepcionalmente até a Estação Brás durante toda a operação comercial. O intervalo médio dos trens será de 24 minutos entre as estações Brás e Francisco Morato.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: das 13h até o fim da operação comercial, haverá obras de modernização das estações Jardim Belval e Jardim Silveira. E, a partir das 20h, as intervenções serão nos equipamentos de via permanente entre Osasco e Comandante Sampaio. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos entre as estações Carapicuíba e Itapevi. 

Domingo: das 4h à meia-noite, prosseguirão as obras de modernização das estações Jardim Belval e Jardim Silveira. Das 8h às 20h, também haverá serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Lapa e Domingos de Morais. O intervalo médio dos trens ficará assim:

- Das 8h às 20h: 30 minutos entre Júlio Prestes e Itapevi.
- Antes das 8h e após as 20h: 20 minutos entre Carapicuíba e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Grajaú – Osasco)
  
Sábado: das 20h até o fim da operação comercial, em razão de intervenções nos equipamentos de via permanente, a circulação ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco. O usuário que desejar prosseguir viagem deverá utilizar a Linha 8-Diamante.   

Domingo: das 4h à meia-noite, os trabalhos estarão concentrados no sistema de rede aérea entre as estações Berrini e Santo Amaro. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos em toda a linha. 

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 4h à meia-noite, os serviços serão executados nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação Brás. O intervalo médio dos trens será de 15 minutos em toda a linha. 

Linha 11-Coral (Luz – Guaianases)

Domingo: das 4h à meia-noite, por conta das intervenções nos equipamentos de via permanente no trecho entre Luz e Brás, a circulação ficará interrompida entre essas duas estações. O usuário que desejar prosseguir viagem deverá utilizar a Linha 7-Rubi que, excepcionalmente, prestará serviço até a Estação Brás durante toda a operação comercial. O intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Brás e Guaianases.    

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado: das 20h até o fim da operação comercial, devido às obras de implantação da Linha 13-Jade entre as estações Eng. Goulart e Comendador Ermelino, o intervalo médio dos trens será de 35 minutos em toda a linha.

Domingo: das 4h à meia-noite, prosseguirão as obras de implantação da Linha 13-Jade entre Eng. Goulart e Comendador Ermelino. Também haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. A circulação será feita em dois trechos: entre Brás e Eng. Manoel Feio e entre Eng. Manoel Feio e Calmon Viana. O intervalo médio dos trens será de 35 minutos.

Linha 15-Prata (Vila Prudente - Oratório)

Domingo: As estações Vila Prudente e Oratório deverão permanecer fechadas ao público até às 16 horas. Durante os serviços, os passageiros também serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Oratório e Vila Prudente até o reinicio da operação.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Com a operação diferenciada deste domingo, a orientação aos usuários será reforçada em toda a Linha 4-Amarela com cartazes, mensagens sonoras e veiculação de informações nos monitores de TV das estações, plataformas e trens. A equipe de atendimento também está preparada para auxiliar os usuários nos deslocamentos, minimizar os impactos das mudanças e garantir a segurança.

Informações adicionais podem ser obtidas na Central de Atendimento (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, sábado e domingo, das 8h às 18h. Outros canais de comunicação também estão à disposição, como a Ouvidoria (ouvidoria@viaquatro.com.br) e o Fale Conosco no link http://www.viaquatro.com.br/fale-conosco.

Vimos na CPTM e Metrô/SP

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

4 estações da CPTM devem ser modernizadas este ano

O presidente da CPTM, Paulo de Magalhães Bento Gonçalves, prometeu que ainda este ano, as estações Estudantes, Mogi das Cruzes, Brás Cubas e Jundiapeba, todas da linha 11 – Coral, receberão obras de melhoria, como acessibilidade e novos banheiros. Gonçalves anunciou também que a região, muito em breve, será atendida com novas composições, mais modernas e confortáveis.

“As perspectivas para o transporte ferroviário na cidade de Mogi são boas, tanto em relação às estações como à qualidade dos trens. Saímos da reunião bastante animados com as informações positivas que obtivemos e vamos acompanhar e cobrar a CPTM quanto a essas intervenções”, deputado estadual Marcos Damasio depois de uma reunião com Gonçalves.

As obras na estação Brás Cubas já começaram.

Vimos no Via Trolebus

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obras de modernização alteram circulação dos trens da CPTM, Metrô e Via Quatro neste final de semana (08 e 09 de julho)

Neste final de semana (08 e 09 de julho), a CPTM prosseguirá com as obras em suas linhas, que vão operar com intervalo maior entre os trens. O Metrô interditará a Linha 15-Prata e Linha 5-Lilás e a Via Quatro interditará parcialmente a Linha 4-Amarela. Confira a programação e planeje sua viagem:

Linha 4-Amarela (Luz – Butantã)

Domingo: Na Linha 4-Amarela, para a execução de obras na futura estação Oscar Freire, a circulação dos trens no trecho entre as estações Paulista e Fradique Coutinho, em ambos os sentidos, ficará interrompida durante toda a operação do domingo. Para atender os usuários neste trecho, também haverá ônibus gratuitos do sistema PAESE. Portanto, ao desembarcar na estação Paulista ou na estação Fradique Coutinho, o usuário receberá uma senha para prosseguir viagem de ônibus até a estação seguinte.

Já entre as estações Fradique Coutinho e Butantã e Paulista e Luz, demais trechos da Linha 4-Amarela, a circulação das composições ocorrerá normalmente. Dessa maneira, os usuários da Linha 4-Amarela poderão realizar as transferências gratuitas para as demais linhas metroviárias normalmente nas estações Consolação (Linha 2-Verde), República (Linha 3-Vermelha) e Luz (Linha 1-Azul).

Linha 5-Lilás (Capão Redondo - Adolfo Pinheiro)

Domingo: No período  das 4h40 às 17h00, os passageiros serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência) da SPTrans, que circularão ininterruptamente entre as estações Capão Redondo e Adolfo Pinheiro. Os usuários da Linha 9 - Esmeralda da CPTM, que fazem transferência gratuita para o Metrô na estação Santo Amaro, também serão atendidos pelo sistema PAESE. Já as linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) serão remanejadas das estações Capão Redondo e Campo Limpo para a estação Santo Amaro.

Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato)


Domingo: das 4h à meia-noite, serão realizadas obras de modernização no sistema de rede aérea entre as estações Franco da Rocha e Francisco Morato.

Das 4h às 21h, também ocorrerá serviços no sistema de rede aérea entre as estações Lapa e Piqueri e, por isso, os trens que seguirem sentido Luz não irão parar para desembarque e embarque na Estação Piqueri. Quem quiser desembarcar nessa estação terá de descer na Estação Lapa e pegar o trem sentido Francisco Morato. Já os usuários que precisarem embarcar na Estação Piqueri, sentido Luz, deverão pegar o trem sentido Francisco Morato, desembarcar na Estação Pirituba e voltar sentido Luz.

Durante toda a operação comercial, o intervalo médio dos trens será de 24 minutos no trecho entre as estações Luz e Francisco Morato.

Linha 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi)

Sábado: das 20h até o fim da operação comercial, haverá obras de modernização no sistema de rede aérea na região da EstaçãoJardim Belval. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos entre as estações Carapicuíba e Itapevi.

Domingo: das 4h à meia-noite, as obras de modernização ocorrerão no sistema de rede aérea entre as estações Jardim Belval e Jardim Silveira. Também haverá serviços no sistema de rede aérea entre as estações Osasco e Santa Teresinha. Das 5h às 14h, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente entre as estações Lapa e Domingos de Morais. A circulação de trens será realizada da seguinte forma:

Das 4h às 14h: Serão realizadas duas viagens: de Júlio Prestes a Domingos de Morais e de Domingos de Morais a Itapevi. Portanto, quem desejar seguir viagem em um dos dois sentidos, deverá trocar de trem na Estação Domingos de Morais. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos.

Das 14h à meia-noite: Não será mais necessário fazer a transferência na Estação Domingos de Morais e o intervalo médio dos trens será de 20 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 9-Esmeralda (Grajaú – Osasco)

Domingo: das 4h à meia-noite, devido aos serviços no sistema de rede aérea, a circulação ficará interrompida entre as estações Presidente Altino e Osasco. O usuário que desejar prosseguir viagem deverá utilizar a Linha 8-Diamante.  

Linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra)

Domingo: das 8h às 20h, serão realizadas intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações São Caetano e Utinga. O intervalo médio dos trens será de 20 minutos em toda a linha.

Linha 12-Safira (Brás – Calmon Viana)

Sábado: das 20h até o fim da operação comercial, em razão das obras de implantação da Linha 13-Jade entre as estações Eng. Goulart e USP-Leste, o intervalo médio dos trens será de 25 minutos em toda a linha.

Domingo: das 4h à meia-noite, serão executados serviços nos equipamentos de via permanente entre as estações Comendador Ermelino e São Miguel Paulista. Também haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Itaquaquecetuba e Aracaré. O intervalo médio dos trens será de 15 minutos entre as estações Brás e Eng. Manoel Feio e de 30 minutos entre as estações Eng. Manoel Feio e Calmon Viana.

Linha 15-Prata (Vila Prudente - Oratório)

Domingo: As estações Vila Prudente e Oratório deverão permanecer fechadas ao público até às 16 horas. Durante os serviços, os passageiros também serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE, que circularão entre as estações Oratório e Vila Prudente até o reinicio da operação.

Desafio: A CPTM ressalta que executar as obras de modernização, mantendo simultaneamente o atendimento aos usuários, é um grande desafio. As ações exigem medidas como promover intervenções em horários de menor movimentação de passageiros aos finais de semana, feriados e madrugadas.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

Com a operação diferenciada deste domingo, a orientação aos usuários será reforçada em toda a Linha 4-Amarela com cartazes, mensagens sonoras e veiculação de informações nos monitores de TV das estações, plataformas e trens. A equipe de atendimento também está preparada para auxiliar os usuários nos deslocamentos, minimizar os impactos das mudanças e garantir a segurança.

Informações adicionais podem ser obtidas na Central de Atendimento (0800 770 7100), de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 22h, sábado e domingo, das 8h às 18h. Outros canais de comunicação também estão à disposição, como a Ouvidoria (ouvidoria@viaquatro.com.br) e o Fale Conosco no link http://www.viaquatro.com.br/fale-conosco.

Vimos na CPTM e Via Quatro

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Metrô se prepara para abrir novas estações na Linha 5-Lilás

As Estações Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin estão com as obras civis praticamente concluídas e passam, agora, pela instalação de sistemas elétricos.

Com entrega prometida para o mês que vem, o Metrô se prepara para abrir mais três estações ao público e emplacar uma nova “cara” para a Linha 5-Lilás, que opera na zona sul e, até o fim do ano, deverá chegar ao centro.

As Estações Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin estão com as obras civis praticamente concluídas e passam, agora, pela instalação de sistemas elétricos. A reportagem visitou as três paradas, que apresentam características verdes e sociais.

A nova face já surge com as cúpulas de vidro nas entradas principais das estações. Chamadas de “bolhas” pelos funcionários, fazem parte da proposta de aproveitar ao máximo a luz natural, economizando eletricidade.

Essa mesma diretriz permitirá ainda que, além das três estações, a zona sul da capital ganhe novas praças – os locais construídos para abrigar as claraboias que levarão a luz até a plataforma e ficarão abertos ao público. “As plataformas ficam mais ou menos a 30 metros de profundidade”, explica o engenheiro da Linha 5 Michel Mastaler. “Abaixo delas, há porões por onde toda a rede de cabos vai passar”, afirma.

Quem usar as estações notará ainda duas diferenças na comparação com as estações mais recentes. A primeira é a falta das portas de plataforma, tidas como uma opção de maior segurança.

“Estão contratadas com o sistema CBTC (o controle computadorizado dos trens) e deverão estar instaladas até a entrega do novo trecho”, informa o Metrô. Também não haverá as catracas que têm portas de acesso automáticas, instaladas nas Linhas 2-Verde e 4-Amarela.

Para o Metrô, controles de acesso antigos, com roletas, “apresentam melhores resultados operacionais”. Por dia, 54,2 mil pessoas deverão usar as três estações.

Até o fim do ano, quando o restante da Linha 5 for entregue, pelas três paradas circularão 60,2 mil pessoas. Ao todo, a Linha 5 custará R$ 9 bilhões.

As novas praças ainda têm recuos para o embarque e desembarque de carros, o que é defendido pelo professor do Departamento de Transportes da Universidade de São Paulo (USP) Claudio da Cunha Barbieri, que destaca a influência da era dos transportes por aplicativo. “Uma grande parcela usa transporte individual para a primeira ou última milha da viagem.”

Espera
Moradores da região de Santo Amaro aguardam a abertura com expectativa. “Essa obra já demorou demais. Os tapumes estão aqui há anos (a obra começou em 2011). Vou muito ao médico no Ibirapuera. Acho que, quando abrir, vou de metrô em vez de ir de táxi”,diz a aposentada Lourdes Manzanares, de 62 anos, vizinha da futura Estação Brooklin.

A Linha 5 tinha entrega prometida inicialmente para 2015. Alvo de ações criminais nos Ministérios Públicos Estadual e Federal, por causa da ação de cartéis nas licitações, os serviços chegaram a ser paralisados por um mês em 2011. O MPE viu sobrepreço de R$ 320 milhões.

No mesmo local, há o corredor de ônibus intermunicipal que liga a zona sul à Diadema, no ABC. “Venho até aqui (na Avenida Roque Petroni Júnior) e tomo outro ônibus para ir até o Brooklin. Para mim, vai ajudar”, contou a recepcionista Clarice Araújo, de 23 anos, moradora de Americanópolis.

Das estações restantes, Ibirapuera, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin têm entrega prometida até o fim deste ano. A Estação Campo Belo, que um dia terá conexão com o monotrilho da Linha 17-Ouro, será inaugurada no ano que vem.

Distribuição
Para o Metrô, uma das consequências da conclusão da Linha 5 é o alívio de outros pontos da rede, especialmente o saturado corredor que liga as Linhas 4-Amarela e 2-Verde nas Estações Paulista e Consolação.

Com as novas opções de conexão, “o fluxo concentrado de usuários na Estação Paulista da Linha 4 será dividido com a nova opção de transferência na Estação Chácara Klabin”, afirma o diretor de Engenharia e Construções, Sérgio Amalfi Meca.

O professor Cunha Barbieri, por outro lado, afirma que esse movimento ainda dependerá dos “testes práticos” dos passageiros. “É preciso avaliar o tempo de viagem, a lotação e o quanto o transporte é confiável”, disse, lembrando que a Linha 9-Esmeralda da CPTM, usada na viagem atual e com menos estações no trajeto, é conhecida por paralisações e lotação, além de ser mais lenta.

Vimos na Exame

Comentários
0 Comentários

0 comentários: